Como fazer um vídeo viral no YouTube?

Como fazer um vídeo viral?

Na Internet, os vídeos virais podem parecer a forma definitiva de sucesso. Criadores de conteúdo anteriormente desconhecidos podem ter um golpe de sorte (ou uma estratégia de marketing ) e ter seu momento no centro das atenções.

Embora o conteúdo viral possa parecer uma meta glamorosa, é difícil de realmente alcançar, principalmente devido às flutuações na atividade que decidem o que se torna viral e o que não. O conteúdo que funciona um dia pode cair completamente em outra situação, com apenas algumas variáveis ​​ajustadas.

Apesar da dificuldade de generalizar o conteúdo viral, há algumas práticas recomendadas a serem lembradas que podem aumentar suas chances de se tornar viral. Mas, algumas advertências antes de começarmos.

Primeiro, geralmente não é uma boa ideia ter como objetivo específico fazer um vídeo viral. Uma coisa é ter um ótimo conteúdo de vídeo que você deseja comercializar para alcançar o maior número possível de pessoas, mas outra coisa é criar o próprio conteúdo com o objetivo de se tornar viral. Temos a tendência de alertar contra a última opção, pois ela pode levar a conteúdo que não serve para nada e desperdiça seus recursos sem motivo.

Em segundo lugar, qualquer pessoa que prometa que pode fazer um vídeo viral para você está mentindo. Não existe uma fórmula que garanta que o conteúdo se tornará viral. Alguns criadores de conteúdo ou empresas de distribuição podem alegar que você pode contratá-los para tornar seu vídeo viral, mas qualquer acordo que comece dessa forma provavelmente terminará em decepção.

Sim, existem várias semelhanças entre os vídeos que se tornam virais e é possível manipular esses fatores para tentar ter o impacto mais significativo. Não é possível, entretanto, garantir que essas estratégias funcionem para um determinado conteúdo. Mesmo para criadores de conteúdo que tiveram sucesso viral no passado, cada novo conteúdo é um novo desafio que está sujeito às mesmas inconsistências nas tendências de engajamento que o conteúdo de todos os outros.

Com essas isenções de responsabilidade em mente, vamos falar sobre os fatos. Felizmente, existem alguns fatores facilmente ajustáveis ​​que muitos vídeos virais têm em comum. Se sua meta é que seu conteúdo alcance o maior número possível de pessoas, aqui estão seis dicas para otimizá-lo.

Extraia emoções.


O conteúdo viral geralmente se torna viral por um motivo simples: ele provoca emoção. É por isso que existe conteúdo viral “negativo”, como o anúncio da Pepsi de Kendall Jenner que foi acusado de mostrar a luta contra o racismo de uma maneira simplista. O vídeo se tornou viral, ganhando reação, não elogios, mas ainda assim ganhou milhões de visualizações. Obviamente, ter milhões de espectadores assistindo por frustração não é o ideal, então as emoções positivas têm maior probabilidade de gerar a resposta que você deseja. Vale a pena tentar fazer as pessoas sentirem compaixão, humor ou outros sentimentos felizes se você quiser que seu conteúdo ganhe força.

Esse conceito tem muito a ver com o motivo pelo qual o vídeo do Chewbacca dessa mulher se tornou viral. Sua risada é contagiante e emite uma energia positiva e feliz que ressoou claramente com os espectadores.

Compartilhe estrategicamente.


Em seguida, você desejará compartilhar seu conteúdo estrategicamente. Muitas pessoas têm a ideia errada de que o conteúdo viral ocorre de forma completamente orgânica, mas nem sempre é esse o caso. Um vídeo com milhões de visualizações pode ter recebido incentivos de publicidade do conteúdo, divulgação para obter meios de comunicação ou figuras proeminentes para compartilhá-lo, ou de outra forma envidar todos os esforços para colocar o conteúdo diante de tantos olhos quanto possível.

Seja breve


Na era digital, os períodos de atenção são mais curtos do que nunca. O que isso significa para o seu conteúdo? Ninguém (ok, quase ninguém) quer assistir a um vídeo de dez minutos, a menos que ele forneça um valor realmente claro para eles. O conteúdo com maior probabilidade de se tornar viral tende a ser mais curto por natureza, variando de alguns segundos a alguns minutos, no máximo.

Considere o seu tempo


Se sua meta é se tornar viral, provavelmente você desejará postar seu conteúdo em um dia da semana. Algumas pessoas recomendam postar no início da semana também, para que você tenha o máximo possível de dias antes do fim de semana quando tiver um público cativo.

O raciocínio por trás dessa distinção é que muitas pessoas estão digerindo conteúdo no trabalho, nos intervalos do almoço ou quando estão navegando na Internet durante a semana de trabalho. Embora você ainda possa se tornar viral definitivamente no fim de semana, pode haver menos pessoas procurando por conteúdo a qualquer momento. Além disso, você deve evitar postar em feriados (a menos que seu conteúdo seja relevante para o feriado).

Alinhe com os eventos atuais


Semelhante ao último ponto, você vai querer estar ciente do que está acontecendo no mundo quando postar seu conteúdo e, em seguida, ver se consegue alinhá-lo naturalmente. Fique por dentro dos eventos atuais, tópicos de tendência e até formatos de meme populares para colocar seu conteúdo no movimento se algo relevante acontecer.

Seja comprometido


Finalmente, quando você clica no botão “postar”, seu trabalho não acabou! Por um lado, você vai querer continuar monitorando o envolvimento e, potencialmente, interagir com seu público se começar a ganhar força. Se seu conteúdo for bem-sucedido, você também precisará que os meios de comunicação tenham uma maneira de entrar em contato com você para continuar a impulsionar seu sucesso.

Por outro lado, se seu conteúdo não for bem-sucedido, trate-o como um estudo de caso e ajuste para conteúdo futuro. Observe todas as tendências de engajamento, o que funcionou e o que não funcionou e quaisquer imprevistos que possam ter afetado seu conteúdo. Em seguida, use essas informações para otimizar sua abordagem na próxima vez que tiver um ótimo conteúdo.

E se você precisa de apoio para sua carreira de influenciador, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços.

Seis dicas para você mandar bem no YouTube

Você está procurando umas dicas simples e fáceis de usar pra você mandar bem no YouTube? Já encontrou, separamos essas 7 dicas pra você. Vamos direto para o conteúdo:

1. Crie conteúdo simples

Um dos maiores equívocos sobre o YouTube é que o sucesso só acontece se um vídeo se tornar viral. Costuma-se pensar que se você não pode entregar gatos fazendo travessuras ou mostrar uma pegadinha que deu errado – não é para você. 

Isso é totalmente errado, é claro, especialmente considerando as formas em que os usuários estão consumindo conteúdo de vídeo. 

Embora seja verdade que muitas pessoas assistem ao YouTube em seus celulares, isso não significa necessariamente que queiram vídeos extremamente curtos ou puramente divertidos. O Google sugere que, no que diz respeito à visualização de vídeos, o celular é muito parecido com a TV, o que significa que as pessoas estão de fato assistindo à noite, em casa e para relaxar.

Como resultado, as marcas não devem mais pensar no YouTube no contexto do entretenimento ’em movimento’. Em vez disso, há espaço para conteúdo simples, ou seja, vídeos mais longos e com mais variedade – sejam informativos, educacionais ou mesmo divertidos. 

2. Seja consistente

Uma característica compartilhada pelos canais de maior sucesso no YouTube é a consistência. A forma mais óbvia é a frequência com que os vídeos são postados, com grandes marcas normalmente postando a cada dois dias ou mesmo todos os dias.

A conscistência precisa ser vista não somente na frequencia de postagem, mas também deve se respeitar um estilo de postagem, uma identidade para seu canal, algo que seu público sempre identifique seus vídeos com seu canal e com você.

 

3. Construa uma comunidade

Embora o vídeo bom possa ser eficaz para chamar a atenção, ele tende a criar uma experiência passiva do usuário (em que o espectador está simplesmente assistindo, em vez de interagir). 

Em contraste, a beleza do YouTube é que ele cria um senso de comunidade para as marcas, com cada canal tendo o potencial de construir um público leal e altamente engajado. 

Existe o entendimento comum (tanto dos criadores quanto dos espectadores) de que os comentários são esperados e apreciados. Você deve, portanto, estar pronto e disposto a responder para construir um relacionamento com o público ao longo de um ciclo de comunicação e interação.

4. Incentive a ação

Novamente, é importante que você estimule os usuários a deixar comentários, mas também existem várias outras maneiras pelas quais você pode ajudar a construir um público e promover a lealdade. Os cartões do YouTube são uma ferramenta simples – são notificações pré-programadas que aparecem nos vídeos para apontar os espectadores para outro lugar (em um vídeo por exemplo, um cartão pode ter um link para um produto em destaque, se o canal for de sua empresa).

As telas finais também são uma ferramenta valiosa. Isso permite que marcas ou criadores promovam até quatro elementos no final de um vídeo, como outro vídeo, lista de reprodução ou um site externo. Isso permite que o espectador saiba que ele pode realizar outras ações, o que pode ajudar a mantê-lo dentro das paredes do canal, em vez de clicar em outro lugar.

5. Otimize para pesquisa

Embora o sucesso no YouTube seja sustentado por recursos como conteúdo de qualidade e consistência, ainda é importante para as marcas garantir que os vídeos tenham a exposição máxima possível. Então, como você pode obter uma classificação elevada do seu vídeo? Há uma série de coisas simples que você pode fazer para ajudar no seu conteúdo, como incluir uma palavra-chave importante no título, usar tags relevantes e uma descrição longa e bem elaborada. 

Miniaturas personalizadas também podem ser eficazes para gerar visualizações, com o design da marca novamente ajudando a criar consistência e familiaridade para os visualizadores.

6. Pense em micromomentos

Então, que tipo de conteúdo você deve criar? De acordo com o Google, é útil para as marcas e criadores considerar os ‘micromomentos’ que seu público pode estar experimentando, a fim de criar conteúdo relevante.

Pra aproveitar esses micromomentos, você precisa estar sempre muito atualizado com o que estiver acontecendo em sua volta. De repente, uma notícia em um grande jornal na TV chama a atenção do público e seu canal fala de temas parecidos. Seria o momento ideal de aproveitar a notícia e transformar num vídeo no seu canal.

Além das notícias, acontecimentos marcantes, causas que estejam em alta (e que se encaixe dentro do tema do seu canal, claro) podem ser utilizadas para você criar vídeos.

Não nos referimos aqui a simplesmente copiar a notícia e por no seu canal. Em vez disso, você pode comentar a notícia, dando seu ponto de vista. Ou ainda em lugar de comentar a notícia, você pode criar um ou uma série de vídeos em que você aborda aquele assunto da notícia, com seu ponto de vista.

Esperamos que essas dicas possam ter te ajudado. E claro, se você quiser ajuda para sua carreira CLIQUE AQUI.

Usar vídeo dos outros em seu canal é uma péssima ideia. Saiba aqui a razão.

Com 500 horas de conteúdo sendo carregado no YouTube a cada minuto, há mais e mais pessoas que sonham em ganhar a vida sendo um YouTuber em tempo integral .

E com um número tão impressionante de vídeos, sempre há algumas pessoas que tentam se beneficiar copiando seu conteúdo de outras pessoas.

Portanto, não é de se admirar que o YouTube esteja constantemente vindo com regras cada vez mais rígidas na tentativa de controlar o Velho Oeste, que é uma violação de direitos autorais.

Mas o conteúdo sinalizado como duplicado nem sempre é feito com más intenções, o que causa uma grande confusão.

Vendo que o YouTube pode cancelar a geração de receita em seu canal se seu conteúdo for sinalizado como duplicado, vale a pena se aprofundar no assunto e certificar-se de permanecer na zona de segurança.

Temos respostas para as perguntas mais frequentes que o ajudarão a fazer exatamente isso.

O que é conteúdo duplicado no YouTube?

O conteúdo duplicado é o conteúdo reutilizado ou repetitivo que pode basicamente ser encontrado em outro lugar na sua totalidade ou mesmo apenas parcialmente. De acordo com o YouTube, é um conteúdo que não agrega valor ao vídeo original, não é original ou relevante.

O YouTube leva a sério o conteúdo duplicado e removerá um canal se ele não cumprir suas políticas dessa forma.

Mas, no final das contas, o que mais importa para o YouTube é agregar valor. Portanto, desde que você contribua com valor (seja por meio de comentários, valor educacional ou edição de alta qualidade) para o vídeo original, seu vídeo não será sinalizado como conteúdo duplicado e colocará em risco a monetização de seu canal.

Exemplos de conteúdo duplicado no YouTube

  • pegar um vídeo existente que não é seu trabalho e enviá-lo para seu canal
  • compilações de vídeo reunidas sem absolutamente nenhuma alteração (tanto de seus próprios vídeos quanto de vídeos que não são de sua propriedade)
  • usar música isenta de royalties (embora seja permitido, usar este tipo de música provavelmente sinalizará seu vídeo, pois muitos outros usuários do YouTube usam os mesmos arquivos de áudio em seus vídeos)
  • conteúdo que já tem Content ID (quando um vídeo é enviado ao YouTube, ele recebe um Content ID atribuído)
  • atividades de violação de direitos autorais, como o envio de vídeos de programas de TV, filmes, gravações de shows (oficiais, não seus vídeos móveis), usando músicas das quais você não tem direitos e qualquer outra coisa que esteja sob proteção de direitos autorais
  • enviar vídeos de jogos que não foram editados
  • vários usuários enviando o mesmo vídeo
  • conteúdo que parece ser gerado automaticamente e / ou tem uma voz sintética narrando o conteúdo de terceiros
  • etc.

Como o YouTube descobre conteúdo duplicado?

O YouTube descobre conteúdo duplicado de duas maneiras. O primeiro são os usuários sinalizando um vídeo como conteúdo duplicado e relatando manualmente um canal. A segunda é usando seu próprio algoritmo.

O algoritmo usa uma série de critérios de comparação, incluindo

  • o tamanho do vídeo,
  • o formato em que o vídeo foi carregado,
  • taxa de quadros,
  • forma de onda de áudio,
  • tipo de codificação
  • distribuição de pixels
  • etc.

Cada vídeo enviado obtém um ID de conteúdo com base nesses critérios e pode ser usado para determinar se há uma correspondência de áudio ou vídeo ou mesmo uma correspondência parcial.

O que você pode fazer a respeito depende da situação e de como seu vídeo foi sinalizado (ou melhor, de quem o sinalizou). O algoritmo geralmente sinaliza o conteúdo durante o upload. Então você pode fazer algumas edições, adicionar mais comentários de áudio, adicionar mais conteúdo, mostrar sua presença (na tela) ou qualquer outra coisa para alterar a assinatura digital do vídeo. Você também pode fornecer mais contexto sobre o vídeo na descrição ou no próprio vídeo.

Se você recebeu um relatório manual, as coisas ficam um pouco mais complicadas e você precisa pesquisar um pouco por que isso aconteceu. Você pode tentar editar o vídeo e adicionar mais conteúdo, mas geralmente será necessário mais do que isso para que seu vídeo seja limpo.

Minha descrição do YouTube pode ser sinalizada como conteúdo duplicado?

Sim, se a descrição do seu vídeo do YouTube for uma cópia exata de outro vídeo, ele pode ser sinalizado como conteúdo duplicado. Embora a descrição em si não seja o fator mais forte para conteúdo duplicado, ainda é possível que seu vídeo seja sinalizado. É por isso que é importante sempre ter conteúdo original em suas descrições do YouTube.

O conteúdo duplicado inclui títulos e miniaturas de uma série de vídeos?

Se você tiver uma série de vídeos com títulos semelhantes, como “Episódio 1”, “Episódio 2”, etc., onde as miniaturas são um tanto semelhantes, você não será afetado por uma penalidade de conteúdo duplicado do YouTube.

O algoritmo do YouTube é inteligente o suficiente para saber que o conteúdo real do vídeo é diferente – como a duração do vídeo, o que é mostrado e dito nele, o tópico do vídeo, as “palavras-chave” que você menciona em seu vídeo, etc. .

Na verdade, uma série de vídeos pode aumentar suas métricas de engajamento e, portanto, suas classificações de SEO no YouTube. Ao marcar seu conteúdo em uma série de episódios, você torna mais fácil para o usuário final consumir seu conteúdo – e de alguma forma os incentiva a assistir ao próximo vídeo. Na verdade, uma estratégia popular com esse tipo de série de vídeos é agrupá-los em uma lista de reprodução que torna mais fácil para o usuário continuar sua sessão de exibição.

O conteúdo duplicado do YouTube é diferente do conteúdo duplicado do Google?

Em essência, não, conteúdo duplicado é o conteúdo em qualquer formato (seja texto, imagem, vídeo …) que é copiado / reutilizado de um lugar para outro sem que nada de valor seja adicionado a ele.

Existem, no entanto, três diferenças entre o conteúdo duplicado no YouTube e no Google:

1. Como o conteúdo duplicado é descoberto

O Google pode, para a maior parte do conteúdo, confia em seu algoritmo 100%, pois o código é confiável e seu algorítimo já foi amplamente discutido e estudado. É por isso que você raramente ouve falar de pessoas que relatam conteúdo duplicado de sites ao Google (simplesmente não é necessário). No YouTube, entretanto, as coisas ficam um pouco mais complicadas. Como o algoritmo ainda não é inteligente o suficiente e não é capaz de realmente ver o conteúdo visual, critérios diferentes precisam ser usados ​​para comparação. O algoritmo deve comparar o tamanho, o formato em que o vídeo foi carregado, a taxa de quadros, a forma de onda do áudio, o tipo de codificação, etc. É por isso que o YouTube depende mais dos usuários que relatam canais e sinalizam o conteúdo como duplicado manualmente.

2. Quais são as consequências de ser sinalizado por conteúdo duplicado

A segunda diferença está nas consequências. O Google considera o conteúdo duplicado muito mais leve do que o YouTube. O conteúdo duplicado em seu site pode afetar sua classificação, mas penalidades severas são raras.

O YouTube, por outro lado, não vai pensar duas vezes antes de desmonetizar seu canal, removendo-o do Programa de Parcerias do YouTube e removendo o Superchat de seu canal.

3. Quem é o proprietário do conteúdo

O conteúdo duplicado no Google pode acontecer tanto no seu próprio site quanto se você copiar o conteúdo de terceiros. No YouTube, isso é um pouco diferente – aqui, geralmente você copia conteúdo de outros canais que é penalizado.

O YouTube trata o conteúdo duplicado da mesma forma que o Google e isso influencia as classificações?

Sim, o YouTube trata o conteúdo duplicado de maneira semelhante ao Google e isso afetará a classificação do seu vídeo, pois o vídeo não será mais listado nas páginas de resultados.

É importante mencionar, no entanto, que embora o Google possa pagar uma penalidade ao seu site por causa do conteúdo duplicado, as consequências nunca serão tão graves quanto o YouTube que remove o conteúdo e (às vezes) o canal inteiramente.

Como evitar penalidade de conteúdo duplicado no YouTube

como evitar penalidade de conteúdo duplicado no YouTube

Conteúdo duplicado é qualquer conteúdo que é copiado sem qualquer valor adicional sendo adicionado. E o YouTube e o Google têm tudo a ver com o valor.

Sejamos honestos – o YouTube é baseado em vídeos de reação e comentários em vídeo. Esses vídeos em grande parte emprestam os recursos visuais de outros canais e fontes – sejam clipes de filmes / programas de TV, filmagens de jogos, vlogs ou outro conteúdo. Mas, enquanto houver uma narrativa ou comentário adicionado a ele, ele não será sinalizado como duplicado.

Aqui estão algumas dicas para evitar ser sinalizado por conteúdo duplicado.

  1. Adicione comentários (exemplo – vídeos explicando tudo o que há de errado com um filme)
  2. Mostre que você está no vídeo, comentando e aparecendo no vídeo (exemplo – vídeos de reação)
  3. Não use músicas que tenham direitos autorais, use músicas gratuitas do YouTube
  4. Use as descrições com sabedoria – explique o que você está tentando alcançar com o vídeo e por que parte do material é reutilizado

Ou você pode apenas fazer conteúdo original. Apenas dizendo 😛

O que acontecerá se meu vídeo do YouTube for sinalizado como conteúdo duplicado?

Se o seu vídeo do YouTube for sinalizado por conteúdo duplicado, você receberá um e-mail notificando-o primeiro. Por correio, o YouTube irá informá-lo sobre o que acontece a seguir. Pode ser que eles dêem uma parte da receita do vídeo ao proprietário dos direitos autorais, digam para você retirar o vídeo ou editá-lo e reenviá-lo ou podem estar desmonetizando seu canal por completo. Siga as instruções no e-mail e, se tiver mais perguntas, consulte este artigo para obter ajuda.

Geralmente, existem vários cenários / resultados que serão determinados com base no que sinalizou como conteúdo duplicado. Esses são:

  • O vídeo pode ser desmonetizado
  • O vídeo pode ser removido
  • O canal pode ser desmonetizado (removido do Programa de Parcerias do YouTube)
  • O canal pode ser removido do YouTube

Considere que, como qualquer outro algoritmo, o YouTube provavelmente mantém o histórico de seu canal e permite apenas que muitos “erros” sejam cometidos. Isso significa que ser continuamente sinalizado pelo YouTube resultará em uma penalidade em seu canal.

O que devo fazer se alguém copiar meu vídeo do YouTube um a um?

Se alguém copiou seu vídeo do YouTube um a um, o YouTube tem sistemas para ajudar criadores de conteúdo como você a manter seu conteúdo original e propriedade intelectual. Se alguém copiar seu vídeo do YouTube um a um (ou mesmo parcialmente), você pode enviar uma reclamação de direitos autorais e iniciar uma remoção.

Aqui está um processo passo a passo sobre como denunciar ao YouTube vídeos que copiaram você ou roubaram seu conteúdo:

1.Clique nos três pontos (…) para obter mais opções e escolha Denunciar

2. Escolha “viola meus direitos” e escolha “problema de direitos autorais” na caixa suspensa

3. Clicar em próximo o levará para Enviar um aviso de remoção de direitos autorais

Se o canal cujo vídeo você está denunciando copiou vários vídeos que pertencem a você, envie uma reclamação para tantos quantos puder e denuncie o canal. 3 violações de direitos autorais válidas dentro de 3 meses encerrarão o canal.

Esta é uma ação legal (não no sentido de ser bacana, aqui no sentido de ter valor diante a lei), portanto, leve este processo a sério e certifique-se do que está denunciando. Fazer reivindicações falsas pode resultar na suspensão de sua própria conta.

O que acontece se você tiver o mesmo vídeo em dois canais do YouTube?

Se você conseguir enviar o mesmo vídeo em dois canais do YouTube, o segundo vídeo será sinalizado como conteúdo duplicado e você pode até ter seu canal removido.

No entanto, na realidade, o sistema de ID do conteúdo implementado deve impedir que você faça o upload.

Isso pode ser um problema se você tiver 2 canais que agora decidiu mesclar ou se estiver movendo o vídeo de um canal para outro. Para fazer isso, baixe os vídeos que deseja mover. Tente enviá-los para o novo canal. Se você receber um erro duplicado durante o upload, será necessário encerrar o canal antigo antes de tentar novamente. Mesmo se não houver erro durante o upload, certifique-se de limpar o canal antigo o mais rápido possível para evitar que o novo canal seja removido.

O que acontecerá se meu canal do YouTube for removido devido a conteúdo duplicado? O que posso fazer a respeito?

Se o seu canal for removido por causa de conteúdo duplicado, isso significa que você infringiu os direitos autorais (normalmente outro usuário ou vários usuários o denunciaram manualmente). Às vezes, o canal não é totalmente removido, mas removido do Programa de Parcerias do YouTube (ou seja, desmonetizado) Se isso acontecer, o YouTube recomenda que você edite ou remova o conteúdo do vídeo em questão para que esteja em conformidade com os padrões. Você tem 30 dias para cumprir as políticas do YouTube e reenviar sua inscrição para o Programa de Parcerias do YouTube. Feito isso, o YouTube analisará sua inscrição manualmente e, se você cumprir os padrões e diretrizes, seu canal será restaurado. Você sempre pode atualizar seu vídeo usando o YouTube Studio ( clique aqui para acessar o editor ).

Seu próprio conteúdo pode ser duplicado no YouTube?

Em primeiro lugar, você não poderá enviar o vídeo exato duas vezes, pois o algoritmo irá sinalizá-lo quando você tentar carregá-lo. Quanto às descrições de vídeo, miniaturas, cópias parciais de seus vídeos anteriores e atualizações – contanto que todo o conteúdo seja totalmente seu, o YouTube deve lidar com isso de forma muito mais leve do que normalmente. Em qualquer caso, você deve estar muito mais seguro de relatórios manuais de outros usuários.

Se você quiser ter certeza de que seu vídeo não será sinalizado, pense exatamente no que seus seguidores estão ganhando com este vídeo. Lembre-se de que o YouTube tem tudo a ver com valor agregado.

Para uma solução rápida:

  • Faça alguma edição nas partes copiadas
  • Adicione sua voz ou esteja presente na tela
  • Dê contexto no vídeo ou na descrição do vídeo

Há mais informações sobre isso na resposta a “Como evitar penalidade de conteúdo duplicado no YouTube?” mais acima neste artigo.

Curiosamente, o YouTube também sabe exatamente qual arquivo você está tentando enviar (provavelmente com base em metadados). Isso pode ser visto claramente nos casos em que um de seus vídeos falhou no envio – assim que você tentar reenviar o vídeo, o YouTube irá “gravar” automaticamente o arquivo existente que é mostrado no Editor do YouTube Studio.

Esperamos que agora você compreenda melhor o conteúdo duplicado no YouTube. 

E se você quer apoio profissional par sua carreira de YouTuber, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços.

Fonte: https://morningscore.io/

Como planejar seu conteúdo no YouTube

Caso tenha entrado neste artigo, significa que a sua trajetória no Youtube está começando. O caminho não é fácil, mas não significa que você vai deixar o seu projeto no papel.Neste artigo,você terá acesso ao máximo de informações sobre como planejar o seu conteúdo no Youtube.

Como alcançar seus objetivos na plataforma ?

Para atingir seus objetivos no YouTube, não é suficiente apenas criar um canal e postar de vez em quando. Assim como criar conteúdo para qualquer plataforma, o planejamento é fundamental! Portanto, hoje, vamos apresentar guias de criação passo a passo, scripts e ideias para tópicos de vídeo.

Antes de definir o conteúdo a ser publicado, precisamos entender o processo de compra do consumidor, e o primeiro passo neste canal é a pesquisa. Tendo em mente que o YouTube é o segundo maior mecanismo de pesquisa do mundo, a primeira etapa na definição do conteúdo é entender os problemas, dúvidas ou problemas que o público-alvo deseja resolver e os benefícios que os seus vídeos podem proporcionar .

Outro ponto que deve ser levado em consideração é que não é uma boa ideia usar e abusar dos terríveis “click baits”. Aposte em conteúdos mais fiáveis, onde você possa provar que possui os conhecimentos para ajudar quem assiste. Lembre-se, não existe certo ou errado, tudo depende da sua estratégia. É importante entender qual estilo é mais adequado.Isso será fundamental .

Faça testes com a maior frequência possível

Mesmo com um plano, sabemos que uma estratégia precisa ser verificada na prática. Faça conteúdos variados, sem mudar muito o foco do seu canal. Experimente por exemplo, fazer vídeos com listas (5 coisas que você deve saber sobre…5 maneiras de… E assim vai), vídeos com um tutorial, vídeos gravados em locais abertos e depois em locais fechados e assim por diante. Depois, use o YouTube Studio para ver os números desses vídeos. Com os resultados desses testes, você pode se surpreender ao descobrir que um conteúdo atraente pode exceder suas expectativas, enquanto outro conteúdo parece uma grande aposta, mas os resultados são inferiores ao esperado.

Para criadores e espectadores, a criação de conteúdo de vídeo é um processo de aprendizado contínuo. Espero que essas dicas ajudem você a produzir conteúdo cada vez mais relevante e positivo

Quem você deseja atingir com seu conteúdo ?

A primeira etapa é entender quem criará o conteúdo. Você precisa determinar qual é o seu segmento de público, quem você é e se todos eles correspondem aos interesses do público-alvo.

Com isso, você poderá entender como proceder com o conteúdo do vídeo.

Providencie a maior qualidade possível

O conteúdo em si não deve ser apenas novo, de alta qualidade e fornecer conteúdo interessante, mas também ter um efeito visual.

A produção e edição de vídeos devem estabelecer a experiência do usuário. Imagine começar a assistir algo com imagens pouco nítidas ou problemas de som?

Portanto, não há necessidade de gastar muito dinheiro, mas é ideal usar equipamentos adequados. O cenário também é muito importante, então escolha um local ideal para gravar o vídeo e tenha uma boa iluminação.

Desenvolver programação de conteúdo

Esta é uma das partes mais importantes da definição da estratégia de conteúdo do YouTube. Isso inclui fatores como periodicidade e diversidade, lembre-se disso.

Inove

A diversidade é muito importante para evitar que os usuários percam interesse em seu canal, parem de seguir ou parem de usar seu conteúdo. Porque eles não querem ver o mesmo vídeo toda semana, certo?

Portanto, mescle e aproveite diferentes formatos. Use sua imaginação e criatividade.

Algumas dicas sobre categorias de vídeo são:

  • Ajuda – Este tipo de conteúdo é realizado com o auxílio de buscas que podem ser exibidas no Google. Conte com a ajuda de ferramentas como SEMrush, Google Trends e o próprio campo de pesquisa do YouTube para obter ideias e criar conteúdo para os termos mais pesquisados. Vídeos de tutoriais são os mais comuns
  • Notícias -Você pode comentar notícias sobre um tema que domina. Por exemplo, você pode comentar notícias sobre games (o YouTuber Davy Jones é famoso com esses vídeos), ou sobre política, comportamento (como o YouTuber Izzy Nobre faz) entre outros nichos. Escolha uma temática e vai com tudo!
  • vlogs – este formato é muito popular entre os usuários do YouTube hoje. Nele, você pode contar parte de suas atividades diárias, mostrar todas as suas experiências do dia a dia ou registrar algumas experiências. Isso ajuda a aproximar você, interagir com seus seguidores e permitir que eles o entendam melhor;
  • Unboxing- Você não precisa ter nenhuma parceria com qualquer marca ou empresa. Com este formato, você pode gravar um vídeo ao abrir e usar qualquer produto que você receber ou adquirir. É como um “test drive”, mas também ajuda a orientar os interessados ​​em usá-lo.
  • Fotografia de lapso de tempo – frequentemente usada para transformações, obras, estilos de aparência ou decorações. Este é um vídeo que pode exibir rapidamente um conteúdo que leva muito tempo, assim como você “acelera” o vídeo.

Analise sua concorrência

Ao construir uma estratégia de conteúdo para o YouTube, é importante entender o que canais parecidos com o seu e que fazem sucesso. Isso não é para copiar o conteúdo, mas para te ajudar em tópicos que o público gosta ou não gosta.

Análise e use SEO

Além de usar a pesquisa de palavras-chave para obter conteúdo mais pesquisável, você também deve pesquisar o SEO do YouTube e usar os campos de título, descrição, tags, categoria para processamento estratégico e fazer seu conteúdo aparecer na pesquisa usando técnicas de SEO.

Parcerias são de suma importância

As parcerias podem ajudá-lo a divulgar mais conteúdo, aumentar seu público e aumentar o conhecimento da marca. Você pode convidar outras pessoas para participar de seu canal ou pode convidar os canais de outras pessoas para gravar vídeos especiais. Lembre-se que em geral, YouTubers gostam de fazer vídeos juntos quando o tema e o público são parecidos. Então não pense que se seu canal acaba de começar, você poderá gravar com grandes YouTubers. Vá devagar e sempre, que dá super certo! Procure quem for parecido com o perfil do seu canal.

Espalhe a palavra!

As pessoas precisam saber que seu vídeo existe. Além de ter uma estratégia de palavras-chave e título claramente definida, você também pode promover o desenvolvimento do seu público por meio da divulgação de vídeos nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn) a partir do conteúdo.

O ideal é você começar a divulgação de seu vídeo logo depois de postar ele, porque isso vai te ajudar a que seu vídeo seja recomendado pelo YouTube.

Se você precisa de apoio profissional para sua carreira de YouTuber CLIQUE AQUI

IMG_256

Como escolher um influenciador para a sua campanha?

IMG_256

O trabalho bem feito de um influenciador digital pode gerar uma conversão bem positiva para o seu negócio. Mais como qualquer estratégia que vinculo ao marketing é crucial se atentar há alguns pontos para que ser obtenha sucesso.

Um dos pontos de atenção é o PERFIL DO INFLUENCIADOR DIGITAL ESCOLHIDO. A escolha certa, na hora certa, no momento certo vai influenciar o desenvolvimento da sua marca.

O perfil correto é fundamental para que transmita a mensagem ao seu público da maneira correta. Portanto, ser você tem pensado em aplicar o marketing de influencia no seu negócio, é importante ter atenção nas seguintes dicas:

Quando falamos sobre influenciadores, número de seguidores não pode ser levado como quesito de boas referências.

É natural que você ser baseie que a pessoa é uma boa influence pelo o número de seguidores que ela tem, um grande erro! Pois, quanto maior o número de seguidores, não é garantia nenhuma de sucesso. Antes de olhar o número de seguidores que o influence tem, é legal olha ser o perfil do mesmo vai atender o seu público de divulgação. Personalidade e valores estão atrelados ou melhor aliados a sua marca?

Se basear pelo o número de seguidores do influence não é uma métrica recomendada, é importante que o influence tem algum tipo de conexão com o seu produto ou serviço.

Seu público vai dar valor ao que você está indicado, por ser referência no assunto, por isso antes de sair por aí solicitando que o influence divulgue sobre o seu produto, avalie o perfil do mesmo, veja outros trabalhos semelhantes ao seu e avalie ser a comunicação do mesmo é o suficiente para a sua campanha.

Engajamento com o público será sempre um referencial.

Para que toda a sua campanha gere bons frutos, excelentes resultados o influenciador precisa ter um excelente relacionamento com os seguidores.

Ser popular na web e ter com isso um bom engajamento, verifique ser os post do mesmo impactam um grande público, e veja ser esse impacto é positivo.

Conteúdo que oferecem valor ao público é sempre bem avaliado, recomedado e compartilhado.

Oferecer conteúdos de valor é a CHAVE de SUCESSO de qualquer négocio.

Só tem interação, quando você oferece QUALIDADE, a principal preocupação e responsabilidade de um bom influenciador é entregar qualidade.

Não basta apenas sair por aí fazendo publicações, de nada vai adiantar ser não oferecer qualidade, engajamento e visualizações, ofereça por isso conteúdos relevantes.

Tenha muito bem definido o que você quer.

Estabelecer o objetivo da campanha é fundamental para o sucesso do seu marketing de influência, a busca no mercado por um profissional que é especialista no assunto sempre será a melhor opção.

É outra coisa que você precisa ter em mente é o seguinte, você terá um gasto com o influenciador, seja pagando ou até mesmo através das famosas permuta, quanto maior o número de seguidores e audiencia, mais caro será o influenciador é óbvio.

Porém ressalto novamente, que nem sempre ter o número maior de seguidores é sinônimo de qualidade.

Canal e diversas outras redes sociais

Nem sempre o cara que é referência no facebook será o que tem mais seguidores no instagram, por isso que é extremamente importante ter o seu público alvo muito bem definido, isso será acertivo para a divulgação do seu negócio.

O público alvo vai concentrar as suas ações dentro do marketing, dessa forma você vai criar audiência e engajamento com o seu público.

Tipo de influenciador é importante ter bem definido.

Um bom influenciador é especialista no assunto, por isso podemos definir:

  • Influenciador agitado o que gosta de está em foco a qualquer custo, gosta de ser polêmica.
  • Influenciador jonalista é o que conta fatos reais, passa informações verídicas.
  • Influenciador autoridade é o profissional que fala sobre o assunto com experiência no mercado.
  • Influenciador especialista fala sobre o assunto com propriedade.
  • Influenciador celebridade é capaz de dar um longo alcancer para a marca.
  • Influenciador conector é o que divulga o seu produto usando a marca.

Depois de ter todos os alicerces acima bem definidos, chegou a hora de olhar como anda a sua concorrência.

É um detalhe crucial, depois que você encontrar o influenciador perfeito para fazer a sua campanha, verifique como anda o histórico da campanha escolhida no mercado, usar o mesmo influenciador que a outra marca utiliza, dependendo do seu negócio não é muito recomendado, pois o público pode não ser identificar com a sua marca.

Por isso, cheque tudo isso antes de contratar o profissional, depois de escolhido o seu influenciador, chegou a hora das formalidades.

Você precisa e deve fazer um contrato de prestação de serviço, é importante formalizar. Isso vai dar mais segurança para a campanha para ambos os lados, além de controlar a sua comunicação com o influenciador, pois de fato é uma troca de custo x benefício.

Tenha atenção em todas as particularidades desse contrato, o preço pode variar muito de acordo com a entrega que você pode solicitar do influencer, negócio e leve em consideração todos os critérios, pois será essa personalidade que vai impulsionar o alcance ou melhor as fronteiras geograficas da sua marca.

Espero que essas dicas ajudem a vocês impulsionarem o seu negócio, mais ser precisar de ajudar, nós somos uma assesoria especializada em influencers digitais, acesse o nosso site e confira hoje mesmo os nossos serviços www.warpmedia.com.br/servicos juntos podemos romper as barreiras da sua carreira.

como começar no youtube

O que você precisa saber antes de começar a preparar o seu canal no YouTube

como começar no youtube

Para muitas pessoas principalmente quem está iniciando, organizar uma biblioteca de conteúdos é uma tarefa bem assustadora. Uma das coisas mais importantes que você precisa saber para criar um canal no youtube de sucesso é compreender o seu público e entender o que eles acham valioso.

O conteúdo em vídeo pode ajudar muito a trazer um grande referencial para o seu negócio, reforçando o crescimento até mesmo da sua marca. Além de ser uma maneira valiosa de educar as pessoas e ser conectar ao mundo, pois na web não existe fronteiras geograficas.

Para te ajudar a pensa fora da caixa e desbloquear a sua mente para esse mundo incrível, montamos algumas dicas que vai te fazer pensar no youtuber como ferramenta de negócio.

  1. Aonde você deseja chegar? Já pensou nisso?

Antes de criar o seu canal, você precisa pensar onde você quer chegar, qual é o seu foco como youtuber? ISSO vai decidir o tipo de conteúdo e o público certo para as suas publicações.

Ter objetivos em mente vai ajudar a criar conteúdo certo para o seu público, se concentre o que é útil ao seu engajamento, seus expectadores vai associar a você em uma referência de credibilidade.

  • Crie o seu canal

O mais importante ao criar o seu canal é pensar no nome do seu canal, pois ele que vai promover o seu negócio, é vai facilitar que a sua audiência encontre o seu negócio.

É importante que você ponha no seu canal personalizada, então exponha nos seus conteúdos a sua logomarca, a imagem deve representar você de maneira profissional.

Na sessão é o oportunidade que você tem de expor ao seu público quem você é, lá podemos colocar informações de contato, redes sociais para que as pessoas que vão te seguir o encontre mais facilmente, neste local você pode conectar o site da sua empresa.

Seu canal deve ter uma arte muito bem personalizada, certifique-se que essa arte é original, caso não seja cuidado com os direitos autorais.

  • Se divirta-se e faça vídeos

Essa é uma das partes mais divertidas na criação do seu canal, reuna tudo o que você precisa e chegou a hora de entrar em ação, mesmo pelo o telefone dar para fazer excelentes produções, é importante pensar que o seu conteúdo deve ser útil ao público.

Transpareça confiança e divirta-se, se você não está ser divertindo, seu público também vai ser divertir, tenha neste momento empatia.

  • Tenha uma lista de reprodução.

Depois de criar seus conteúdos em vídeos, agrupe a sua lista de produção no seu canal. Isso te ajudar é muito a posicionar seus conteúdos em vídeo no Google.

Além de incentivar as pessoas a assistirem seus conteúdos, pois o trabalho da lista e exatamente despertar a curiosidade nos seu expectadores a assistir todos os seus vídeos, assim você consegue categorizar de maneira organizada seus conteúdos.

  • Compartilhe seus conteúdos

Seus vídeos podem ser engajar e posicionar no youtube sozinho, mais isso não impede que você divulgue através de outros canais, como facebook, twitter, linkedin, google+, Pinterest e até mesmo no Instagram, todo esse público vai apreciar o seu conteúdo, faça que o mesmo chegue até eles, então invista pesado em divulgação.

Não se esqueça ao final dos seus videos ou início do mesmo pedir o seu público para assinar o seu canal, essa é uma forma de fazer com o que os seus conteúdos chegue a eles.

  • Esteja envolvido com o seu tráfego

Não basta fazer o upload do vídeo e pronto, verifique ser o mesmo está tendo comentários, curtidas e interações do seu público. Não é somente o seu público que vai aprender com você, você também aprende com eles, todos comentários que você recebe nos seus vídeos e uma oportunidade de criar mais proximidade com o seu público.

  • Use o Google+ ao seu favor

Isso permite que todos os seus comentários recebidos apareça também como referência no google+, todos os comentários gerados são centralizados dessa forma para o local.

  • Verifique sempre o seu canal.

As anotações é uma excelente estratégia para promover outros conteúdos do seu canal, aproveite os recursos de maneira estratégica, descubra o que as pessoas gostam e querem aprender.

Use o youtube como uma página ativa de capturação de leads e contato constante com o seu público, se você tem um blog com bastante conteúdo de valor, porque não link o seu perfil do youtube a esse blog, direcione tudo para lá.

Criar um canal no youtube vale a pena?

Sem dúvida, se você quer viver de internet essa é uma excelente opção, um bom começo, desde que você esteja disposto (a) a entregar ao seu público valor. Torna-se autoridade neste enorme mercado com bastante concorrência.

Tudo o que você precisa saber é gerar conteúdo de valor, entregar ao público exatamente o que ele deseja e assim ser especialista, ou melhor autoridade máxima no assunto, dessa forma seu público vai apreciar tudo o que você divulgar nas suas redes sem esforço, envolvendo-se com tudo que é postado por diversas vezes.

Se você quer acalçar excelentes resultados no mundo dos influencers e não sabe por onde começar, somos uma assessoria que vai te ajudar no passo a passo para conquistar o seu sonho, confira um pouco mais sobre os nossos serviços acessando o nosso site  www.warpmedia.com.br/servicos.

Agência de YouTubers: leia isso antes de contratar

Então, você decidiu investir na carreira de influenciador digital, criando conteúdo para o YouTube. Você já leu bastante sobre o assunto, já escolheu uma temática para seu canal e o nome também.

E como você quer que seu canal funcione como uma empresa, você viu que o ideal é trabalhar com uma equipe, de preferência, composta por profissionais. Mas o que uma agência de YouTubers pode ou não fazer por você?

O que uma agência de YouTubers NÃO faz (nem deve prometer):

  • Resultados “mágicos”: mesmo contratando profissionais, você deve desconfiar e muito de profissionais e agências que te prometam que você vai ter resultados rapidamente, logo no primeiro mês.
    Antes de crescer, um canal precisa estar bem estruturado. Muitas pessoas nos procuram pedindo para “divulgar” seu canal, pensando que é isso que falta para o canal crescer. Ledo engano! Nós já comentamos aqui no blog e vamos falar novamente. Se seu canal precisa melhorar coisas importantes como conteúdo e edição, divulgar ele vai ser a pior coisa que você pode fazer. Vai apenas mostrar pra mais pessoas o ruim que é seu canal no momento. Então o primeiro a se fazer é “arrumar a casa”, e aí com tudo bem estruturado, arrumado e bem definido, fazer divulgação.
    Nenhuma agência responsável pode prometer que em poucos dias seu canal, sem importar como ele esteja agora, vai crescer bastante. Desconfie de quem te prometer isso!
  • Ter criatividade por você: isso infelizmente é um problema frequente. Há pessoas que imaginam que a agência tem que fazer o conteúdo dele, não apenas dar ideias, mas desenvolver a matéria, cabendo ao cliente apenas apresentá-lo em seu canal.
    Lembre-se que um influenciador digital é também chamado de “criador de conteúdo” por uma razão, e sabe qual é? Criar conteúdo! Nós já escrevemos aqui como você pode fazer para ter ideias para conteúdos, se perdeu esse artigo, você pode clicar AQUI para ver. A responsabilidade por criar conteúdo é sua como influenciador. A equipe da agência pode e deve te orientar sobre os melhores temas, mas o conteúdo em si deve partir de você, sempre. É parte de seu trabalho!
  • Garantir prazos para que seu canal monetize ou vá “do zero ao sucesso”. Sabe a razão disso? Simples, em primeiro lugar cada canal tem um amadurecimento único. Aliás uma coisa que você nunca deve fazer é comparar o crescimento do seu canal com outros, principalmente se o tema do outro canal não for relacionado ao seu. Mas isso é assunto para outro artigo. O ponto é que um canal, devido a uma série de fatores (carisma do apresentador, conteúdo estar em alta, ganhar visibilidade em outros meios importantes de comunicação, etc) pode viralizar e se tornar popular rapidamente. Um exemplo interessante é o canal Treta News, que no primeiro ano de existência atingiu a marca de 1 milhão de inscritos. Por outro lado, conhecemos influenciadores muito bons que hoje tem mais de 3 milhões de inscritos e que levaram 4 anos para atingir 1 milhão de inscritos.
    O que a agência pode e deve fazer é trabalhar com carinho e profissionalismo. Isso garante que seu canal vai crescer sim, mas no ritmo correto e da maneira certa.

O que uma agência de YouTubers PODE e DEVE fazer

  • Ser transparente com seu cliente, sempre. A melhor coisa é trabalhar sem esconder opiniões importantes, ou pareceres que podem fazer diferença, mesmo que sejam incômodos. Como profissionais, nós temos que informar a você quando tudo vai bem, assim também como quando algo não vai bem no seu projeto. Só assim haverá base para melhoras. Então, se há algum problema, seja com alguma coisa nos vídeos, seja com algo relacionado a estratégia ou qualquer outra coisa, isso precisa ser comentado com você, sempre.
  • Orientar, sempre! O que mais o cliente precisa é de orientação, inclusive, é pra isso mesmo que a agência existe. E isso deve ser constante. Um cliente não pode ser abandonado por sua agência, contatado apenas de vez em quando e de maneira superficial.
  • Se guiar por um plano de comunicação, que deve ser revisto e ajustado sempre que for necessário. Isso garante que o atendimento seja bem planejado e bem executado, gerando satisfação para o cliente.
  • Oferecer equipe com várias habilidades. Isso permite que seu canal seja cuidado em todos os aspectos.

Aqui na Warp, fazemos assim…

Aqui na Warp Media, nossa meta é cuidar do sonho de pessoas. Quem nos procura tem o desejo de, ou começar a realizar seu desejo de se tornar influenciador, ou de se profissionalizar como influenciador. Seja como for, veja os serviços que oferecemos a nossos clientes:

  • Edição de vídeos
  • Desenvolvimento de capas para vídeos e outros elementos gráficos
  • Suporte para desenvolvimento de temas para seu canal
  • Otimização dos vídeos, com técnicas modernas de SEO (Otimização dos motores de busca)
  • Campanhas de divulgação do seu material
  • Gerenciamento de suas redes sociais
  • Conectamos seu canal com possíveis anunciantes
  • Assessoria de comunicação.

Bem, se você está lendo esse artigo, pode ser que você esteja pensando em procurar ajuda profissional. Quer conhecer nossos pacotes de serviço? CLIQUE AQUI para ver. Vamos trabalhar juntos!

Quer anunciar com um Youtuber? Veja esse artigo primeiro

Se você está lendo este artigo, provavelmente é porque você tem interesse em anunciar em algum canal no YouTube. Você já viu que canais no YouTube são locais interessantes para campanhas publicitárias, já leu sobre o poder dos influenciadores digitais e está convencido de que eles podem gerar bons resultados para sua empresa.

Mas apesar disso, muita gente que tem interesse em anunciar no YouTube não tem ideia de como os “contratados” (os YouTubers) lidam com os anúncios em seus canais. Pensando nisso, decidimos escrever esse artigo, para você, que pensa em anunciar no YouTube mas não tem ideia de valores, de maneiras de anunciar, enfim, você está meio “cru” nesse assunto. Então vamos amadurecer aqui as ideias! (Trocadilho infame, ok)

Quanto custa anunciar no YouTube?

Essa pergunta não é fácil de responder. Dá muita vontade de dizer um “depende”, mas você já deve estar cansado de ler isso pela internet a fora. Então vamos comentar como funciona isso.

Em primeiro lugar, quando falamos aqui sobre anunciar no YouTube, não nos referimos aos anúncios nativos do YouTube, dentro do Google Ads. Os anúncios do próprio YouTube funcionam com outra mecânica e nesse artigo vamos nos concentrar nos anúncios que você pode fazer diretamente com um YouTuber em seu canal, certo?

Cada YouTuber tem sua própria visão de valores, que, infelizmente, em muitos casos é baseada em quanto eles acham que valem seus canais, que nem sempre condiz com a realidade. Alguns YouTubers cobram certo valor porque conhecem amigos de YouTube com perfil parecido com o deles, que cobra esse mesmo valor. Então, na lógica deles, o canal deles pode cobrar o mesmo valor.

Aqui na agência, já aconteceu (e de vez em quando ainda acontece) de algum YouTuber nos dizer assim: “o canal tal, que também fala do mesmo assunto que eu cobra tanto, então eu também posso cobrar”. Acontece que o tal canal que ele menciona tem uma audiência muito maior que a dele, então se justifica cobrar mais. Outros às vezes dizem que como seus canais tem tantos inscritos, então ele pode cobrar o valor que quer.
Enfim, muitos YouTubers levam em conta mais o número de inscritos que o número de visualizações que seus vídeos têm.

Isso vai fazer com que você, que quer anunciar, encontre preços bem discrepantes. Um canal cobrando por exemplo R$1.500,00 para fazer um anúncio e outro, com menos visualizações porém mais inscritos pedindo R$2.500,00. Parece incrível isso né? Detalhe: nesses exemplos, estamos considerando canais que tem acima de 1 milhão de inscritos, apesar que existem canais com menos que isso que cobram valores parecidos.
Canais com nichos muito específicos, como finanças pessoais ou turismo por exemplo, podem trabalhar com valores um pouco mais diferenciados, mesmo não contando com o famoso milhão de inscritos. Isso devido a que eles falam para um público muito específico, e portanto em teoria, um anúncio direcionado a esse público será muito mais eficiente que um anúncio em outros canais, que podem ter um público mais amplo.

Mas, aqui, trocando em miúdos, vamos listar aqui alguns pensamentos que muitos anunciantes principiantes podem ter e que não funcionam na prática:

  • Posso anunciar com um YouTuber, pagando entre R$100,00 a R$300,00. Pode até ser que você encontre um canal que cobre esses valores, mas isso na prática quase não existe. Os influenciadores digitais cobram segundo seu público, e geralmente seguem padrões já estabelecidos no mercado. Além disso, um anúncio com um canal significa falar de maneira direta com um público que se você escolheu o canal certinho, vai ter muito mais oportunidades de vender seu produto ou serviço.
    Por isso, o anúncio tende a ser mais eficiente. E por isso mesmo, é mais “caro” que outras formas de anúncio. Se você levar em conta o alcance e as vendas que podem ser geradas pelo anúncio, no entanto, ai você vai ver que o anúncio mesmo custando um pouco mais, vai valer a pena. De qualquer forma, saiba que um canal de porte médio a grande, cobra entre R$500,00 a R$1.500,00 ou mais, para fazer um vídeo falando sobre sua marca.
  • Quero anunciar em um canal oferecendo uma comissão pelas vendas geradas. Entenda que os YouTubers não se consideram vendedores e por isso, salvo pouquíssimas exceções, anunciantes que oferecem comissão como pagamento são extremamente mal vistos por eles, inclusive sendo motivo de piadas. Por mais espetacular que seja seu produto, não ofereça comissões, a menos que elas venham acompanhadas de algum pagamento inicial ou de um produto que você vai enviar ao influenciador como parte do pagamento. Mas oferecer comissão é pedir para ser ignorado pelos Youtubers.
  • Vou anunciar e quero pagar bem, mas só pago mediante resultados. Outro “clássico” entre os anunciantes que não conseguem que nenhum YouTuber lhes dê atenção.
    Imagine o seguinte: você vai contratar um ator famoso para anunciar seu produto na TV. Aí você diz pra ele que vai pagar ele segundo as vendas que o anúncio gerar para você. Você acha que ele vai aceitar sua proposta?
    Claro que não! Um ator, que é em sua essência, um influenciador, entende que o anunciante está usando sua imagem, seu poder de influência, para anunciar. Para melhor entendimento. Se você quiser anunciar num Outdoor. Dá pra pagar ao dono do espaço de acordo com os resultados? Você sabe que não. O que você paga é o uso do espaço.
    O mesmo acontece com influenciadores, digitais ou não. Na prática, você está pagando pelo espaço e pela imagem do influenciador. Se o anúncio vai trazer resultados isso é responsabilidade de muitos fatores, principalmente se o produto tem mesmo a ver com o influenciador. Um anúncio num canal é o aluguel de um espaço e de uma imagem. Lembre-se disso.
    Agora, como medir resultados de uma campanha feita com um canal? Disso trataremos num artigo futuro. Não perca!

É caro anunciar com YouTubers?

Vamos fazer umas contas rápidas aqui. Quanto você pagaria para um potencial cliente ver seu anúncio? Quanto você acha interessante? Qual o menor preço possível por uma visualização feita por uma pessoa que tem perfil para comprar teu produto? Vamos pensar aqui num canal com 1 milhão de inscritos e que tem a média de 150.000 visualizações por video. Esse canal está pedindo a você R$1.500,00 para anunciar seu produto. Sabe quanto dá o custo de cada visualização?

Veja 1.500/150.000= 0,01.

Um centavo por visualização! Isso é caro para você? Saiba que dificilmente você consegue esse valor por visualização, se fizer qualquer outro tipo de anúncio na internet em geral. Mas com influenciadores digitais você consegue. Tá vendo?

Claro, influenciadores podem pedir menos ou mais. Como comentamos, isso varia bastante. Então, como escolher bem o canal para anunciar?

Como escolher um canal para anunciar

Primeiro, procure por canais que realmente tenham a ver com seu produto ou serviço. Não se deixe levar pelo “tamanho” do canal, a menos que seu produto seja de aceitação ampla e muitos perfis possam ter interesse nele, como acontece com marcas de refrigerante famosas, por exemplo.
Então, se você quer anunciar um computador por exemplo, procure canais que falam sobre tecnologia e computadores. E nem pense em anunciar roupas em canais de culinária!

Analise as visualizações, esqueça a quantidade de inscritos. Lembre-se que o que vai ajudar a vender seu produto é a quantidade de pessoas que verem seu anúncio, não a quantidade de inscritos que o YouTuber tenha. Inscritos na prática, servem apenas para ego. E ego geramente não vende.

Veja também a interação nos vídeos por parte do público. Os vídeos tem muitos comentários? Os vídeos recebem muitos “likes”? Se sim, isso é sinal de que as pessoas gostam de interagir com o conteúdo. Isso mostra que elas se importam com o que o YouTuber está dizendo. E se ele estiver falando sobre sua marca, então isso pode ser muito bom, certo?

Nem sempre os “grandes canais” são a melhor opção. Como comentamos, muitos YouTubers cobram de acordo com o que acham que vale a quantidade de inscritos que seus canais têm. Mas o que vale para você, anunciante, é a quantidade de pessoas que vai ver seu anúncio.
Por isso, vale a pena ver também opções de canais que tenham menos inscritos, mas muitas visualizações. Atualmente, existem canais por exemplo, com 50 mil inscritos que conseguem ter mais visualizações que muitos canais de 1 milhão de inscritos. E muitas vezes, esses influenciadores costumam cobrar menos e trazer mais resultados. Lógico, nunca descarte anunciar num grande canal, se ele mostrar que tem capacidade de trazer resultados expressivos para você.

Tipos de anúncios comuns com YouTubers

Menção em vídeo: nesse modelo de anúncio, seu produto ou marca é mencionado em algum momento num vídeo do YouTuber, geralmente no início, mas pode ser também no meio ou final do vídeo selecionado para receber o anúncio. Geralmente as menções em video duram entre 30 segundos a 1 ou 2 minutos. Costumam ser mais baratas em comparação com os vídeos dedicados

Videos dedicados: são vídeos em que seu produto vai ser destaque. Pode ser uma análise de seu produto, um “unboxing” (o YouTuber vai desembalar seu produto e registrar suas primeiras impressões) ou um vídeo em que o influenciador vai mostrar curiosidades sobre seu produto. Em outras palavras, vídeos dedicados são vídeos em que seu produto vai aparecer praticamente do começo ao fim do vídeo. Então são mais caros de anunciar, mas podem ser extremamente persuasivos para convencer o público a comprar seu produto.

Recebidos: muito popular principalmente em canais de beleza e estilo de vida, é um tipo de video dedicado, em que o influenciador vai mostrar os produtos que recebeu do anunciante. Em alguns casos, os YouTubers aceitam os produtos como parte ou como o pagamento total pelo anúncio. Isso pode ser interessante para você, em termos de custo e resultado, mas depende muito do produto a ser anunciado também.

Banners: um canal pode criar uma imagem promovendo sua marca ou produto e exibi-la no começo dos vídeos. Às vezes o banner pode aparecer em momentos durante o vídeo também. Esse tipo de anúncio geralmente é mais barato, porque o influenciador não tem que dizer nada sobre seu produto, simplesmente tem que exibir o banner. Em alguns casos eles gravam uma mensagem curta para acompanhar a exibição do banner.

Pago por vídeo, por mês, como funciona?

Você pode escolher! Veja como geralmente acontecem os pagamentos de anúncios:

  • Por vídeo. Você contratou o anúncio, em qualquer formato mencionado acima, para aparecer em apenas um vídeo.
  • Por campanha. Você contratou um pacote de anúncios durante um período de tempo ou em certa quantidade de vídeos.
  • Mensal. Você quer ser patrocinador mensal do canal e que seus anúncios apareçam em todos os vídeos ou quase todos, todos os meses. Esse tipo de anúncio é muito comum com o sistema de banners, e muitas vezes é a opção mais barata também.

Em todos os casos, você deve saber que geralmente o pagamento é feito no momento da contratação e não depois da entrega, no caso dos vídeos por campanha e mensais. Os anúncios por vídeo em muitos casos são pagos depois do anúncio feito, mas mesmo assim o influenciador é quem vai determinar quando quer receber.

Esperamos que essas dicas tenham te ajudado a tomar uma boa decisão. E se precisar, nossa agência está aqui para te ajudar. Entre em contato!

Será que seu canal está sendo sabotado? Descubra aqui como e por quem.

Sempre que se fala em “sabotagem” muitos pensam naqueles filmes de espionagem, onde uma máquina tecnológica é alterada para funcionar mal e causar um enorme dano. Outros pensam em pessoas mexendo em carros, para que explodam, percam o freio ou alguma coisa assim. Fala a verdade, você que está lendo esse artigo pensou em algo assim, não foi?

Bom, nesse artigo aqui não vamos falar nesse tipo de sabotagem não, mas de qualquer forma é um tipo de sabotagem destrutivo. Falamos aqui em sabotagem do seu projeto, do seu sonho, em ter sucesso no YouTube. Mas quem pode estar sabotando esse projeto? Vejamos.

Pensamentos que sabotam sonhos

Isso vai parecer discurso motivacional, mas você precisa saber que pensar de maneira negativa pode acabar com qualquer projeto. Se você começa um canal, já com o pensamento de que “não vai dar certo”, pode ter certeza de que não vai dar certo mesmo!

Às vezes, os pensamentos negativos não chegam no início do seu projeto, mas começam a aparecer depois dos primeiros vídeos postados. Funciona assim: você começa com todo o ânimo, posta seu primeiro vídeo. Aí o vídeo não tem as visualizações que você achava que ia receber. “Tudo bem”, você pensa, é só o começo.

Aí você posta o segundo, terceiro, quarto….Dez vídeos são postados e você vê que o número de pessoas que viram os vídeos é muito baixo. Será que tem algo errado? Nos próximos vídeos, seu ânimo já não é o mesmo. Você grava “por gravar” e já nem liga muito em postar o vídeo nas suas redes sociais.

Depois de 5 vídeos mais postados, agora você já não consegue postar toda semana, como fazia antes. “Afinal, não faz diferença”, é o que você pensa. Tempos depois, você posta uma vez por mês, e depois deixa de postar. Seu canal, seu projeto e seu sonho foram brutalmente assassinados pelo pensamento negativo!

Pensamento negativo não serve pra nada

Nós já falamos várias vezes que o segredo do sucesso no YouTube é consistência e persistência. No começo, todos os canais não tem muita visualização. E dependendo do tema do canal, pode levar menos ou mais tempo para que as pessoas descubram seu canal e comecem a ver e a recomendar. Claro, isso pensando que você produz conteúdo realmente bom e relevante, certo?

É preciso muita paciência para ver um projeto, como o de ter um canal de sucesso no YouTube acontecer. Pode levar vários meses ou até mais de um ano, para que você consiga resultados interessantes com seu canal. Mas uma coisa não pode acabar nunca: seu entusiasmo.

Como vencer pensamentos negativos

Lembrando que aqui não é um tratamento psicológico. Vamos focar nos pensamentos negativos ao se criar e manter um canal, ok?

O segredo principal é você já começar o projeto, sabendo que ele precisa de um prazo para começar a madurar e gerar frutos. É um investimento a médio ou até longo prazo. Então, nada de imediatismo, nada de pensar que o sucesso tem que vir bem rápido, porque ele geralmente NÃO vem.

Outra que vai te ajudar é fazer um check list de controle de qualidade, para ver se você está fazendo tudo certinho. Verifique se esses itens estão certinho no seu canal:

  • O canal tem um tema central e os vídeos focam nesse tema?
  • Você tem uma agênda com tudo o que precisa fazer durante a semana, relacionado a seu canal?
  • Você posta todas as semanas, sem falta, no mesmo dia e horário?
  • Os títulos dos vídeos são chamativos?
  • Você usa e abusa de TAGs nos seus vídeos, TAGs que têm a ver com o título dos vídeos e não apenas com palavras soltas e sim com expressões? Exemplo: como fazer bolo de limão em lugar de “bolo”, “limão”.
  • Sua postura nos vídeos é positiva? Você se comunica bem?
  • Você tem roteiro para seus vídeos?
  • A qualidade da gravação é satisfatória?
  • Você usa o campo de descrição, dos vídeos com um texto bem relacionado ao título do vídeo e com as TAGs?
  • Você fala pra todos seus conhecidos e amigos sobre seu canal, sempre?
  • Você estuda sempre sobre o funcionamento do YouTube?

Se você tiver essa lista acima toda com um “ok”, então fique tranquilo. Você está fazendo tudo certinho, e agora você deve ter paciência. E persistência. Manter o foco e seguir adiante com seu sonho/projeto.

Preguiça: a destruidora de sonhos

Com certeza, dá pra dizer que a preguiça é responsável pelo assassinato da maioria dos sonhos das pessoas. Mas vamos falar aqui sobre como a preguiça pode destruir seu projeto/sonho de ser um grande YouTuber de sucesso.

Chegou o dia de você gravar. Mas nesse dia, você já teve um montão de coisas que teve fazer. E você está cansado. Muito cansado. E é dia de gravação. E agora? Você prefere descansar o resto do dia, relaxar jogando algo do seu agrado ou simplesmente dormir?

Resista à tentação! Se você determinou uma tarefa relacionada a seu canal para hoje, então ela tem que ser realizada hoje, sem falta. Se você ceder, “só por hoje”, isso pode dar margem pra você ceder cada vez mais, e com isso seu canal é deixado de lado, e seu sonho de ser um grande YouTuber também.

Não tenha preguiça de gravar, não tenha preguiça de editar, não tenha preguiça de trabalhar para que seu canal seja um sucesso. Você é o principal responsável pelo sucesso ou fracasso desse projeto.

Esperamos que nada nem ninguém sabote seu sonho de ser um grande YouTuber. E se você precisar de ajuda profissional, somos uma agência de YouTubers e podemos ajudar. CLIQUE AQUI para conhecer nossos serviços.

10 passos para ser tornar um Digital Influencer

Como o marketing de influência é eficaz, o marketing de influência se tornou uma prioridade para muitas marcas. Não faltam empresas dispostas a gastar tempo e dinheiro com verdadeiros influenciadores, que conquistaram o sucesso, tornaram-se elas mesmas e atraíram seus seguidores para se juntarem à sua marca. Mas como você cria o tipo de público que a empresa deseja atingir?

  • Foque na sua persona.

Comece a criar conteúdos criativos de forma generalizada, mais nada de agir e nem percar no excesso, para o público já existente, disponibilize conteúdos que possa gerar valor na vida de alguém, e assim as pessoas possam participar, isso vai ter um efeito duradouro e você vai construir o seu público em massa.

  • Compartilhe os seus conhecimentos e dia a dia livremente.

Seja uma pessoa apaixonada por sua história, causa e oferta, assim foque em sabe tudo sobre você, é compartilhe tudo o que aprender de graça, é assim que as pessoas consomem conteúdo, pois isso fera um valor pra elas.

  • Estratégia e procedimento precisam ser seguidos.

Uma boa base precisa ser feita para que você consiga atrair parceiros, gerencie tudo o que faz de maneira estratégica, tenha uma energia criativa e administrativa, isso vai te ajudar muito na hora de criar seus conteúdos.

  • Sua única voz.

Os grandes influenciadores digitais se destacam pelos os conteúdos que entregam e a frequencia disso, quanto mais conteúdo você entregar, mais perfis seguirão você.

  • Tenha um fluxo constante de postagem.

A frequencia de conteúdos gera valor e conexão com o seu público, além de estreitar um bom relacionamento também, é essencial que essas publicações sejam feitas constantemente, monte um calendário e gerencie bem isso.

  • Inspire confiança e seja autentico.

Ser você quer enganjar seu público, é essencial ser transparente e autentico, as pessoas querem aprender e você tem que está disposto (a) a ensinar, lembre-se que um social mídia é um figura pública, sua vida é compartilhada quase o tempo todo nas redes.

Sua originalidade é o que vai inspirar autenticidade e confiança.

  • Concentre-se em acompanhar as metricas que importam.

Se você quer ser um bom influenciador, não fique contando seus seguidores, porém utilize ferramentas que controle e gerencie os seus acessos e constância do mesmo, isso é importante para que você saiba ser está indo bem.

  • Seja inteligente, cuidado com a vunerabilidade.

Cuidado com o que fala nas redes sociais, utilizar suas fraquezas é uma ponto importante para aproximar público, mais seja honesto e ao mesmo tempo bem cauteloso, exponha coisas que não queime o seu filme.

  • Jamais pegue atalhos.

Não compre seguidores, não utilize robôs, ou outras formas que sejam mais rápidas para que você chegue onde deseja, seja transparente e construa a sua própria audiência de fato a quem você deseja influenciar.

  1. Jamais arrisque a sua reputação, isso é muito importante.

Confiança e autoridade é o que você precisa construir, não caia em ciladas, você vai ver que com tempo e fazendo tudo certinho sua autoridade nas redes vem.

Mas afinal, o que é ser um influenciador das redes?

Se alguma coisa pode mostrar como o surgimento das redes sociais mudou todas as áreas de nossas vidas. É um influenciador digital. Essa profissão relativamente nova no mercado mostra claramente que quando falamos sobre curtidas, comentários e opiniões, estamos falando sobre coisas que a sociedade está seguindo ou rejeitando.

Porém, em inúmeras publicações, publicações de participação, cooperação e parceria, a pergunta ainda permanece: o que é ser um influenciador? Como é o dia a dia de trabalho neste setor? Com isso em mente, conversamos com alguns especialistas no assunto para entender melhor a verdade por trás da carreira dos influenciadores digitais

Mas, com base no termo influenciador digital (ou literalmente influenciador digital), basicamente uma pessoa tem o poder de influenciar um grupo específico de pessoas. Esses especialistas em mídia social influenciam centenas ou até milhares de seguidores todos os dias com seu estilo de vida, opiniões e hábitos.

Vale destacar que o desenvolvimento do influenciador digital ocorre em proporção direta ao aumento do consumo de informações e produtos na Internet. As marcas aproveitaram esse momento para estar mais presentes e mais próximas do consumidor. Na prática, um influenciador influencia e conquista seguidores e fãs por meio da produção de conteúdo, bem como do uso de mídias digitais (neste caso na maioria das vezes Instagram, Facebook, YouTube ou mesmo blog) como meio de divulgação de informações.

Entenda que os influenciadores estão sempre sob os olhos do mercado.

No entanto, existem muitas coisas sobre os influenciadores que não temos o hábito de seguir. Na verdade, esses são os bastidores dessa carreira. Em primeiro lugar, pode-se ver que a crescente importância dos influenciadores tem afetado várias áreas da indústria. Na verdade, mais do que imaginamos.

Hoje, quando você pensa em lançar qualquer produto ou serviço, um dos fatores que sempre leva em consideração é como ele será aceito na internet e nas redes sociais. Ou mesmo pesquisas de mercado a esse respeito costumam ser realizadas, em grande parte, por meio da Internet e das redes sociais.

Se você quer sabe mais sobre esse incrível mundo dos influenciadores digitais venha conversar conosco que vamos tirar todas as suas dúvidas www.warpmedia.com.br/serviços.