Assessoria para Youtubers: o que é e como fazemos

Assessoria para Youtubers: o que é isso e como pode ajudar seu canal a crescer na plataforma?

Dar assessoria é cuidar e dar orientações sobre o que você deveria fazer para ter sucesso com seu canal no YouTube. Uma assessoria cuida de como você produz seu conteúdo, seu relacionamento com o público e também vai atrás de contratos publicitários e eventos para você participar.

Isso significa que uma assessoria para canais do YouTube trabalha para que seu canal tenha sucesso.

Como deve ser minha imagem de perfil nas redes sociais? Minha imagem no YouTube, o banner o que deve estar escrito? Que linguagem é melhor usar, e como responder corretamente a quem comenta noa meus vídeos?

Todas essas dúvidas são sanadas pela assessoria para Youtubers. Mas então, se você quer ter sucesso no YouTube, é essencial contratar uma assessoria? Não necessariamente…

Muita gente cresceu bastante no YouTube sem uma assessoria. É o caso do Fiaspo, por exemplo, que já entrevistamos aqui inclusive. Com mais de um milhão de inscrições no canal, o Fiaspo prefere lidar diretamente com anunciantes, ou caso uma assessoria o procure para um projeto avulso, ele estuda a proposta. E no caso dele, deu muito certo.

Mas às vezes sentimos que podemos melhorar em algo, ou simplesmente percebemos que se houvesse alguém que nos ajudasse, nosso canal iria crescer mais rápido. E isso é totalmente verdade!

Para ter sucesso no YouTube, é importante fazer boas parcerias seja com outros canais (o famoso “collab”, quando você faz um video junto com outro canal), seja por vincular seu canal à uma Network, ou contar com uma assessoria para Youtubers.

A assessoria para  Youtubers além da orientação, procura meios de seu cliente (Youtubers, no caso) conseguirem contratos interessantes e participarem de eventos onde esses Youtubers acabam sendo conhecidos por muitas pessoas.

E quanto cobra uma assessoria para Youtubers?

Isso varia de empresa a empresa. Algumas assessorias cobram um valor fixo por mês do Youtuber, outras cobram uma comissão por cada serviço, contrato conseguido, outras fazem as duas coisas. As taxas variam muito, de 15 a 30% do valor do contrato em questão. E cada empresa tem sua forma de trabalhar.

No caso da Warp Media, apesar de oferecermos o serviço de assessoria para Youtubers, não nos consideramos apenas uma empresa de assessoria, pois oferecemos uma gama de serviços relacionados. Além disso, no caso da Warp, os honorários são pagos pelo anunciante ou pelo contratante, nunca por nossos canais assessorados.

Mesmo assim, para as empresas anunciantes vale muito a pena pois todas as ações feitas são dirigidas para um público que já conhece o tipo de produto ou serviço que está sendo visto no vídeo em questão. Isso faz com que o anúncio seja muito mais acertado, e eficaz. E nem é tão caro assim!

Se você quer ter sucesso no Youtube, nós podemos te ajudar! É só você preencher esse formulário que a gente entra em contato com você!

Até o próximo artigo!

 

demo-attachment-378-m98sxg2u

O YouTube, as “novas” celebridades e a nova economia

Quem diria que uma plataforma criada para que as pessoas postassem seus vídeos caseiros evoluísse como evoluiu. Dos primeiros vídeos, que em geral mostravam gatos, cachorros ou outro pet fazendo algo engraçado, ou então nossa festa de despedida ou qualquer outro momento que tenha sido uma boa recordação pra nós. Isso era o que você encontraria no YouTube em seus primeiros anos de vida. E era justamente para isso que a plataforma foi criada, para postar vídeos caseiros…

 

Hoje em dia as pessoas levam cada vez mais a sério a expressão “ter um canal no YouTube”: é como se nós tivéssemos nosso próprio programa! Quem tinha simplesmente “uma conta” no YouTube, agora se transformou em “criador de conteúdo”,  a plataforma cada vez recebe mais audiência…alguns canais chegam a ter mais audiência que muitos programas de TV!

O termo “criador de conteúdo” se justifica quando um canal realmente cria algum conteúdo “assistível” ou seja, alguma informação interessante ou pelo menos informativa ou divertida. E é esse tipo de conteúdo que tem sucesso no YouTube.

Naturalmente, isso transformou pessoas comuns em celebridades. Basta ver o tratamento que muitos”Youtubers” (termo usado para definir quem tem canal no YouTube) recebem em eventos diversos. Autógrafos, fotos, pessoas gritando o nome, meninas chorando….Sim, se você pensou nos Beatles ou outra banda de rock da moda, você está fazendo uma boa comparação. E o detalhe mais interessante é que não estamos falando de cantores, músicos ou atores, necessariamente. São pessoas como você ou eu, que se dedicaram a pesquisar certo assunto que gostam e decidiram fazer vídeos sobre esse assunto. Muitos nunca sequer sonharam que seriam famosos algum dia, fizeram e fazem vídeos para se divertirem mesmo.

E com tanta força que está ganhando a plataforma e seus canais, hoje em dia é muito mais comum que uma empresa contrate um youtuber que um ator da TV. Crianças e adolescentes querem ver seus heróis da internet. Adultos querem conhecer os novos críticos de cinema, consultores de moda, humoristas… Mas porque aparentemente a TV está com um concorrente tão poderoso? Vejamos:

  1. Na internet, podemos escolher amplamente o que queremos ver. Quer saber como fazer um churrasco inesquecível? Aprender a usar um editor de imagem? Ver novidades sobre jogos? Basta escrever na barra de pesquisa do YouTube o que você quer. Em menos de segundo, você receberá centenas de opções de vídeos para ver. Isso não é incrível?
  2. Qualidade dos canais cada vez mais alta.  O que antes eram em sua maioria vídeos com cara de amadores e caseiros agora os resultados de uma pesquisa no YouTube nos levam à canais cada vez melhor produzidos. A qualidade é tanta que alguns canais parecem contar com estúdio de gravação profissional, mesmo sem ter. Isso acontece porque cada vez mais fica fácil aprender a usar editores de vídeos, que por sua vez estão cada vez mais sofisticados e cheios de recursos. O resultado? Vídeos cada vez mais profissionais, feitos em casa, por pessoas como você é eu.
  3. Comerciais? Até tem, mas… São bem mais curtos se comparados com os cerca de cinco minutos de intervalo que temos que aguardar ao ver um programa na TV. E mesmo que exista algum anúncio dentro do vídeo que estamos assisntindo, isso é feito de maneira muito menos intrusiva que os comerciais da TV.
  4. Você cria um relacionamento com o apresentador do canal. Isso porque você tem a impressão que ele fala para você, o que é verdade. Além disso, muitos Youtubers respondem mensagens nas redes sociais, o que fortalece ainda mais essa relação. Isso já não acontece com a maioria dos apresentadores de TV…
  5. O YouTube é cada vez mais social. Apesar de ser por definição uma “mídia social”, cada vez mais é possível fazer amizades ( e inimizades) na plataforma. Os comentários nos vídeos fazem com que, mais do que interagir com o autor do vídeo, pessoas possam responder a comentários e assim acabam fazendo amizades. O poder da interação é devastador e invencível.

Por essa razão, em muitos países já se considera oficialmente como profissão, a carreira de youtuber. E eles ganham dinheiro de várias formas, com os anúncios do YouTube, promovendo produtos em seus vídeos, dando palestras e participando de eventos.

É a nova economia, a economia digital, que cada vez mais cresce e transforma vidas. Se você assim como eu prefere ver vídeos no Youtube que assistir TV, não se preocupe, milhões de pessoas pensam como nós.

Você tem um canal no Youtube e gostaria de ser orientado gratuitamente? Clica aqui que a gente te ajuda!

Até mais!

New York Treta: entrevistamos Daniel Verçosa

Nós já estamos acostumados a assistir telejornais. Vai dizer que nunca assistiu ao Jornal Nacional enquanto jantava ou almoçou vendo o Jornal Hoje (ou outros)?

É um formato muito interessante que ultimamente tem sido amplamente utilizado pelo que alguns apontam como sendo o mais provável substituto da TV aberta: o Youtube, ou melhor dizendo, alguns canais dessa plataforma.

Lembra lá na escola quando alguém dizia que ia ter uma briga? Como o povo fazia uma roda pra assistir o “combate”? Isso acontece porque nós somos muito curiosos, sim, as pessoas em geral querem saber o que vai acontecer quando surge uma “treta”. Baseado nisso, surgiram vários canais de notícias no Youtube, retratando as principais “tretas” ou discussões entre donos de canais do Youtube.

Nós conversamos com o Daniel Verçosa, que tem alguns canais no Youtube entre eles o “New York Treta” que é um canal que apesar de seguir a linha de assunto do já “cultuado” Treta News, o NYT, como tem sido chamado, apresenta um formato bem diferente e muito divertido.

O próprio Daniel Verçosa se mostra como apresentador “ancora” de um telejornal que mostra o que há de novo no Youtube. Ele também é mostrado (ou outras “versões” dele) como diretor do programa, repórter, repórter investigativo entre outros (ele afirma existir no canal 56 “Daniéis Verçosa” então você pode imaginar quantos outros cargos apareceram para o NYT).

Ver os vídeos do canal é bem divertido, pelo fato de que você tem a nítida impressão de que um dos “Daniéis” está sempre interagindo com o outro. A sincronização entre os vídeos é sempre muito bem feita, então realmente parece que existem várias versões do apresentador. E ver as brigas entre apresentador e repórter é algo impagável! Vale muito a pena ver!

O canal começou em abril de 2016 e no momento (27/09/16) já conta com mais de 73 mil inscritos, tendo tido um crescimento gigantesco nos últimos dois meses, quando ganhou mais de 30 mil inscritos em apenas uma semana.

Daniel contou pra gente que apesar de seu canal contar com uma edição primorosa, ele não tem tantos equipamentos de última geração assim. Na verdade muitos dos equipamentos que ele usa para fazer os vídeos são improvisados, feitos por ele mesmo com materiais recicláveis como caixa de cesta básica, vidro de um quadro entre outras coisas. Isso mostra uma dedicação muito grande e desejo que fazer bem feito um projeto, algo pouco comum hoje, principalmente entre as pessoas mais jovens (Daniel tem 20 anos).

Junto dos irmãos Matheus e Dener, ele possui também o canal Descurtindo que é focado em gravar desafios, responder perguntas de fãs e fazer algumas paródias musicais muito engraçadas. O canal conta com mais de 17 mil seguidores, porém pelo fato de o trabalho de elaborar os vídeos sobrecarregar Daniel, ele decidiu pausar o canal por enquanto até que o seu canal principal esteja bem estabelecido.

Além disso, também existe o canal Tarmas que conta com mais de 22 mil inscritos em que o Daniel fala sobre armas do estilo da Airsoft e tutoriais sobre como você pode montar sua própria arma de papel.

E, o Daniel também tem um projeto chamado Liberty Agency onde ele dá dicas sobre YouTube e fala sobre como seu canal pode se credenciar a uma Network da qual ele tem parceria. O conteúdo do site é muito bom, vale a pena você conhecer também.

Como você pôde perceber, o rapaz é um poço de conteúdo! Está sempre criando conteúdo interessante. No caso do seu canal principal o New York Treta, a postura dele tem se mostrado a mais profissional de todas, e os resultados tem sido de acordo.
Se você quiser conhecer os outros canais do Daniel é só você clicar nos nomes dos projetos que mencionamos acima.

Nós aqui da Warp Media agradecemos muito ao Daniel Verçosa por conceder a entrevista e desejamos que o canal se torne cada vez mais uma referência no Youtube. E claro, muitos milhares mais de inscritos!

Veja a entrevista completa que o Daniel deu pra gente e comente e compartilhe com seus amigos!

 

 

5 dicas para ter sucesso no Youtube com games

Se você tem canal no YouTube, bem provavelmente você quer que esse canal tenha sucesso. E também é provável que você queira ganhar algo com esse canal, financeiramente. Mas o que pode ajudar você a crescer no YouTube? Vejamos 5 dicas.

  1. Seja fiel ao estilo do seu canal. Se você decidiu fazer um canal de games, se de repente decidir postar vídeos com outros assuntos, o seu público que gosta de games pode não gostar. Apenas alguns canais já bem consolidados no YouTube se atrevem a fazer isso com certo sucesso. Há casos de canais grandes, com mais de 3 milhões de inscritos, perderem audiência porque começaram a postar vídeos com outros assuntos. Não faça isso, e se quiser variar um pouco o assunto de seus vídeos, faça isso com moderação.
  2. Faça eventos ao vivo. Muitos canais crescem muito rapidamente em questão de poucos dias porque decidiram investir nas famosas “lives”. Recentemente um canal de games passou de 20 mil inscritos a 220 mil em menos de 1 mês fazendo lives sobre Pokemon Go! Suas lives, naturalmente, precisam ter um conteúdo legal o suficiente pra prender a atenção do pessoal a ponto de eles quererem se inscrever no seu canal. Não abuse desse recurso também, porque você pode cansar sua audiência.
  3. Atenção com os vídeos de gameplay. Se você vai postar um vídeo de gameplay, tenha o cuidado de se lembrar que existe alguém que irá ver esse vídeo. E você deve ser educado com essa pessoa (ou pessoas!). Então, no começo do seu vídeo, cumprimente sua audiência, fale um pouco sobre o game que você vai jogar, curiosidades sobre ele, enfim, prepare o pessoal para o que vem pela frente. Se você vai fazer uma série de vídeos, a regra é a mesma: cumprimente o pessoal no começo do vídeo. Se você está gravando um vídeo que é a continuação de outro, fale sobre o vídeo anterior e deixe o link na descrição (e no vídeo, use os cards) para que o pessoal possa ver, caso ainda não tenham visto. No final de cada vídeo, não se esqueça de se despedir e convidar para se inscrever no seu canal para ver os próximos vídeos.
  4. Nunca incentive a pirataria! Mesmo que a cópia do jogo que você está mostrando no seu vídeo for “genérica”, não pega bem você comentar isso ou pior ainda, mostrar onde o pessoal pode baixar o jogo de graça. E isso por vários motivos. Primeiro, porque você vai estar incentivando um crime que é a pirataria, segundo, seu canal pode tomar uma punição do YouTube, por parte da produtora do jogo em questão e por fim essa atitude pode espantar (e pra bem longe!) empresas que procuram canais para anunciar seus produtos. Não faça isso!
  5. Faça vídeos em parceria com outros canais! Mas atenção: nem pense que um canal com o dobro ou mais inscritos que o seu canal vai querer fazer um vídeo com você. O ideal é que você se junte com outro canal parecido com o seu. O ponto nem é “egoísmo” por parte dos canais grandes, o que ocorre é que na internet (e na vida também!) tudo são trocas. Se você vai receber o público de outro canal, esse canal também quer receber seu público. Então não adianta você mandar 1.000 inscritos pra ver o canal que está mandando 100.000 ver o seu…Não tem muita lógica, não é? Nem é justo.

O crescimento de um canal varia muito. Muitos canais demoram um tempo até conquistarem muitos inscritos, isso pode levar anos inclusive. Mas nós temos uma sugestão muito legal para seu canal. Se credenciar à Warp Media. Temos um projeto chamado “WarpTube” que dá apoio gratuito para canais do YouTube, inclusive seu canal pode ganhar um espaço aqui em nosso site. Não é legal isso? E isso pra não falar de muitas coisas legais que temos pra te oferecer. Entra nesse link que você vai ficar sabendo mais.

Muito sucesso pro seu canal!

Entrevista com o Fiaspo, do canal Fiaspo Games

Era uma vez um adolescente que pensou em criar um canal no YouTube para mostrar tutoriais. Ele era feliz, mas sentia que ainda faltava alguma coisa. Foi então que ele resolveu criar um canal de games. Asssim nasceu o canal Fiaspo Games, que como todo canal, começou pequeno e assim ficou por algum tempo até de repente receber centenas, depois milhares e hoje milhões de visitantes por mês!

O Fiaspo é um exemplo que mostra claramente que você que tem um canal que ainda não decolou, não deve desanimar e trabalhar sempre com o coração. A Agência Samba (que faz parte do grupo Warp Media) entrevistou ele faz um tempo e resolvemos colocar a entrevista dele aqui no nosso blog também, já que por aqui falamos muito sobre canais do YouTube. Espero que vocês gostem:

 

AGÊNCIA SAMBA:  Olá Fiaspo, um prazer ter você na estreia de nossa série de artigos sobre mídias sociais. Conta pra gente como é o seu canal, do que você fala e porque você decidiu ter um canal no YouTube.

FIASPO: Opa, eu que agradeço o convite! Então, o meu canal sempre foi focado em jogos antigos que fizeram parte da minha infância de alguma forma. Nos meus vídeos eu costumo fazer de uma forma diferente, algo bem parecido com alguma matéria jornalística. Gosto muito de contar a história por trás dos games, explicar fatos e curiosidades sobre tudo que envolve consoles e jogos antigos, como por exemplo mostrar de fato qual foi o primeiro jogo de luta na história dos vídeos games e ver como as coisas evoluíram.

Sobre a criação do meu canal, desde que me conheço por gente eu tenho um HAHAHA. Eu já tive 3 canais, o meu primeiro nasceu em 2009 e era focado em tutoriais sobre programação para a criação de blogs, gostava muito de fazer tutoriais e ensinar as pessoas, adorava responder os comentários com dúvidas. Logo em seguida ele acabou sendo hackeado e deletado, então comecei tudo de novo em 2011, mas acabei deixando de lado, e vi que estava surgindo canais de games nesse mesmo ano, e decidi então criar o meu e ver como funcionava essa comunidade gamer dentro da plataforma, e acabou que estou nela até hoje!

AGÊNCIA SAMBA:  Porque você usa esse apelido? Tem alguma história por trás?

FIASPO: Esse apelido é explicado de forma bem fácil: FALTA DE CRIATIVIDADE. Sério, é exatamente isso, eu jogava muito um MMORPG (Massively Multiplayer Online Role-Playing Game) chamado RuneScape, e lá eu vi diversos nicks que eu namorava eles, sempre queria usar mas já estava em uso. Quando em 2011 fui fazer o registro no Youtube, eu tentei diversos nomes, todos já estavam em uso, porém tentei Fiaspo e não deu, coloquei FiaspoGames e ficou.

Se eu soubesse que o canal iria crescer eu teria criado um nome melhor hehe.

AGENCIA SAMBA:  Qual a história por trás do canal Fiaspo Games, porque você decidiu criar o canal?

FIASPO: Foi uma curiosidade, na época como fazia vídeos de tutoriais, eu também acompanhava canais do mesmo estilo. E um que eu gostava muito era o Estúdio Pirata que hoje é conhecido como Davy Jones do GameplayRj.

Eu vi que ele abriu um canal de games, e eu sempre tive a curiosidade em saber como as pessoas conseguiam capturar a tela de uma televisão pra fazer detonado. Eu fui pesquisando e estudando sobre, e decidi então criar o meu próprio canal. No começo rolou várias gameplays de jogos aleatórios, até mesmo Minecraft, mas acabei me encontrando dentro dos jogos antigos, porque eu gosto muito mesmo de games nostálgicos. E também não existia canais com esse foco no Youtube Brasil, foi uma oportunidade que não podia deixar passar.

AGÊNCIA SAMBA: Vimos alguns dos seus primeiros vídeos e você estava com cara de “criança” ainda em alguns deles. Com quantos anos você começou no YouTube e quantos anos você tem hoje? (sim, somos indiscretos haha).

FIASPO: Em 2009 quando comecei meu primeiro canal, eu tinha 11 anos. SIM, eu era um pivete tentando fazer vídeos sobre programação de templates para blog no Youtube. No Fiaspo Games, quando eu comecei eu tinha 13 anos, o que não é muito diferente, atualmente estou com 18.

AGÊNCIA SAMBA:  Você investiu ou investe financeiramente em seu canal (com anúncios nas redes sociais por exemplo entre outros)?

FIASPO:  Sim invisto bastante, atualmente eu tenho investido muito em editores que trabalham paralelamente comigo. Enquanto edito alguns vídeos, eles já editam outra remessa pra que futuramente eu possa aumentar ainda mais a frequência de vídeos. Também tenho alguns ilustradores que me ajudam em certas miniaturas para os vídeos. Fora a compra de equipamentos e manutenção dos mesmos. Estou sempre investindo em melhor qualidade de áudio e imagem.

AGÊNCIA SAMBA: Você pode dizer hoje que “vive de YouTube”? Comente um pouco sobre isso

FIASPO: Sim, eu posso dizer que vivo do YouTube, mas não apenas dele. A renda gerada pelo YouTube não é por si só suficiente para se viver, mesmo se eu morasse sozinho, isso por conta de diversos fatores, o que incluí a crise econômica no Brasil. Temos poucas empresas investindo em campanhas publicitárias, o que acaba deixando o Youtube com menos anúncios, o que acaba me prejudicando no final do mês.

Então por isso eu sempre busco outras rendas, como divulgação de marca ou jogos dentro dos meus próprios vídeos, é mais um complemento. O valor em si, é algo relativo nunca será fixo mas é algo em torno de um salário de quem trabalha numa fábrica de sapatos.

AGÊNCIA SAMBA:  Conta pra gente algumas das coisas que você conquistou com seu canal.

FIASPO: Algo que conquistei com o canal foi poder largar meu emprego “convencional” e focar naquilo que eu mais gosto de fazer, que é jogar e fazer vídeos. Sem contar no fato de ter milhões de pessoas que te assistem, e gostam do seu trabalho, as vezes me pergunto porque as pessoas gostam de mim hahaha. Uma das maiores conquistas foi ter ganhado a placa do YouTube por ter chegado 100.000 inscritos, foi insano ter ganhado algo do próprio site que eu frequento a anos.

(NOTA: Fiaspo, se prepare que ainda vem por aí outras placas, hehe)

AGENCIA SAMBA : o canal Fiaspo Games tem alguma meta para o futuro?

FIASPO: Sim, a meta atual é conseguir chegar aos 1 milhão de inscritos até o final do ano. É uma meta bem complicada de se conseguir pelo fato de que todo mês o canal cresce de uma forma diferente, mas com muito trabalho e dedicação, acredito que eu vou conseguir!

AGÊNCIA SAMBA: E o Fiaspo, que planos você tem para seu futuro, falando profissionalmente?

FIASPO: Eu gostaria de fazer curso de Cinema e audiovisual para ampliar meu conhecimento e também ter um currículo como plano B. Hoje o canal eu levo de uma forma bem profissional, falta pouco pra se transformar em uma empresa. Eu pretendo explorar também outras áreas, investir em alguma loja, criar até outros canais. Mas sempre trabalhando com algo relacionado a audiovisual.

AGÊNCIA SAMBA: que conselhos você daria para quem quer começar um canal no YouTube hoje?

FIASPO: Saia da mesmice, se você quer criar um canal, é porque quer pessoas assistindo. Então não faça algo que milhões de pessoas já fazem, seja criativo, crie sua identidade, busque sempre ser diferente para que possa se destacar aos demais, e crescer aos poucos. Também faça parcerias com canais que tenham a mesma quantidade de inscritos e com conteúdo semelhante, e procurem-se ajudar, fazendo vídeos juntos. Eu sempre dou essa dica pelo fato que foi assim que eu fiz, não adianta você criar um canal e pedir parceria para outro Youtuber que tenha milhões de inscritos, não é assim que funciona, todos começam por baixo! Então persista se isso é teu sonho, e procure SEMPRE, fazer amizades para que vocês possam crescer juntos!

Link do artigo original: http://agenciasamba.com.mx/br/blog/2016/04/empreendedores-digitais-parte-01-fiaspo-games/

A previsão é que o canal do Fiaspo ultrapasse 1 milhão de seguidores ainda esse ano. A audiência do canal dele é superior ao que muitas emissoras de TV recebem em alguns programas. Esse e o poder da internet e do YouTube, pessoal.

Se você quer saber mais sobre o projeto WarpTube, da Warp Media, entre em contato que a gente te explica melhor!

Um abraço!

Saiba como alguns canais do Youtube ganham dinheiro

Ganhar dinheiro no YouTube: é uma missão impossível?

Para muitos não é. E existem várias maneiras de ganhar dinheiro com o YouTube. Vamos comentar algumas delas que dão certo. E você pode escolher uma delas, ou fazer sua própria combinação e com isso criar sua estratégia. A primeira coisa que você precisa é:

  1. Criar um plano de marketing para seu canal: isso mesmo que você acabou de ler. Você precisa criar um plano de marketing, para seu canal, mesmo que for um plano bem simples. Nele você deve colocar primeiramente quais são todos os seus objetivos que você quer alcançar. Você criar uma tabela bem simples, onde você vai escrever datas e metas. Você vai colocar a data de início do seu canal, e as coisas que você quer medir nele (quantos inscritos, quantos minutos assistidos, quantidade de vídeos e outras coisas que você quer acompanhar). Em seguida escreva que progresso você quer obter em um médio prazo, tipo 6 meses. Depois faça uma coluna com um prazo maior, como 1 ano e você pode planejar vários períodos de tempo. Pense primeiro na primeira coluna, a de 6 meses. O que você quer melhorar em 6 meses? Inscritos? Visualizações? Lembre-se de criar metas que sejam fáceis de alcançar. Não adianta você planejar ir do 0 inscritos a 10.000 inscritos em 6 meses. Pode até ser que você consiga alcançar essa meta (tem muito canal que consegue!), mas o problema é que a maioria não consegue. E ai se você não conseguir também vai ficar muito frustrado.

    Crie um plano específico para cada “métrica” (o ponto que você está monitorando). Por exemplo, se você quer mais inscritos, pense em maneiras de conseguir esses inscritos. Aí ponha o plano em ação. Lembre de uma dica: vamos supor que você quer conseguir 300 inscritos em 6 meses. Sua meta mensal será de 50 inscritos por mês. Divida esse número por semana e você terá cerca de 12 seguidores (e meio, mas não existe meio seguidor haha). Sua estratégia funcionou na primeira semana? Se sim, continue nas seguintes. Se não deu certo, procure ajustar ou até mesmo mudar de estratégia. No futuro você vai encontrar dicas de como fazer isso por aqui.

  2. Através dos anúncios nativos do YouTube (Google Adwords): essa é a maneira mais usada e mais pensada. Se você tem um canal, você pode ativar a monetização dos seus vídeos, depois de deixar seu canal totalmente configurado para isso. O Google para um valor variável para cada mil visualizações do seu vídeo, desde que essas mil visualizações tenham exibido aqueles anúncios já tão conhecidos quando vamos assistir um vídeo no YouTube, hehehe. Uma das grandes polêmicas é o fato de que o valor pago é sempre muito variável e muitas vezes é muito muito baixo e relação à quantidade de visualizações que seu vídeo efetivamente atingiu. Já comentamos sobre isso por aqui, inclusive. Nesse caso, apenas quando seu canal for do pequeno para o médio (ou até do médio para o “grandezinho”) que você vai começar a ver a cor do dinheiro.
  3. Com anúncios internos em seu vídeo: uma boa forma de ganhar dinheiro sem depender da boa vontade da “aparição” dos anúncios, é você conseguir que uma empresa queira fazer um anúncio diretamente em seu canal. Dessa forma, você garante uma renda para aquele vídeo que você caprichou na edição e sabe que vai ter uma boa quantidade de visualizações. O desafio é encontrar as empresas anunciantes.

    4- Com vídeos “patrocinados”: seu canal pode fazer um vídeo inteiro fazendo anúncio de um produto ou serviço. Isso já acontece constantemente, e muitos dos canais que você assiste fazem isso, como esse aqui por exemplo. Isso é uma pratica cada vez mais comum. E podemos dizer que vamos contribuir pra que isso seja cada vez mais comum mesmo!

É interessante que seu canal tenha um “media kit”que é um tipo de “tabela de preços” do seu canal: nele você diz quanto cobra pra fazer um vídeo patrocinado, um anuncio no seu canal, participar de um evento e outros serviços que você possa pensar. Claro, se seu canal ainda é pequeno, seria melhor pensar nisso mas mostrar para alguém depois que seu canal já tenha uma audiência cativa.

Aqui na Warp Media, podemos ajudar você que tem um canal no YouTube e quer fazer sucesso. Dá uma olhada nesse link e se quiser saber mais, deixa seus dados por lá e cadastre-se! www.warpmedia.com.br/warptube

Um abraço e até o próximo artigo!