YouTube acusado de usar dados de crianças ilegalmente

shape
shape
shape
shape
shape
shape
shape
shape

Na onda do “Big Brother” versão redes sociais, outra mídia social está sendo acusada de uso ilegal de dados de seus usuários. A bola da vez agora é o Youtube.

O YouTube estará, aparentemente, recolhendo dados de crianças menores de 13 anos sem o consentimento dos pais, o que é no mínimo curiososo, já  que a plataforma é para ser usada por maiores de 13 anos. A denúncia parte de uma coligação de 23 associações de direitos das crianças, consumidores e de privacidade e foi noticiada pelo TheGuardian.

A associação apresentou uma queixa à Comissão de Comércio Federal norte-americana alegando que a Google, dona da plataforma YouTube, além de recolher dados sem autorização ainda por cima prepara e exibe anúncios dirigidos a crianças com menos de 13 anos, violando a legislação norte-americana que prevê a proteção das crianças online (US Children’s Online Privacy Protection Act, Coppa).

Além disso, mesmo que o YouTube afirme que seus vídeos são para maiores de 13 anos,  a associação denuncia que a Google sabe que há crianças mais novas assistindo aos vídeos e que  recolhe informação sobre os dispositivos, localização, números de telefone e os segue em vários sites sem  o consentimento dos pais.

Um dos argumentos da associação é que o YouTube exibe anúncios destianados à crianças e inclusive o fato de terem criado o YouTube Kids, que também mostra anúncios, indica o rastreio sem autorização. Até o momento da publicação do texto no The Guardian, a Google ainda não tinha se manifestado.

Se você é ou quer se tornar um influenciador digital, podemos ajudar. CLIQUE AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *