O YouTube, as “novas” celebridades e a nova economia

shape
shape
shape
shape
shape
shape
shape
shape

Quem diria que uma plataforma criada para que as pessoas postassem seus vídeos caseiros evoluísse como evoluiu. Dos primeiros vídeos, que em geral mostravam gatos, cachorros ou outro pet fazendo algo engraçado, ou então nossa festa de despedida ou qualquer outro momento que tenha sido uma boa recordação pra nós. Isso era o que você encontraria no YouTube em seus primeiros anos de vida. E era justamente para isso que a plataforma foi criada, para postar vídeos caseiros…

 

Hoje em dia as pessoas levam cada vez mais a sério a expressão “ter um canal no YouTube”: é como se nós tivéssemos nosso próprio programa! Quem tinha simplesmente “uma conta” no YouTube, agora se transformou em “criador de conteúdo”,  a plataforma cada vez recebe mais audiência…alguns canais chegam a ter mais audiência que muitos programas de TV!

O termo “criador de conteúdo” se justifica quando um canal realmente cria algum conteúdo “assistível” ou seja, alguma informação interessante ou pelo menos informativa ou divertida. E é esse tipo de conteúdo que tem sucesso no YouTube.

Naturalmente, isso transformou pessoas comuns em celebridades. Basta ver o tratamento que muitos”Youtubers” (termo usado para definir quem tem canal no YouTube) recebem em eventos diversos. Autógrafos, fotos, pessoas gritando o nome, meninas chorando….Sim, se você pensou nos Beatles ou outra banda de rock da moda, você está fazendo uma boa comparação. E o detalhe mais interessante é que não estamos falando de cantores, músicos ou atores, necessariamente. São pessoas como você ou eu, que se dedicaram a pesquisar certo assunto que gostam e decidiram fazer vídeos sobre esse assunto. Muitos nunca sequer sonharam que seriam famosos algum dia, fizeram e fazem vídeos para se divertirem mesmo.

E com tanta força que está ganhando a plataforma e seus canais, hoje em dia é muito mais comum que uma empresa contrate um youtuber que um ator da TV. Crianças e adolescentes querem ver seus heróis da internet. Adultos querem conhecer os novos críticos de cinema, consultores de moda, humoristas… Mas porque aparentemente a TV está com um concorrente tão poderoso? Vejamos:

  1. Na internet, podemos escolher amplamente o que queremos ver. Quer saber como fazer um churrasco inesquecível? Aprender a usar um editor de imagem? Ver novidades sobre jogos? Basta escrever na barra de pesquisa do YouTube o que você quer. Em menos de segundo, você receberá centenas de opções de vídeos para ver. Isso não é incrível?
  2. Qualidade dos canais cada vez mais alta.  O que antes eram em sua maioria vídeos com cara de amadores e caseiros agora os resultados de uma pesquisa no YouTube nos levam à canais cada vez melhor produzidos. A qualidade é tanta que alguns canais parecem contar com estúdio de gravação profissional, mesmo sem ter. Isso acontece porque cada vez mais fica fácil aprender a usar editores de vídeos, que por sua vez estão cada vez mais sofisticados e cheios de recursos. O resultado? Vídeos cada vez mais profissionais, feitos em casa, por pessoas como você é eu.
  3. Comerciais? Até tem, mas… São bem mais curtos se comparados com os cerca de cinco minutos de intervalo que temos que aguardar ao ver um programa na TV. E mesmo que exista algum anúncio dentro do vídeo que estamos assisntindo, isso é feito de maneira muito menos intrusiva que os comerciais da TV.
  4. Você cria um relacionamento com o apresentador do canal. Isso porque você tem a impressão que ele fala para você, o que é verdade. Além disso, muitos Youtubers respondem mensagens nas redes sociais, o que fortalece ainda mais essa relação. Isso já não acontece com a maioria dos apresentadores de TV…
  5. O YouTube é cada vez mais social. Apesar de ser por definição uma “mídia social”, cada vez mais é possível fazer amizades ( e inimizades) na plataforma. Os comentários nos vídeos fazem com que, mais do que interagir com o autor do vídeo, pessoas possam responder a comentários e assim acabam fazendo amizades. O poder da interação é devastador e invencível.

Por essa razão, em muitos países já se considera oficialmente como profissão, a carreira de youtuber. E eles ganham dinheiro de várias formas, com os anúncios do YouTube, promovendo produtos em seus vídeos, dando palestras e participando de eventos.

É a nova economia, a economia digital, que cada vez mais cresce e transforma vidas. Se você assim como eu prefere ver vídeos no Youtube que assistir TV, não se preocupe, milhões de pessoas pensam como nós.

Você tem um canal no Youtube e gostaria de ser orientado gratuitamente? Clica aqui que a gente te ajuda!

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *