sabotagem no youtube

Por que vídeos “fake” fazem tanto sucesso?

Quero que você analise com a gente os seguintes títulos de vídeos:

“Roubei o carro do meu amigo e a polícia veio atrás de mim.” O vídeo em questão tem uma capa que mostra uma pessoa dentro de um carro com cara de assustado (bem exagerada) e uma montagem (bem tosca) mostrando carros de polícia atrás dele.

“Enquadrei meus amigos”. O vídeo tem uma capa que mostra, numa montagem tosca, uma pessoa apontando uma arma para quatro jovens que estão ajoelhados.

“Meu amigo drogado morreu.” O vídeo mostra na capa a foto de um corpo no chão. Detalhe: o corpo não se parece em nada com o do “amigo drogado” que ao ver o vídeo, você vê que nem morto está.

“Marvel confirma novo homem de ferro”. Na capa, o apresentador do canal aparece com cara de susto e imagens do herói estão em volta. O conteúdo do vídeo, no entanto, mostra que na verdade, o apresentador ACHA que o herói VAI SER confirmado em breve.

Títulos de vídeos como esses, acompanhados de suas infames thumbnails (capas) são uma praga no YouTube. E geralmente atraem a milhares de pessoas para verem o conteúdo. Curiosamente, esses canais continuam a receber novos inscritos que acreditam piamente nos títulos desses canais.

Mas por que esse tipo de conteúdo ainda é tão popular no YouTube?

Entretenimento x Enganação

A maioria das pessoas que usam o YouTube o fazem para se entreter, se divertir. Então, é normal que vídeos mais divertidos sejam os mais procurados também.

Com a quantidade brutal de conteúdo novo na plataforma (segundo fontes, o YouTube recebe 300 horas de conteúdo por hora), chamar a atenção no meio dessa multidão de vídeos não é uma tarefa fácil.

E claro, ter um título e thumbnail chamativos ajuda muito a que uma pessoa decida ver a um vídeo. Não tem problema nenhum em que você crie algo chamativo, ao contrário, essa é a forma correta de produzir conteúdo e atrair o público.

Mas o ponto vai além dos títulos e das thumbnails. O conteúdo desse tipo de vídeo que mostramos no início desse artigo geralmente é enganoso, totalmente ensaiado e às vezes fica bem claro que todo o conteúdo do vídeo é falso.

Já acompanhamos vídeos em que supostamente um grupo de amigos seria “surpreendido” por um conhecido que iria atacá-los. Curiosamente o tal conhecido chega até o local com uma câmera Go Pro na cabeça, obviamente para gravar sua parte. Em outros vídeos, supostos “estranhos” em um vídeo são amigos em vídeos anteriores.

Se o objetivo é apenas entretenimento, o público precisa saber que tudo aquilo é apenas uma “estória” (sim, escrito com “e”) e não algo real. Saber que tudo aquilo é apenas entretenimento. De outra forma, esses vídeos podem além de pôr seus participantes em riscos reais, incentivar a que outros, especialmente crianças e adolescentes façam o mesmo.

Um dos motivos que podem explicar o sucesso de vídeos “fake” ou com títulos enganosos é que as pessoas querem esse tipo de conteúdo. Elas querem ver algo que seja emocionante, que seja irreverente. Mesmo que isso seja totalmente falso. E por se tratar muitas vezes de crianças, elas não sabem a diferença entre o que é real e o que é enganoso.

Você deve criar um canal assim?

A resposta rápida é: NÃO!

Veja aqui os motivos:

  • Canais com esse tipo de conteúdo enganam o público.
  • Existem “zilhões” de canais assim, muitas vezes de crianças e adolescentes, que repetem em alguns casos os mesmos títulos e conteúdo.
  • Para se otimizar um canal assim, é muito complicado porque como geralmente cada vídeo fala de um assunto diferente (num vídeo o tema é “Quase morremos no rio da morte” e o seguinte pode ser “Joguei meu amigo numa piscina de jacarés”, o YouTube leva muito tempo para saber posicionar esse canal.
  • Canais assim muitas vezes acabam no esquecimento, em algum momento o público vai embora e a menos que o canal não evolua e mude a temática, ele pode ser esquecido rapidamente.
  • É um tipo de “conteúdo” que depende muito de que outros canais, já com grande público, vejam seu conteúdo e queiram divulgar. É um nicho que depende demais de network.
  • Muitos apresentadores de canais assim acabam se metendo em problemas reais, apesar de os vídeos serem fake. Como para fazer as gravações, às vezes têm que invadir locais privados ou fazer ações publicamente reprováveis, muitas vezes os apresentadores têm problemas com a polícia, vizinhos e outros.

Se você quer um apoio profissional para sua carreira de YouTuber, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços.

 

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

code