sabotagem no youtube

Por que vídeos “fake” fazem tanto sucesso?

Quero que você analise com a gente os seguintes títulos de vídeos:

“Roubei o carro do meu amigo e a polícia veio atrás de mim.” O vídeo em questão tem uma capa que mostra uma pessoa dentro de um carro com cara de assustado (bem exagerada) e uma montagem (bem tosca) mostrando carros de polícia atrás dele.

“Enquadrei meus amigos”. O vídeo tem uma capa que mostra, numa montagem tosca, uma pessoa apontando uma arma para quatro jovens que estão ajoelhados.

“Meu amigo drogado morreu.” O vídeo mostra na capa a foto de um corpo no chão. Detalhe: o corpo não se parece em nada com o do “amigo drogado” que ao ver o vídeo, você vê que nem morto está.

“Marvel confirma novo homem de ferro”. Na capa, o apresentador do canal aparece com cara de susto e imagens do herói estão em volta. O conteúdo do vídeo, no entanto, mostra que na verdade, o apresentador ACHA que o herói VAI SER confirmado em breve.

Títulos de vídeos como esses, acompanhados de suas infames thumbnails (capas) são uma praga no YouTube. E geralmente atraem a milhares de pessoas para verem o conteúdo. Curiosamente, esses canais continuam a receber novos inscritos que acreditam piamente nos títulos desses canais.

Mas por que esse tipo de conteúdo ainda é tão popular no YouTube?

Entretenimento x Enganação

A maioria das pessoas que usam o YouTube o fazem para se entreter, se divertir. Então, é normal que vídeos mais divertidos sejam os mais procurados também.

Com a quantidade brutal de conteúdo novo na plataforma (segundo fontes, o YouTube recebe 300 horas de conteúdo por hora), chamar a atenção no meio dessa multidão de vídeos não é uma tarefa fácil.

E claro, ter um título e thumbnail chamativos ajuda muito a que uma pessoa decida ver a um vídeo. Não tem problema nenhum em que você crie algo chamativo, ao contrário, essa é a forma correta de produzir conteúdo e atrair o público.

Mas o ponto vai além dos títulos e das thumbnails. O conteúdo desse tipo de vídeo que mostramos no início desse artigo geralmente é enganoso, totalmente ensaiado e às vezes fica bem claro que todo o conteúdo do vídeo é falso.

Já acompanhamos vídeos em que supostamente um grupo de amigos seria “surpreendido” por um conhecido que iria atacá-los. Curiosamente o tal conhecido chega até o local com uma câmera Go Pro na cabeça, obviamente para gravar sua parte. Em outros vídeos, supostos “estranhos” em um vídeo são amigos em vídeos anteriores.

Se o objetivo é apenas entretenimento, o público precisa saber que tudo aquilo é apenas uma “estória” (sim, escrito com “e”) e não algo real. Saber que tudo aquilo é apenas entretenimento. De outra forma, esses vídeos podem além de pôr seus participantes em riscos reais, incentivar a que outros, especialmente crianças e adolescentes façam o mesmo.

Um dos motivos que podem explicar o sucesso de vídeos “fake” ou com títulos enganosos é que as pessoas querem esse tipo de conteúdo. Elas querem ver algo que seja emocionante, que seja irreverente. Mesmo que isso seja totalmente falso. E por se tratar muitas vezes de crianças, elas não sabem a diferença entre o que é real e o que é enganoso.

Você deve criar um canal assim?

A resposta rápida é: NÃO!

Veja aqui os motivos:

  • Canais com esse tipo de conteúdo enganam o público.
  • Existem “zilhões” de canais assim, muitas vezes de crianças e adolescentes, que repetem em alguns casos os mesmos títulos e conteúdo.
  • Para se otimizar um canal assim, é muito complicado porque como geralmente cada vídeo fala de um assunto diferente (num vídeo o tema é “Quase morremos no rio da morte” e o seguinte pode ser “Joguei meu amigo numa piscina de jacarés”, o YouTube leva muito tempo para saber posicionar esse canal.
  • Canais assim muitas vezes acabam no esquecimento, em algum momento o público vai embora e a menos que o canal não evolua e mude a temática, ele pode ser esquecido rapidamente.
  • É um tipo de “conteúdo” que depende muito de que outros canais, já com grande público, vejam seu conteúdo e queiram divulgar. É um nicho que depende demais de network.
  • Muitos apresentadores de canais assim acabam se metendo em problemas reais, apesar de os vídeos serem fake. Como para fazer as gravações, às vezes têm que invadir locais privados ou fazer ações publicamente reprováveis, muitas vezes os apresentadores têm problemas com a polícia, vizinhos e outros.

Se você quer um apoio profissional para sua carreira de YouTuber, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços.

 

Prepare sua carreira para o futuro: como se tornar um YouTuber

Por décadas, consideramos certas ocupações confiáveis ​​por sua capacidade de oferecer segurança no emprego a longo prazo. Mas os avanços tecnológicos colocaram centenas desses chamados “empregos seguros” sob ameaça.

Bem, com quase 2 bilhões de usuários globais, o YouTube é uma das maiores plataformas sociais do mundo. E com um público tão grande disponível, as perspectivas de carreira para os YouTubers podem ser enormes.

Mas como você se torna um YouTuber? Vamos dar uma olhada.

O que é um YouTuber?

Para todos que estiveram em uma caverna com os dedos nos ouvidos nos últimos 15 anos, os YouTubers são criadores de vídeo online. Eles criam vídeos curtos no YouTube, de tutoriais de maquiagem a vídeos de jogos e outros.

O que torna os YouTubers únicos, entretanto, é sua influência. A verdade é que os YouTubers podem se conectar com seu público como ninguém.

Na verdade, 70% dos espectadores do YouTube acreditam que os YouTubers ajudam a moldar a cultura popular. E com esse tipo de influência vem um grande potencial de ganhos.

Quanto ganham os YouTubers?

Existem várias maneiras de os vloggers ganharem dinheiro com os vídeos do YouTube. Aqui estão apenas alguns.

Visualizações de anúncios

Se o seu canal tiver mais de 1.000 inscritos e 4 mil horas assistidas no último ano, você pode monetizá-lo. Isso significa que você pode receber uma pequena taxa (que varia enormemente, podendo ser entre 1 a 7 dólares para cada mil visualizações), graças aos anúncios integrados do YouTube. Embora isso possa não parecer muito, se você conseguir atrair regularmente dezenas de milhares de visualizações, os ganhos podem aumentar rapidamente.

Posicionamento de Produto

Dependendo do seu conteúdo, você pode conseguir um acordo para representar a uma marca ou produto. Grandes marcas, de empresas de roupas a fabricantes de tecnologia, estão sempre em busca de embaixadores populares.

Links de afiliados

Os links de afiliados permitem que você direcione para determinados produtos apresentados em seus vídeos. Ao rastrear a jornada do cliente, a empresa pode pagar a comissão do YouTuber em qualquer compra.

Financiamento por fãs

Mais e mais YouTubers estão usando sites como o Patreon para aumentar sua renda. Os fãs podem pagar uma pequena quantia única ou taxa de assinatura para apoiar seus YouTubers favoritos, geralmente em troca de conteúdo premium.

Mas é o seguinte.

Milionários do YouTube ainda são incrivelmente raros. Para cada Felipe Neto, existem milhares de outros vloggers cujos canais lutam para ganhar força. Crucialmente, a receita só vem da construção de uma base de fãs forte e comprometida.

Os YouTubers são à prova de futuro?

Aqui está uma estatística para você.

O número de canais que ganham mais de seis dígitos por ano está aumentando 40% ano a ano. Graças ao incentivo ao crescimento da receita de anúncios, os salários do YouTuber estão subindo mais rápido do que a maioria das outras ocupações.

Mas isso é um sinal do que está por vir?

Estudos sugerem que três em cada quatro crianças de 6 a 17 anos desejam ser YouTuber. Esse envolvimento da próxima geração de trabalhadores é um bom presságio. Mas enfrentará concorrência no futuro?

Bem, o chefe de conteúdo do YouTube, Robert Kyncl, não está preocupado. Ele estima que o mercado de vídeo online vale US $ 200 – US $ 400 bilhões. E com um crescimento anual de 50% nas visualizações por três anos consecutivos, a posição do YouTube como o rei do vídeo online parece garantida.

Além disso, com a potência global do Google pagando as contas, o YouTube está aqui para ficar.

Que qualificações você precisa?

Vou ser breve. Nenhuma.

Para se tornar um YouTuber, tudo o que você realmente precisa é de uma câmera e uma ideia. Mas isso não significa que você tenha que gastar dinheiro imediatamente. Ao lançar um canal no YouTube, faz sentido começar de forma barata e investir em equipamentos de alta qualidade mais tarde.

Mas o que você precisa para se tornar um YouTuber? Aqui estão algumas dicas.

Câmera

Seu equipamento dependerá muito do tipo de conteúdo que você deseja criar. Os vloggers de viagens precisam de ótima qualidade de imagem, enquanto os vloggers de beleza precisam de um foco automático perfeito.

Microfone

Alguns microfones são notoriamente caros, mas podem não ter preço ao criar conteúdo de vídeo de alta qualidade. Novamente, depende do que funciona para você. Microfones USB são ótimos para vídeos de jogos e, de longe, os mais populares no YouTube, enquanto outros microfones podem ser úteis se você estiver filmando fora de casa. E existem vários preços, inclusive modelos de microfone que você pode pagar

Pense em qual conteúdo você gostaria de criar e investir de acordo. Afinal, você pode ficar bem apenas usando seu telefone e a pilha de livros. Equipamentos caros não são garantia de sucesso.

Como se tornar um YouTuber?

Lembre-se de que se tornar um YouTuber não é fácil, nos referimos, YouTuber profissional mesmo.

Embora muitos de nós possamos pensar nisso como um caminho de carreira fácil, a verdade é que administrar um canal de sucesso requer paixão, dedicação e muito trabalho árduo. Aqui estão três coisas que você deve ter em mente.

Ser apaixonado

De Whinderson a PewDiePie, todos os melhores YouTubers encontraram seu nicho. Portanto, pense no que o torna único. Com centenas de milhares de pessoas disputando o tempo na tela, o que faz você se destacar? Lembre-se de que o público sempre responde bem a pessoas que são apaixonadas por seus hobbies e interesses .

Ser consistente

Construir uma audiência significa publicar conteúdo com a maior regularidade possível. Algumas estrelas do YouTube compartilham vários vídeos por dia! Para que o YouTubing seja um trabalho em tempo integral, é necessário um comprometimento em tempo integral.

Ouça o seu público

O sucesso de um canal depende do envolvimento de seus fãs. Fãs comprometidos são mais propensos a comprar produtos ou seguir links. Portanto, ouça seus seguidores e crie conteúdo que os atraia.

Então, o YouTube é para mim?

As carreiras estão mudando. E cabe a nós acompanhar.

O crescimento consistente do YouTube indica que há um futuro brilhante para as carreiras de vlogging. No entanto, quem pode dizer que outras plataformas podem surgir nos próximos anos? No passado, vimos sites enormes como Digg, MySpace e Bebo serem substituídos por sites melhores.

E embora o YouTube tenha cerca de 2 bilhões de usuários em todo o mundo, nunca podemos ter certeza do que o futuro nos reserva. O que sabemos é que o YouTuber utiliza habilidades profissionais que são úteis em qualquer plano de carreira. Habilidades como pesquisa, marketing e branding.

Não existe um caminho definido para uma carreira no YouTubing, mas se você tem algo a dizer e a paixão e a ética de trabalho para apoiá-lo, o que está esperando?

Quer ajuda profissional para sua carreira? CLIQUE AQUI e conheça nosso serviço!

Como planejar seu conteúdo no YouTube

Caso tenha entrado neste artigo, significa que a sua trajetória no Youtube está começando. O caminho não é fácil, mas não significa que você vai deixar o seu projeto no papel.Neste artigo,você terá acesso ao máximo de informações sobre como planejar o seu conteúdo no Youtube.

Como alcançar seus objetivos na plataforma ?

Para atingir seus objetivos no YouTube, não é suficiente apenas criar um canal e postar de vez em quando. Assim como criar conteúdo para qualquer plataforma, o planejamento é fundamental! Portanto, hoje, vamos apresentar guias de criação passo a passo, scripts e ideias para tópicos de vídeo.

Antes de definir o conteúdo a ser publicado, precisamos entender o processo de compra do consumidor, e o primeiro passo neste canal é a pesquisa. Tendo em mente que o YouTube é o segundo maior mecanismo de pesquisa do mundo, a primeira etapa na definição do conteúdo é entender os problemas, dúvidas ou problemas que o público-alvo deseja resolver e os benefícios que os seus vídeos podem proporcionar .

Outro ponto que deve ser levado em consideração é que não é uma boa ideia usar e abusar dos terríveis “click baits”. Aposte em conteúdos mais fiáveis, onde você possa provar que possui os conhecimentos para ajudar quem assiste. Lembre-se, não existe certo ou errado, tudo depende da sua estratégia. É importante entender qual estilo é mais adequado.Isso será fundamental .

Faça testes com a maior frequência possível

Mesmo com um plano, sabemos que uma estratégia precisa ser verificada na prática. Faça conteúdos variados, sem mudar muito o foco do seu canal. Experimente por exemplo, fazer vídeos com listas (5 coisas que você deve saber sobre…5 maneiras de… E assim vai), vídeos com um tutorial, vídeos gravados em locais abertos e depois em locais fechados e assim por diante. Depois, use o YouTube Studio para ver os números desses vídeos. Com os resultados desses testes, você pode se surpreender ao descobrir que um conteúdo atraente pode exceder suas expectativas, enquanto outro conteúdo parece uma grande aposta, mas os resultados são inferiores ao esperado.

Para criadores e espectadores, a criação de conteúdo de vídeo é um processo de aprendizado contínuo. Espero que essas dicas ajudem você a produzir conteúdo cada vez mais relevante e positivo

Quem você deseja atingir com seu conteúdo ?

A primeira etapa é entender quem criará o conteúdo. Você precisa determinar qual é o seu segmento de público, quem você é e se todos eles correspondem aos interesses do público-alvo.

Com isso, você poderá entender como proceder com o conteúdo do vídeo.

Providencie a maior qualidade possível

O conteúdo em si não deve ser apenas novo, de alta qualidade e fornecer conteúdo interessante, mas também ter um efeito visual.

A produção e edição de vídeos devem estabelecer a experiência do usuário. Imagine começar a assistir algo com imagens pouco nítidas ou problemas de som?

Portanto, não há necessidade de gastar muito dinheiro, mas é ideal usar equipamentos adequados. O cenário também é muito importante, então escolha um local ideal para gravar o vídeo e tenha uma boa iluminação.

Desenvolver programação de conteúdo

Esta é uma das partes mais importantes da definição da estratégia de conteúdo do YouTube. Isso inclui fatores como periodicidade e diversidade, lembre-se disso.

Inove

A diversidade é muito importante para evitar que os usuários percam interesse em seu canal, parem de seguir ou parem de usar seu conteúdo. Porque eles não querem ver o mesmo vídeo toda semana, certo?

Portanto, mescle e aproveite diferentes formatos. Use sua imaginação e criatividade.

Algumas dicas sobre categorias de vídeo são:

  • Ajuda – Este tipo de conteúdo é realizado com o auxílio de buscas que podem ser exibidas no Google. Conte com a ajuda de ferramentas como SEMrush, Google Trends e o próprio campo de pesquisa do YouTube para obter ideias e criar conteúdo para os termos mais pesquisados. Vídeos de tutoriais são os mais comuns
  • Notícias -Você pode comentar notícias sobre um tema que domina. Por exemplo, você pode comentar notícias sobre games (o YouTuber Davy Jones é famoso com esses vídeos), ou sobre política, comportamento (como o YouTuber Izzy Nobre faz) entre outros nichos. Escolha uma temática e vai com tudo!
  • vlogs – este formato é muito popular entre os usuários do YouTube hoje. Nele, você pode contar parte de suas atividades diárias, mostrar todas as suas experiências do dia a dia ou registrar algumas experiências. Isso ajuda a aproximar você, interagir com seus seguidores e permitir que eles o entendam melhor;
  • Unboxing- Você não precisa ter nenhuma parceria com qualquer marca ou empresa. Com este formato, você pode gravar um vídeo ao abrir e usar qualquer produto que você receber ou adquirir. É como um “test drive”, mas também ajuda a orientar os interessados ​​em usá-lo.
  • Fotografia de lapso de tempo – frequentemente usada para transformações, obras, estilos de aparência ou decorações. Este é um vídeo que pode exibir rapidamente um conteúdo que leva muito tempo, assim como você “acelera” o vídeo.

Analise sua concorrência

Ao construir uma estratégia de conteúdo para o YouTube, é importante entender o que canais parecidos com o seu e que fazem sucesso. Isso não é para copiar o conteúdo, mas para te ajudar em tópicos que o público gosta ou não gosta.

Análise e use SEO

Além de usar a pesquisa de palavras-chave para obter conteúdo mais pesquisável, você também deve pesquisar o SEO do YouTube e usar os campos de título, descrição, tags, categoria para processamento estratégico e fazer seu conteúdo aparecer na pesquisa usando técnicas de SEO.

Parcerias são de suma importância

As parcerias podem ajudá-lo a divulgar mais conteúdo, aumentar seu público e aumentar o conhecimento da marca. Você pode convidar outras pessoas para participar de seu canal ou pode convidar os canais de outras pessoas para gravar vídeos especiais. Lembre-se que em geral, YouTubers gostam de fazer vídeos juntos quando o tema e o público são parecidos. Então não pense que se seu canal acaba de começar, você poderá gravar com grandes YouTubers. Vá devagar e sempre, que dá super certo! Procure quem for parecido com o perfil do seu canal.

Espalhe a palavra!

As pessoas precisam saber que seu vídeo existe. Além de ter uma estratégia de palavras-chave e título claramente definida, você também pode promover o desenvolvimento do seu público por meio da divulgação de vídeos nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn) a partir do conteúdo.

O ideal é você começar a divulgação de seu vídeo logo depois de postar ele, porque isso vai te ajudar a que seu vídeo seja recomendado pelo YouTube.

Se você precisa de apoio profissional para sua carreira de YouTuber CLIQUE AQUI

Como ganhar dinheiro com seu canal no YouTube mesmo no começo.

A era digital proporciona inúmeras maravilhas. O ato de ganhar dinheiro pela internet pode parecer algo totalmente complexo para alguns, mas acaba sendo uma profissão que rende milhões para alguns. E você, possui interesse? Caso tenha, você está no lugar certo.

Neste artigo , você saberá que é possível ganhar dinheiro no Youtube. Fique atento aos dados que mostraremos aqui e saiba perfeitamente como colocar o seu projeto em prática na internet.Tenha uma excelente leitura e, logo após, prepare o seu equipamento de gravação .Isso pode ir muito além de uma simples renda extra!

1. É difícil ganhar dinheiro no Youtube ?

Para se inscrever no Programa de Parcerias do YouTube, alguns requisitos devem ser atendidos: 1.000 assinantes nos últimos 12 meses e pelo menos 4.000 visualizações foram estabelecidas, o que estabeleceu uma pequena comunidade de conteúdo produzido pelo canal. Para receber os pagamentos, o dono do canal ou seu pessoal financeiro deve ter pelo menos 18 anos e possuir um. Com isso em mente, a abordagem ideal é evitar o uso de palavrões no primeiro minuto do vídeo e excluir nudez, violência, discurso de ódio, automutilação e outros tópicos delicados que ofendem outras pessoas, especialmente crianças. Cada vídeo é avaliado para ser aprovado para fins lucrativos.

2. Você recebe de acordo com o número de views?

A primeira forma de remuneração disponível para os usuários do YouTube é o número de visualizações. Atualmente, o valor do pagamento por visualização é calculado com base no custo por mil visualizações (CPM). Isso significa que para cada mil anúncios copiados em seu vídeo, o conteúdo receberá uma parte do investimento do anunciante.

Outra forma de ser pago pela visualização é os assinantes premium do YouTube assistirem aos seus vídeos. Parte da mensalidade paga pelo usuário será devolvida ao autor do conteúdo.

3. Entenda o sistema de anúncios

Após atender aos pré-requisitos, o usuário participa do Programa de Parcerias do YouTube. O programa fornece acesso à equipe de suporte do criador de conteúdo, ferramentas de plágio digital e verificação de direitos autorais e recursos de monetização que definem como os anúncios são exibidos nas telas de seu público. Todas as formas de lucro direto através do YouTube começam com a adesão ao Programa de Parcerias do YouTube.

Se você precisa de apoio profissional para sua carreira de YouTuber CLIQUE AQUI

4 . Você pode ganhar dinheiro de diversas formas

Outra forma de ganhar dinheiro no YouTube é encorajar seus espectadores a pagar mensalidades para ingressar no clube do canal. O programa recompensa diretamente os produtores de conteúdo. Além disso, você também pode receber parte das taxas pagas pelos usuários para que suas mensagens no super chat do YouTube sejam destacadas no stream em tempo real. Para canais com produtos relacionados a determinadas marcas (como roupas, copos, calçados etc.), o YouTube também permite a inclusão de lojas virtuais para promoção de produtos e divulgação da marca na plataforma.

É importante conhecer os pré-requisitos para participar de cada programa. Por exemplo, o Channels Club só pode ser ativado após atingir 30.000 assinantes, e a loja precisa de pelo menos 10.000 assinantes. Além disso, você também pode solicitar  serviços que vão muito além da plataforma . Caso você tenha  algum produto ou serviço e queira divulgá-lo no mercado, você pode contratar uma agência de Youtubers. Isso pode se tornar uma excelente estratégia de  negócio , fazendo com que o seu empreendimento consiga alcançar diversas pessoas em vários perfis diferentes. Se você quer ganhar dinheiro dessa forma , basta entrar em contato com uma agência que disponibilize contatos com vários influenciadores .Nós somos essa agência e estamos aqui para te ajudar com isso, lembre-se disso.

Além das monetizações do próprio YouTube, você ainda pode:

  • Vender produtos de seu canal: se você já tiver um público razoável, pode pensar em vender artigos como camisetas, bonés, canecas entre outras coisas, com decoração temática de seu canal ou do tema que seu canal aborda. É uma ótima opção!
  • Vender como afiliado: existem várias plataformas de infoprodutos nas quais você se cadastra e escolhe produtos digitais que pode oferecer e ganhar comissões pelas vendas, disponibilizando seu link de afiliado daquele produto para sua audiência no canal.
  • Exibindo anúncios diretamente: algumas empresas preferem anunciar em canais menores, porque geralmente o custo é menor e o público é engajado, mesmo sendo menor que outros canais.

5. Como posso ter acesso ao meu pagamento ?

Para receber o pagamento, os criadores de conteúdo devem ter uma conta na plataforma de publicidade do Google AdSense. Depois, é necessário vincular o perfil ao canal e ficar atento ao recebimento na plataforma. Um dos privilégios básicos é que, para transferir fundos para uma conta bancária, você deve ter um saldo de $100 na plataforma.

Os pagamentos são feitos em dólares americanos, portanto, depois de receber o dinheiro no Google AdSense, você precisa transferi-lo para sua conta bancária. Como esta é uma conversão de dólares americanos para reais, existe uma taxa de câmbio aplicável para a transação.

6. Quais são os padrões de censura do YouTube?

Atualmente, os principais padrões de análise de conteúdo do YouTube seguem uma série de princípios para proteger os usuários. Conteúdo com nudez, violência, incentivo à automutilação, assédio, bullying, ameaças, roubo ou uso indevido de propriedade de terceiros, segurança infantil e discurso de ódio pode ser punido por perda de monetização. Em casos mais graves, o site pode optar por encerrar a participação no programa de parceria ou excluir canais.

Outros detalhes, como palavrões no início do vídeo, também podem significar que não é lucrativo. Portanto, o ideal é criar uma espécie de entretenimento que informe e respeite o conteúdo das normas da comunidade e da legislação brasileira, pois os produtores de conteúdo podem ser processados ​​por sua produção nas áreas cível e criminal.

7. É verdade que os Youtubers ganham muito dinheiro ?

O YouTube não divulgou quanta receita de publicidade paga aos produtores de conteúdo, mas há canais milionários na plataforma. Um exemplo são os jogadores de jogos. No ano passado, o streaming de mídia Felix “PewDiePie” Kjellberg faturou 63 milhões de reais com seus próprios vídeos.

De acordo com o YouTube, o valor pago ao YouTuber é determinado pelo CPM com base em anúncios postados no canal. Cada vez que um anúncio é exibido em um vídeo, ele contará uma impressão. A cada mil impressões, o canal receberá parte do valor pago pelo anunciante. Não existe um valor específico para o rendimento dos produtores de conteúdo, mas depende do tipo de vídeo, da dimensão da audiência, do número e de certas características técnicas.

8. Como fazer dinheiro no início ?

O conteúdo é importante para qualquer canal. Por isso, a plataforma criou o YouTube Creator Academy, que oferece cursos para aprimorar a produção de vídeos, organizar as finanças e os negócios do canal, definir estratégias com base no conteúdo e aprofundar o uso da plataforma.

Nos vemos no próximo artigo!

YouTuber, saiba como lidar com contratos. Especialista dá dicas, veja aqui.

Uma das profissões que mais crescem no mundo é a de criador de conteúdo digital. Mas, junto com os benefícios da profissão, há também o descontrole da imagem, o uso inadequado de produtos e publicidade, além de contratos com patrocinadores. Atualmente, existem advogados que são especialistas em tratar e atender a influenciadores digitais, como a Pedro Camargo Advocacia, comandada pelo sócio diretor Pedro Camargo, oferece todo tipo de consultoria e serviço para resolver as questões e burocracias dessa profissão.

A empresa, que também trabalha na área de empreendedorismo e startups, viu no crescimento do nicho uma oportunidade de, não só trabalhar com criadores de conteúdo digital, mas também alertá-los sobre uso da imagem e termos contratuais. 


“Nossa ideia é oferecer uma advocacia personalizada, sermos o advogado de confiança de nosso cliente para qualquer ato. Dessa forma conseguimos acompanhar ele e assessorá-lo com maior facilidade e eficácia. Evitando problemas, perdas de patrocínio, multas contratuais e  proteção da imagem do cliente”, afirma Pedro Camargo.

Pedro Camargo é especialista em direito para influenciadores. Foto: Marcelo Feijó

Uma dica simples é sempre saber com quem se está conversando (se for uma empresa, checar o CNPJ dela, ver o Reclame Aqui) e nunca aceitar propostas no calor do momento, pois em uma primeira leitura não é possível compreender tudo que se encontra no texto.

Além disso, sempre que possível, alinhar o jurídico com as estratégias de marketing de ambas as partes, antecipando e alocando riscos, apresentando sempre os benefícios nas mais diversas estratégias e meios de mídia. 

Deste modo, analisando o impacto que os influenciadores têm sobre a venda e a rentabilidade de uma marca, os cuidados devem começar ainda na fase pré-contratual. Após análise criteriosa do influenciador, empresa / marca contratada, público-alvo; o contrato é elaborado apresentando todas as medidas e consequências possíveis, alertando todas as partes sobre o melhor resultado para o contratante e contratado. 


Com atendimento presencial no Rio de Janeiro, e atendimento online para todo Brasil, Pedro Camargo já atendeu influenciadores como Alfredo Soares (@alfredosoares), empresário e investidor de startups; Brunno Colosimus (@colosimus), narrador e comentarista de E-Sports; e Pamella Renha (@pamellarenha), apresentadora e comentarista musical; oferecendo soluções contratuais para cada um. 

Veja aqui algumas perguntas que ele respondeu para nós:

Warp Media: Dr Pedro, muito obrigado por participar nessa matéria! Primeiramente gostaríamos de saber porque você optou por essa área de atuação, com os influenciadores?

Dr. Pedro: Os influenciadores com seu alcance e criatividade se tornaram empresas de praticamente uma pessoa só.

A influência deles transborda para fora da plataforma na qual centralizam suas atividades, possibilitando que eles possam vender produtos (camisas, brindes, jogos, maquiagem, jóias) e serviços, demonstrando que são empresas e que estão aí para conquistar a fatia do mercado deles.

Warp Media: Qual a importância de um influenciador ou qualquer outra figura pública ter seus acordos documentados por escrito?

Dr. Pedro: Ter acordos por escrito é importante para qualquer pessoa, em especial para os influenciadores e figuras públicas, uma vez que lidam com diversos patrocinadores, atividades e plataformas.

O contrato é o conjunto de direitos e deveres inseridos em um documento escrito, para que ambas as partes saibam as “regras do jogo” e possam agir em conformidade com as mesmas.

Caso uma das partes fuja de tais regras, a mesma pode e deve ser penalizada. além disso o contrato escrito, assinado e com testemunhas serve como prova perante o tribunal de justiça.

Warp Media: Existem “armadilhas” que um influenciador pode cair, caso não entenda bem um contrato? Quais?

Existem diversas armadilhas, que vão desde uma multa desproporcional, obrigações incompatíveis com as atividades prestadas, prazos de resposta curtos ou longos demais, cláusulas de confidencialidade hiper restritivas impossibilitando o trabalho do influencer e até mesmo uma exclusividade que bloqueia o influenciador de fechar com outras empresas.

Lembrando que um contrato bem escrito com regras claras, evita desentendimentos para as pessoas envolvidas e favorece a manutenção do relacionamento comercial entre elas.

Warp Media: Como saber se um contrato é abusivo?

Dr. Pedro: 5 anos de faculdade de direito mais prova da OAB mais alguns anos de experiência. Brincadeira.

Para identificar um abuso em um contrato é importante ler o mesmo com calma, entender as regras ali descritas e realizar algumas hipóteses para testar se tal regra é abusiva ou não.

Algumas vezes o abuso pode ocorrer na junção de 2 cláusulas do contrato que quando forem efetivas em conjunto geram um efeito abusivo.

Warp Media: Quais são os pontos de um contrato em que o influenciador deve prestar mais atenção?

Dr. Pedro: São diversos pontos para tomar cuidado, inclusive a famosa gíria das letras miúdas.

Mas para não ficar tão juridiquês indicamos pelo menos 3 pontos.

Primeiro ponto, o influenciador precisa atentar com quem está contratando para evitar golpes (verificar se os dados da Empresa condizente com o que consta no CNPJ delas → https://servicos.receita.fazenda.gov.br/servicos/cnpjreva/cnpjreva_solicitacao.asp

Segundo ponto, é preciso atentar para as obrigações que precisa realizar para não acabar prometendo algo que não pode cumprir.

Terceiro ponto, verificar as multas do contrato para evitar que a multa seja mais valiosa que o valor do próprio contrato que dá margem a prática da empresa forçar uma situação de quebra contratual para obter dinheiro do influencer.

Existem mais pontos, mas esses são os melhores para o influencer ficar atento.

Warp Media: obrigado pela entrevista, Dr Pedro! E por fim, que conselho você daria para os influenciadores que estão lendo essa matéria?

Dr. Pedro: Para encerrar, gostaria de ressaltar que por mais que um influencer seja praticamente a empresa de uma pessoa só, o mesmo não precisa levar isso ao pé da letra e pode, e deve, contar com o apoio de pessoas com expertises que complementam suas atividades, um time que fortalece. Exemplos como um time de mídias (alô Warp Media), time de vendas, time jurídico (falem conosco), time comercial, time de relacionamento e etc..

Dúvidas jurídicas podem entrar no nosso perfil no instagram ou mandar um e-mail para gente:

[email protected]

Queremos destacar que aquele ditado que diz que “o combinado não é caro” só tem peso mesmo se você tiver tudo bem fundamentado e por escrito. Ter tudo por escrito, de preferência em contrato, dá mais segurança para todos. E mesmo que exista um contrato, é essencial entender o que ele diz e “no que você está se metendo”.

Se você precisar de ajuda para sua carreira de YouTuber, nossa equipe poderá te ajudar! CLIQUE AQUI e conheça nossos pacotes!

melhorar seu canal no youtube

Como melhorar seu canal no YouTube em 2021

melhorar seu canal no youtube

Já falamos muitas vezes aqui em nosso blog sobre maneiras de melhorar seu canal do Youtube. Hoje vamos dar mais dicas pra você! Toma aí!

Etapa 1: Encontre palavras-chave de vídeo não exploradas

Quando se trata do YouTube, a pesquisa de palavras-chave de vídeo é SUPER importante.

Escolheu as palavras-chave CERTAS?

Seus vídeos disparam para o topo do YouTube.

Escolheu as palavras-chave ERRADAS?

Seus vídeos ficam enterrados nos resultados da pesquisa.

Com isso, veja como encontrar palavras-chave para o YouTube.

1. Primeiro, crie uma lista de “Palavras-chave Semente”

Palavras-chave semente são termos que descrevem tópicos muito amplos.

Por exemplo, se você estivesse no ramo de marketing digital, suas palavras-chave iniciais seriam coisas como:

  • Mídia social
  • Marketing no LinkedIn
  • Página do Facebook
  • Marketing de conteúdo

E se você dirigisse um site de condicionamento físico, sua lista de palavras-chave de sementes seria assim:

  • Perda de peso
  • Treino para secar barriga
  • Dieta Fácil
  • Treino cardio

Viu como isso funciona? Esses são tópicos gerais sobre os quais você pode criar vídeos.

Agora, para ser claro:

Você não vai otimizar seus vídeos em torno de nenhum desses termos (eles são muito competitivos).

Mas uma lista de palavras-chave semente é SUPER útil para a próxima etapa.

Vamos pra próxima dica…

2. Em seguida, coloque suas palavras-chave originais na pesquisa do YouTube

Agora é hora de transformar uma palavra-chave semente em dezenas de palavras-chave de cauda longa .

Como é que se faz isso?

Vai no campo de pesquisa do YouTube. Escreva uma palavra relacionada ao assunto que você quer desenvolver em seu canal. Por exemplo, se você quer fazer um vídeo com uma receita de bolo de chocolate. Então o que você vai fazer é ver os resultados que automaticamente o YouTube sugere para você. Esses resultados são ótimas palavras-chave!

Se você quiser dimensionar esse processo, vá para KeywordTool.io .

Ferramenta de palavra-chave - Kettlebell

Quando você insere uma palavra-chave semente nesta ferramenta, ela cuspirá centenas de termos do YouTube Suggest.

Ferramenta de palavra-chave - resultados de Kettlebell

Neste ponto, você deve ter um monte de palavras-chave de cauda longa.

A pergunta é: quais palavras-chave você deve escolher?

É disso que se trata a etapa # 3 …

3. Finalmente, é hora da análise da competição do YouTube

Assim como com o Google, você deseja otimizar seus vídeos em torno de palavras-chave que:

a) Obtenha muitas pesquisas

e

b) Não são super competitivas

Como você encontra essas palavras-chave mágicas?

Uma extensão incrível do Chrome chamada TubeBuddy .

Ferramenta TubeBuddy

(VidIQ também funciona bem)

Esta ferramenta mostra estatísticas para cada palavra-chave diretamente nos resultados da pesquisa:

Resultados do TubeBuddy

Dessa forma, você saberá se uma palavra-chave é ou não muito competitiva

Estatísticas da competição TubeBuddy

… ANTES de fazer seu vídeo.

Muito legal!

OK, então você encontrou uma palavra-chave. 

Agora é hora da diversão: criar seu vídeo.

Etapa 2: Crie vídeos otimizados para “tempo de exibição”

O objetivo nº 1 do YouTube é manter as pessoas no YouTube .

(Afinal, quanto mais tempo as pessoas passam no YouTube, mais dinheiro elas ganham com anúncios)

E é por isso que o algoritmo do YouTube dá tanta ênfase ao tempo de exibição .

Nunca ouviu falar do Tempo de exibição? Aqui está uma explicação simples:

Tempo de exibição

substantivo -DEFINIÇÃO

O tempo total gasto assistindo a um vídeo do YouTube desde que foi ao ar.

Simples.

E esta é a aparência desse relatório no YouTube Analytics:

YouTube Studio - tempo de exibição

Como você pode esperar, o YouTube AMA vídeos que acumulam muito tempo de exibição.

Na verdade, o YouTube divulgou publicamente que:

“O tempo de exibição é medido em minutos cumulativos assistidos, e cada vídeo enviado – assim como todos os canais no YouTube – é“ classificado ”por tempo de exibição. Canais e vídeos com tempos de exibição mais altos provavelmente aparecerão em mais lugares nos resultados de pesquisa e nas recomendações. ”

– Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube

Resumindo: quanto mais tempo as pessoas passam assistindo seu vídeo, mais alta será sua classificação.

A questão é:

COMO você cria vídeos que mantêm as pessoas assistindo?

Vamos descobrir…

1. Publique vídeos LONGOS

Vídeos longos têm melhor desempenho do que vídeos curtos.

E há dados para fazer backup disso. O site Backlinko.com fez um estudo detalhado. Fizeram o maior estudo de fatores de classificação do YouTube já feito (analisaram mais de um milhão de vídeos do YouTube).

O que encontramos nesse estudo?

Os vídeos mais longos tendem a superar os vídeos curtos.

Duração do vídeo no YouTube

O que significa que meus novos vídeos tendem a ter pelo menos 10 minutos:

E com vídeos longos, eles acumulam muito tempo total de exibição automaticamente.

2. Corte o “imbromation” de suas introduções

De acordo com o YouTube, os primeiros 15 segundos do seu vídeo são FUNDAMENTAIS.

Os primeiros 15 segundos do seu vídeo são fundamentais

Em outras palavras, sua introdução precisa agarrar seu visualizador pelos olhos.

(E você tem 15 segundos para fazer isso)

Como você pode ver, a introdução do seu vídeo é muito importante.

Mas há outra ÓTIMA maneira de aumentar o tempo de exibição que ainda não mencionamos.

O que nos leva a …

3. Incorpore “interrupções de padrão” em seus vídeos.

Quer que as pessoas assistam ao seu vídeo até o fim?

Use interrupções de padrão.

É sério. Elas funcionam incrivelmente bem.

Então: o que são interrupções de padrão?

Padrão de interrupções

substantivo

As interrupções de padrão são elementos em seu vídeo que são diferentes do resto do vídeo (elas literalmente “interrompem” o “padrão”).As interrupções de padrão podem ser coisas como:

  • Gráficos na tela
  • Animações
  • Novo plano de fundo ou configuração
  • Diferentes ângulos de câmera
  • Efeitos sonoros
  • Lista com marcadores
  • E mais

Por que funciona? Porque de outra forma seu vídeo fica muito “plano” e pode ser visto como chato pelo público, mesmo que você esteja falando super bem. Uma edição dinâmica ajuda bastante nisso.

4. Faça o roteiro de cada linha do seu vídeo

Este é um problema.

A menos que você seja uma daquelas pessoas que deixa cair o microfone no final de cada conversa, você precisa fazer o roteiro de seus vídeos.

(Ou pelo menos siga um esboço detalhado)

Seu roteiro deve ter todas as ideias que você quer expor em seu vídeo. Mesmo que você não for falar cada palavra e cada vírgula do roteiro, mesmo assim vale muito a pena pelo menos escrever todas as ideias principais e estudar esse roteiro antes de gravar.
Se quiser, coloque seu roteiro em frente a você enquanto grava.

Etapa 3: Otimize seus vídeos do YouTube

Você já sabe que o SEO do YouTube é importante.

Então, vamos mergulhar direto nas etapas.

1. O título do seu vídeo otimizado por palavra-chave

Esse é o ponto:

Títulos de vídeo otimizados por palavra-chave não são tão importantes quanto costumavam ser.

Na verdade, o estudo do site Backlinko mostrou que fatores de classificação do YouTube tem uma relação fraca entre títulos e classificações com muitas palavras-chave:

Título de correspondência exata

Dito isso, usar uma palavra-chave em seu título ajuda (um pouco). Então é importante fazer isso.

Por exemplo, um dos meus vídeos tem como alvo a palavra-chave “receita de pastel”. Então tente colocar “receita de pastel” no título. Apenas, não precisa exagerar nas palavras-chave que vão no título

2. Escreva títulos projetados para maximizar o CTR

Ao contrário do Google, o YouTube confirmou que eles usam a taxa de cliques como um sinal de classificação.

Na verdade, um artigo de pesquisa do YouTube afirma que, quando se trata de recomendar vídeos aos usuários:

“Para avaliar a qualidade das recomendações, usamos uma combinação de diferentes métricas. As principais métricas que consideramos incluem taxa de cliques (CTR), CTR longa (contando apenas os cliques que levaram a assistências de uma fração substancial do vídeo) … ”

– O sistema de recomendação de vídeo do YouTube,
Research Gate

Dito de outra forma:

Quanto mais pessoas clicarem em seu vídeo, mais o YouTube o promoverá.

O YouTube promoverá vídeos nos quais mais pessoas clicam

A questão é: COMO você faz isso?

Esqueça os famosos “clickbait”. Por exemplo, se você quer mostrar um vídeo onde você usou um caiaque pela primeira vez, não tente colocar no título coisas como “quase morri numa cachoeira do rio” (a menos que tenha sido verdade).

O passo 3 vai falar mais.

3. Escreva descrições de vídeo ricas em palavras-chave e otimizadas para SEO

A maioria das descrições de vídeo no YouTube são REALMENTE curtas:

Breve descrição do vídeo do YouTube

De acordo com o YouTube, descrições curtas como essa realmente prejudicam o SEO do seu vídeo.

Na verdade, eles recomendam oficialmente longas descrições:

“Escreva descrições completas: até um a dois parágrafos.

Alguns criadores apenas colocam seus links de mídia social na descrição, potencialmente perdendo muitas visualizações extras. ”

– Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube

4. Otimize suas tags de vídeo

Não é segredo que as tags do YouTube são ENORMES para o SEO.

Mas como você os otimiza, exatamente?

  • Use 2-3 tags que incluem sua palavra-chave alvo … e variações aproximadas.
  • Adicione 2 tags que descrevem o tópico do seu vídeo usando palavras que não estão em sua palavra-chave principal.
  • Adicione uma ou duas tags que representem seu nicho.

Etapa 4: use miniaturas (thumbnails) que se destaquem

O YouTube relata que “90% dos vídeos com melhor desempenho no YouTube têm miniaturas personalizadas ”. 

Relatórios do YouTube - 90 por cento dos vídeos de melhor desempenho têm miniaturas personalizadas

Como você cria miniaturas atraentes para o Youtube ?

Aqui estão duas dicas rápidas que estão funcionando muito bem no momento.

Primeiro, use muito contraste.

Você deseja que as cores em sua miniatura sejam o máximo possível.

Aqui está um exemplo do que quero dizer:

BrightSide - exemplo de miniatura de vídeo

Veja como todas as cores diferentes na miniatura se destacam?

Na verdade, eles até adicionam pequenas bordas entre o texto e os objetos para aumentar esse contraste.

BrightSide - detalhes da miniatura do vídeo

Em segundo lugar, use cores que se destaquem no YouTube.

Como você sabe, a plataforma do YouTube é principalmente vermelha, branca e preta.

Cores da marca Youtube

Então, para se destacar, você deseja usar cores que não sejam vermelho, branco e preto em suas miniaturas.

Etapa 5: Criar (e promover) listas de reprodução (playlists) otimizadas

As listas de reprodução são uma forma subestimada de obter mais visualizações (e assinantes).

Por quê?

As listas de reprodução aumentam dramaticamente o seu “Tempo de Sessão”.

Tempo da sessão é a quantidade de tempo que alguém passa no YouTube depois de começar a assistir ao seu vídeo.

E o tempo da sessão é um fator de classificação com o qual o YouTube se preocupa … MUITO.

Na verdade, o YouTube diz o seguinte sobre o tempo da sessão:

“Seu canal também ganha um impulso quando as pessoas assistem a qualquer coisa em qualquer lugar do YouTube depois de assistir ao seu conteúdo.

… e quando você cria conteúdo que faz as pessoas assistirem mais de seu canal, você está nos ajudando. ”

– Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube

Por exemplo, digamos que alguém comece a assistir a um vídeo de seu canal.

E logo após terminar, eles fecham o navegador.

O usuário fecha o navegador após assistir ao vídeo

Seu vídeo está fazendo as pessoas SAIR do YouTube. Então, eles vão rebaixar esse vídeo.

Por outro lado:

Digamos que alguém comece a assistir ao seu vídeo. E depois de terminar, eles assistem a outro vídeo.

O usuário assiste a outro vídeo depois de assistir a um vídeo

Desta vez, seu vídeo ESTÁ MANTENDO as pessoas no YouTube. Então, eles vão promovê-lo.

E é aí que entram as playlists …

Quando alguém termina de assistir a um vídeo em uma lista de reprodução, outro vídeo é reproduzido automaticamente.

Os vídeos em uma lista de reprodução serão reproduzidos automaticamente após assistir a um vídeo

Em outras palavras, as listas de reprodução melhoram automaticamente o seu tempo de sessão.

Etapa 6: Promova vídeos para seu público

Você já sabe que o YouTube é o segundo maior mecanismo de busca do mundo.

Mas isso não significa que você pode simplesmente enviar um monte de vídeos otimizados e esperar uma classificação.

Assim como com o conteúdo do blog, você precisa dar um pequeno “empurrão” aos seus vídeos do YouTube para começar.

Esse impulso pode incluir o compartilhamento de clipes de seu vídeo nas redes sociais.

Enviando um anúncio para sua lista de e-mail.

Ou até mesmo promovendo seus vídeos usando alcance por e-mail .

Se o seu vídeo for otimizado para o tempo de exibição, esse impulso inicial é tudo que você precisa para começar. O YouTube se encarregará do resto.

Dito isto:

Nenhuma promoção pode compensar um vídeo ruim. Por isso que muitas vezes, divulgar seu vídeo é o último que você precisa.

Infelizmente, aquele vídeo não foi tão bom (pelo menos de acordo com o pessoal do YouTube).

Então, sim, promover seus vídeos no YouTube é uma parte fundamental do crescimento de seu canal. Mas isso só funciona a longo prazo se você tiver um conteúdo de vídeo incrível.

Etapa 7: Transforme espectadores em inscritos

As etapas que descrevemos até agora devem ajudá-lo a obter mais visualizações.

Mas as visualizações são apenas uma parte do crescimento de seu canal no YouTube.

A outra parte? Conseguir mais inscritos .

Uma das melhores maneiras de conseguir mais assinantes é adicionar um botão de inscrição à tela final .

Aqui está um exemplo do meu canal.

Obviamente, apenas uma pequena fração dos espectadores chegará ao final de seu vídeo.

Mas aquelas pessoas que assistem ao seu vídeo inteiro estão superprontas para se inscrever.

E o botão End Screen torna mais fácil para eles se inscreverem em seu canal.

Etapa bônus: classificar vídeos na pesquisa do Google

Classificar seus vídeos do YouTube no Google é uma ÓTIMA maneira de obter mais visualizações.

E a melhor forma de classificar seus vídeos no Google?

Segmente palavras-chave que já possuem uma seção de vídeo nas SERPs (buscadores) .

Como exemplo, a palavra-chave “ macarronada ” contém uma seção de vídeo.

Quando você vê uma seção de vídeo, sabe que o Google quer mostrar às pessoas resultados de vídeo para esse termo.

E se o seu vídeo tiver um bom desempenho no YouTube, o Google pode começar a exibi-lo nos SERPs.

O que você acha?

Espero que este novo post tenha mostrado a você como desenvolver seu canal no YouTube. Agora, se você precisa de ajuda profissional para sua carreira de influenciador, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços

Dicas para turbinar o seu canal no YouTube

Turbinar seu canal no YouTube. Tudo otimizado e o canal bombando. É isso o que você quer?
Nesse artigo, vamos te mostrar algumas dicas que vão dar aquele gás a mais no seu canal. Veja só:

Não despreze o campo “descrição do vídeo”

Muitos vídeos no YouTube têm no texto da descrição simplesmente o título do vídeo e os links das redes sociais da pessoa ou pessoas que estiverem no vídeo. Um baita desperdício de espaço! Imagina que você tivesse um espaço para falar sobre seu conteúdo. Você iria querer aproveitar bem esse espaço, certo? Bem, no campo “descrição”, você tem espaço para 5000 caracteres. Dá para colocar um texto bem grande lá, recheado de palavras chave que, se estiverem coerentes com o texto e as tags usadas, vai te ajudar a posicionar melhor seu canal como um todo.

Use o método “corrente de vídeos”

Essa é uma forma de que seus vídeos “aproveitem” a audiencia de um em outro. Você pode fazer assim: programe uma sequencia, de pelo menos 5 vídeos. No primeiro você vai falar vamos supor aqui que sobre como fazer um bolo de chocolate perfeito. No final desse vídeo, você comenta que seu próximo vídeo vai ser sobre como preparar um bolo de banana muito bom. Nesse vídeo do bolo de banana, você vai comentar no começo que no seu vídeo anterior você deu uma receita de bolo de chocolate muito boa e nesse momento, aparace um card com o link para esse vídeo. Você vai fazer referência a esse card, inclusive apontando para o canto onde ele aparece (canto superior direito do player do YouTube). No final do vídeo, você vai dizer que seu próximo vídeo será uma receita de bolo de liquidificador.
Dessa forma, o público que gostou do vídeo, provavelmente vai se interessar em ver os outros vídeos também. Você pode fazer sequências específicas com base em um assunto, ou até mesmo unir todos os vídeos do seu canal usando esse método.

Lembre-se: para o YouTube, “texto é vida”

Uma das maneiras em que o sistema do YouTube usa para classificar vídeos e canais é através do conteúdo escrito. Então, quanto mais texto você usar, melhor.

Mas onde por esses textos?

Na descrição dos vídeos. Lembre-se, são 5.000 espaços para você escrever. Use bem esse espaço. É verdade que a maioria das pessoas não pôe atenção nenhuma no texto da descrição. Mas não tem problema nenhum, porque o YouTube presta muita atenção nesse campo. Tudo o que ajudar o YouTube a classificar seus vídeos é importante. E um texto de descrição que deixe claro o objetivo do vídeo, o assunto do vídeo e do canal, vai ajudar bastante.
Isso é bem um exemplo de “escrever para o YouTube”. Você pode adaptar seu roteiro no texto de descrição.

Outro lugar que o YouTube pode ler textos é nos arquivos enviados. Por isso, lembre-se de usar palavras chave tanto no arquivo de vídeo que você vai subir quanto também no arquivo da thumbnail (capa do vídeo). Há pessoas que chegam a clicar em propriedades em seu arquivo de vídeo, ir na aba “comentários” e escrever ali palavras chave!

Capriche nas thumbnails

As capas de vídeo ajudam a chamar a atenção do público. Quanto mais chamativas forem, mais chances de ter mais público você terá. Vale a pena estudar um pouco sobre tratamento de imagens se você puder, ou ver algum tutorial de edição de thumbnails, no Youtube mesmo há vários.

Um detalhe importante é que as thumbs não devem ter tantos elementos para ser chamativa. Às vezes, pensamos que se colocarmos além de uma imagem, vários elementos gráficos, ou muito texto, a thumb fica boa. Nada disso! Se houve muita coisa para se ver na thumb, ela pode se tornar justamente o inverso, uma thumb sem graça e que não vai transmitir nenhuma informação para as pessoas.

Use uma imagem que na sua opinião, “resume” ou ilustra bem o ponto mais alto do seu video. Você não precisa dar spoilers, a ideia é chamar a atenção. Alguns YouTubers costumam usar setas e outros elementos para destacar um ponto da thumb que chame mais a atenção. Em se falando em thumbs, leve isso em consideração:

  • Use poucas imagens na thumb
  • Fica bom usar elementos gráficos, mas sem exagerar
  • Você pode escrever algo, mas de preferência apenas uma pequena frase ou expressão.

Não esqueça das TAGs!

TAGs são as etiquetas, um recurso que algumas plataformas sociais disponibilizam para posicionar melhor o conteúdo postado nelas. O YouTube permite que você inclua muitas TAGs nos seus vídeos. Essas são algumas dicas pra você sobre TAGs:

  • Prefira usar expressões ou frases em lugar de palavras avulsas
  • Não use TAGs que não tenham nada a ver com o assunto do seu vídeo. Por exemplo, se seu vídeo é sobre como fazer um bolo, não use TAGs como “rede globo” ou “fé em Deus”. Por incrível que pareça, muita gente coloca TAGs assim em seus vídeos, na esperança que usar palavras “muito usadas” vai ajudar.
  • Não é bom usar TAGs com nomes de canais famosos, mesmo que forem canais com a mesma temática do seu.

São muitas dicas e ações que você pode tomar e otimizar de maneira incrível e bem estratégica o seu canal, caso você queira uma ajuda especializada pode contar também com os serviços prestados pela nossa assessoria acesse www.warpmedia.com.br/serviços e conheça nossos pacotes!

Como funcionam as tags no YouTube?

O YouTube é a maior plataforma de vídeo online da Internet. Não é à toa que essa ferramenta já faz parte de muitas estratégias de marketing digital. Mas não adianta postar o conteúdo de qualquer maneira. É importante otimizar seus vídeos para serem facilmente acessíveis ao público e uma maneira de fazer isso é usar as tags do YouTube corretamente.

Quem trabalha produzindo conteúdos sabe que quem controla o que é exibido e o que não é para cada usuário é o algoritmo. E no caso do cinema não seria diferente.

A plataforma analisa os vários detalhes de cada vídeo para categorizar e avaliar o conteúdo. E entre eles estão as tags. Se você deseja melhorar o SEO de seu canal e aumentar o número de visualizações de seus vídeos,

Um dos fatores cruciais de ter um canal no youtube é ter de fato um excelente ranking, e o uso das tags vai te ajudar a conquistar isso, a seguir separamos 4 dicas que vão te ajudar a impulsionar seus conteúdos e obter ainda mais sucesso nos seus posts.

Confira:

Eles serão os pilares do seu conteúdo quando você pesquisar. Basicamente, para que as pessoas encontrem seu vídeo de maneira orgânica, elas estarão procurando por essas palavras específicas. Dessa forma, o Google permite que as pessoas encontrem o conteúdo que procuram.

Mas existem algumas regras e dicas que são extremamente importantes. Principalmente porque não saber disso pode resultar na punição do seu vídeo. Lembre-se de que saber usar palavras-chave ajudará você, mas isso não significa que seu canal explodirá da noite para o dia só por causa delas.

Principalmente em nichos com mais produtores de conteúdo, você não será o único que sabe usar as tags, por isso usar tags é um dos fatores de classificação mais importantes, mas não o único.

http://www.warpmedia.com.br/servicos
  1. TAGS na descrição

Nunca marque TAGS na descrição. A descrição deve conter o conteúdo das tags, mas na forma de texto consistente. Se houver um lugar para as tags e outro para uma descrição, cada tag deve ser colocada em seu lugar.

Criar uma descrição que contenha apenas as palavras-chave que aparecem nas pesquisas é outra prática ilegal na plataforma. E tentar trapacear o algoritmo do YouTube nunca é uma boa ideia.

  • Acento e letra maiúscula

Quanto ao uso de tags, não há necessidade alguma de utilizar acentos e letras maiúsculas, você pode utilizar, mais na realidade não faz diferença alguma. O YouTube é um site capaz de entender que a palavra com ou sem acento é a mesma coisa, assim ele interpreta as palavras mesmo que escritas de maneira diferente como se fosse uma coisa só.

  • TAGS usando nome de outros canais já existentes

Citar os tags não é recomendado, primeiro que copiar o nome de outros canais só pra ser posicionar é ilegal, você infligem os direitos autorais. Se o YouTube pegar você infligindo as políticas do mesmo, você será punido.

Além de não ser uma ideia nada inteligente, pois o seu canal certamente não será tão bem posicionado quanto o da pessoa que você está ranqueando.

Porém nada impede que você pegue o canal como referência e fale sobre ele no decorrer do seu vídeo.

  • TAGS longas e curtas qual é a diferença

É importante mesclar bastante as duas, não há uma regra, mais de fato as tags mais longas são as mais precisas. Pois focam diretamente no conteúdo do seu vídeo, enquanto as curtas são mais genéricas.

As longas limitam bem as pesquisas, porém isso não é exatamente ruim. Com isso, o seu vídeo vai para as pessoas que estejam procurando exatamente o que você está mostrando em seu vídeo.

As tags vão resumir de maneira bem rápida o que você quer passa nos vídeos, além de ser excelente palavras chaves, por isso destrinche bastante todas elas.

No youtube as tags tem o papel de dizer o que ser trata o seu vídeo, categorizando o mesmo a sua área de conhecimento.

Como escolher bem as tags do Youtube?

Assim que entendermos o que são as tags e qual seu significado na distribuição de conteúdo, podemos passar para a parte mais prática.

Insira a palavra chave na frase principal na primeira tag, isso vai reforçar seu posicionamento no algoritmo do youtube. Lembre-se de usar sempre tags que estejam diretamente relacionadas com o tema do seu vídeo.

Use tags bem especificas e abrangentes, isso aumenta as suas chances de ser encontrado e qualificado pelas as pessoas serve de fato para aumentar o seu raio de pessoas qualificadas.

Não se preocupe com letras maiúsculas, nem minusculas nas tags, não faz diferença para o youtube e não confunda tags com hashtags.

Cuidado com os exageros a respeito das suas estratégias, em vez de explicar do que os seus vídeos se tratam, podem confundir tudo, e isso vai tornar mais díficil a sua recomendação.

E se você precisa de apoio profissional para seu canal, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços.

IMG_256

Como escolher um influenciador para a sua campanha?

IMG_256

O trabalho bem feito de um influenciador digital pode gerar uma conversão bem positiva para o seu negócio. Mais como qualquer estratégia que vinculo ao marketing é crucial se atentar há alguns pontos para que ser obtenha sucesso.

Um dos pontos de atenção é o PERFIL DO INFLUENCIADOR DIGITAL ESCOLHIDO. A escolha certa, na hora certa, no momento certo vai influenciar o desenvolvimento da sua marca.

O perfil correto é fundamental para que transmita a mensagem ao seu público da maneira correta. Portanto, ser você tem pensado em aplicar o marketing de influencia no seu negócio, é importante ter atenção nas seguintes dicas:

Quando falamos sobre influenciadores, número de seguidores não pode ser levado como quesito de boas referências.

É natural que você ser baseie que a pessoa é uma boa influence pelo o número de seguidores que ela tem, um grande erro! Pois, quanto maior o número de seguidores, não é garantia nenhuma de sucesso. Antes de olhar o número de seguidores que o influence tem, é legal olha ser o perfil do mesmo vai atender o seu público de divulgação. Personalidade e valores estão atrelados ou melhor aliados a sua marca?

Se basear pelo o número de seguidores do influence não é uma métrica recomendada, é importante que o influence tem algum tipo de conexão com o seu produto ou serviço.

Seu público vai dar valor ao que você está indicado, por ser referência no assunto, por isso antes de sair por aí solicitando que o influence divulgue sobre o seu produto, avalie o perfil do mesmo, veja outros trabalhos semelhantes ao seu e avalie ser a comunicação do mesmo é o suficiente para a sua campanha.

Engajamento com o público será sempre um referencial.

Para que toda a sua campanha gere bons frutos, excelentes resultados o influenciador precisa ter um excelente relacionamento com os seguidores.

Ser popular na web e ter com isso um bom engajamento, verifique ser os post do mesmo impactam um grande público, e veja ser esse impacto é positivo.

Conteúdo que oferecem valor ao público é sempre bem avaliado, recomedado e compartilhado.

Oferecer conteúdos de valor é a CHAVE de SUCESSO de qualquer négocio.

Só tem interação, quando você oferece QUALIDADE, a principal preocupação e responsabilidade de um bom influenciador é entregar qualidade.

Não basta apenas sair por aí fazendo publicações, de nada vai adiantar ser não oferecer qualidade, engajamento e visualizações, ofereça por isso conteúdos relevantes.

Tenha muito bem definido o que você quer.

Estabelecer o objetivo da campanha é fundamental para o sucesso do seu marketing de influência, a busca no mercado por um profissional que é especialista no assunto sempre será a melhor opção.

É outra coisa que você precisa ter em mente é o seguinte, você terá um gasto com o influenciador, seja pagando ou até mesmo através das famosas permuta, quanto maior o número de seguidores e audiencia, mais caro será o influenciador é óbvio.

Porém ressalto novamente, que nem sempre ter o número maior de seguidores é sinônimo de qualidade.

Canal e diversas outras redes sociais

Nem sempre o cara que é referência no facebook será o que tem mais seguidores no instagram, por isso que é extremamente importante ter o seu público alvo muito bem definido, isso será acertivo para a divulgação do seu negócio.

O público alvo vai concentrar as suas ações dentro do marketing, dessa forma você vai criar audiência e engajamento com o seu público.

Tipo de influenciador é importante ter bem definido.

Um bom influenciador é especialista no assunto, por isso podemos definir:

  • Influenciador agitado o que gosta de está em foco a qualquer custo, gosta de ser polêmica.
  • Influenciador jonalista é o que conta fatos reais, passa informações verídicas.
  • Influenciador autoridade é o profissional que fala sobre o assunto com experiência no mercado.
  • Influenciador especialista fala sobre o assunto com propriedade.
  • Influenciador celebridade é capaz de dar um longo alcancer para a marca.
  • Influenciador conector é o que divulga o seu produto usando a marca.

Depois de ter todos os alicerces acima bem definidos, chegou a hora de olhar como anda a sua concorrência.

É um detalhe crucial, depois que você encontrar o influenciador perfeito para fazer a sua campanha, verifique como anda o histórico da campanha escolhida no mercado, usar o mesmo influenciador que a outra marca utiliza, dependendo do seu negócio não é muito recomendado, pois o público pode não ser identificar com a sua marca.

Por isso, cheque tudo isso antes de contratar o profissional, depois de escolhido o seu influenciador, chegou a hora das formalidades.

Você precisa e deve fazer um contrato de prestação de serviço, é importante formalizar. Isso vai dar mais segurança para a campanha para ambos os lados, além de controlar a sua comunicação com o influenciador, pois de fato é uma troca de custo x benefício.

Tenha atenção em todas as particularidades desse contrato, o preço pode variar muito de acordo com a entrega que você pode solicitar do influencer, negócio e leve em consideração todos os critérios, pois será essa personalidade que vai impulsionar o alcance ou melhor as fronteiras geograficas da sua marca.

Espero que essas dicas ajudem a vocês impulsionarem o seu negócio, mais ser precisar de ajudar, nós somos uma assesoria especializada em influencers digitais, acesse o nosso site e confira hoje mesmo os nossos serviços www.warpmedia.com.br/servicos juntos podemos romper as barreiras da sua carreira.

Como é a rotina de um YouTuber?

Ser um YouTuber de sucesso vai muito além de ter somente talento e disposição, para que o seu canal faça diferença hoje no mercado dentro de todos os outros talentos existentes é preciso seguir algumas diretrizes e questões, é importante que você entenda todas essas questões, pensando nisso confira as dicas a seguir:

Século XXI ser YouTuber hoje é considerado profissão, o que começou para muitas pessoas como um hobby, hoje é sua fonte de renda principal. Assunto para explorar é o que não falta, dicas de diversos nichos, aulas online, música, tutoriais, culinária, viagem, videogame e muito mais…

Ser um YouTuber é compartilhar conhecimento com a sua rede de amigos e seguidores, é uma das profissões hoje mais cobiçadas em todo o mundo, por gerar fama e visibilidade através da internet.

Hoje, o que envolve ser tornar um youtuber?

Felizmente, com o grande crescimento e procura no mercado, ser youtuber hoje é disputar com uma concorrência altissíma. Pois ele conseguem de fato audiência, por entregar o que o público quer ver, conteúdo.

Várias cases de sucesso hoje de pessoas comuns que conseguiram sucesso imediato depois que viraram youtuber, que continuam bombando nas redes de forma constante.

O YouTuber de sucesso é aquele profissional que alia talento, dedicação e uma constância em entregar excelentes conteúdos ao seu público.

Pensando nisso, vou deixar algumas dicas para que você pode implementar na sua rotina e chegar mais próximo de ser um youtuber profissional.

Confira as dicas a seguir:

  1. Fale de coisas e assuntos que você gosta.

É importante nem tentar falar assuntos que você não tem domínio, além de parecer perdido (a) no assunto, você não vai gerar autoridade, pois ter paixão pelo o que faz é um dos elementos essenciais para ser tornar um Youtuber. Por isso, falar com naturalidade é tão importante, as pessoas gostam do que é real, pense nos assuntos, estude todo o conteúdo que vai abordar, traga personalidade para o seu canal.

  • Procure conhecer o seu público.

É importante fazer o que gosta e entregar ao seu público o que ele quer de fato ouvir, pois de fato você quer que o seu expectador veja os seus conteúdos.

Por isso, defina primeiramente o seu nicho que você quer explorar e com base nisso elabore a sua persona. Assim você consegue atingir o público correto com as suas postagens, lembre-se sempre de priorizar as dores do seu cliente.

  • Tenha uma identidade bem definida.

Ao elaborar a nome e a identidade do seu canal saia da caixa, deixe a sua imaginação fluir, crie um design e cores cada vez mais agradáveis, dessa forma com certeza será mais fácil promover uma interação com os seus expectadores.

  • Taxas de cliques e otimização

Seu vídeo pode ter um conteúdo excelente e atingir um enorme público, tudo depende de você, para isso otimize bastante a sua imagem de capa e no seu título.

Utilizando as tags você aumenta o potencial de visibilidade, adicionando também as descrições aos seus vídeos e associando o seu canal, através desses hacks qualquer buscador ou usuário chega mais rápido ao seu conteúdo.

  • Entregar qualidade sempre será mais importante

Além de entregar qualidade quando o assunto é conteúdo, um Youtuber de sucesso presta atenção também em si e na qualidade dos vídeos que vem entregando, coisas simples como aúdio, iluminação devem apresentar uma qualidade satisfatória aos usuários.

  • Rotina de publicação

A constancia nas suas públicações e essencial para desenvolver um bom relacionamento, é ter audiência. Isso deve ser uma rotina na vida do youtuber.

Quem estar começando deve levar essa dica para vida: AGRUPE SEUS VIDEOS EM TEMÁTICAS.

Essa organização vai te ajudar a organizar melhor os seus vídeos, facilitando assim a experiência de quem procura conteúdos. Ser espontâneo é crucial.

  • Incentive o engajamento

Engajamento sempre será estratégia de mercado, faça o uso de CALL TO ACTION, podemos mencionar como exemplo a chamada de atenção “inscreva-se no canal” ou “deixe a sua opinião.”

Assim, você vai conseguir agrupar seus seguidores fieis, não desanime dos comentários negativos, eles servem para que você melhore os seus conteúdos e evolua com isso, afinal o que seria de nós ser não existe críticas.

  • Busque fazer parcerias

Parcerias são importantes para que o canal cresça mais e mais, por exemplo você pode buscar parceiros que te ajude na edição dos seus conteúdos, assim você consegue focar o seu tempo em produzir e elaborar conteúdos.

Alie-se a marcas parecidas ou similares a sua, é uma forma de investir pouco e assim monetizar mais rápido o seu canal. O intuito das parcerias e gerar visibilidade para ambos, é importante ser certificar que a parceria é vantajosa também para o usuário.

  • Siga outros canais

Pense fora da caixa, não viva somente no seu mundinho, é importante que você saiba o que os outros youtuber estão fazendo, principalmente os seus concorrentes.

É legal também pode você aprende, e adquire conhecimento com quem vive também a realidade, com essa brenchmarking enorme não tem como fica para trás.

  1. Tenha metas

Ter um plano bem elaborado de metas é importante para que você estabeleça mais perseverança. Defina os períodos de tempo, assim você vai conseguir conquistar suas metas de maneira mensurável, analisando a evolução das suas estratégias.

Dica de ouro: Divulgação é a alma do negócio, divulgue o seu canal.

Pense o tempo inteiro fora da caixa, o seu conteúdo em potencial não está somente no youtube, ele está na realidade por toda a rede, por toda a internet.

Por isso, crie uma rotina ou melhor um plano bem estratégico de divulgação, para te ajudar nisso você pode utilizar o e-mail de marketing, sites, Twitter, WhatsApp Bussiness, LinkedIn, Pinterest e qualquer outra ferramenta online que facilite os seus meios de divulgação e comunicação.

Você vai conseguir assim ser visto por um número bem maior de seguidores, e assim seus conteúdos irão ser compartilhados de maneira orgânica, sem que você precise investir um centavo, já pensou que maravilha séria?

Por isso, ser planejar e entregar conteúdo e tão importante.

E se você quiser ajuda para sua carreira de YouTuber, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços!