YouTube acusado de usar dados de crianças ilegalmente

Na onda do “Big Brother” versão redes sociais, outra mídia social está sendo acusada de uso ilegal de dados de seus usuários. A bola da vez agora é o Youtube.

O YouTube estará, aparentemente, recolhendo dados de crianças menores de 13 anos sem o consentimento dos pais, o que é no mínimo curiososo, já  que a plataforma é para ser usada por maiores de 13 anos. A denúncia parte de uma coligação de 23 associações de direitos das crianças, consumidores e de privacidade e foi noticiada pelo TheGuardian.

A associação apresentou uma queixa à Comissão de Comércio Federal norte-americana alegando que a Google, dona da plataforma YouTube, além de recolher dados sem autorização ainda por cima prepara e exibe anúncios dirigidos a crianças com menos de 13 anos, violando a legislação norte-americana que prevê a proteção das crianças online (US Children’s Online Privacy Protection Act, Coppa).

Além disso, mesmo que o YouTube afirme que seus vídeos são para maiores de 13 anos,  a associação denuncia que a Google sabe que há crianças mais novas assistindo aos vídeos e que  recolhe informação sobre os dispositivos, localização, números de telefone e os segue em vários sites sem  o consentimento dos pais.

Um dos argumentos da associação é que o YouTube exibe anúncios destianados à crianças e inclusive o fato de terem criado o YouTube Kids, que também mostra anúncios, indica o rastreio sem autorização. Até o momento da publicação do texto no The Guardian, a Google ainda não tinha se manifestado.

Se você é ou quer se tornar um influenciador digital, podemos ajudar. CLIQUE AQUI.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

code