Como planejar seu conteúdo no YouTube

Caso tenha entrado neste artigo, significa que a sua trajetória no Youtube está começando. O caminho não é fácil, mas não significa que você vai deixar o seu projeto no papel.Neste artigo,você terá acesso ao máximo de informações sobre como planejar o seu conteúdo no Youtube.

Como alcançar seus objetivos na plataforma ?

Para atingir seus objetivos no YouTube, não é suficiente apenas criar um canal e postar de vez em quando. Assim como criar conteúdo para qualquer plataforma, o planejamento é fundamental! Portanto, hoje, vamos apresentar guias de criação passo a passo, scripts e ideias para tópicos de vídeo.

Antes de definir o conteúdo a ser publicado, precisamos entender o processo de compra do consumidor, e o primeiro passo neste canal é a pesquisa. Tendo em mente que o YouTube é o segundo maior mecanismo de pesquisa do mundo, a primeira etapa na definição do conteúdo é entender os problemas, dúvidas ou problemas que o público-alvo deseja resolver e os benefícios que os seus vídeos podem proporcionar .

Outro ponto que deve ser levado em consideração é que não é uma boa ideia usar e abusar dos terríveis “click baits”. Aposte em conteúdos mais fiáveis, onde você possa provar que possui os conhecimentos para ajudar quem assiste. Lembre-se, não existe certo ou errado, tudo depende da sua estratégia. É importante entender qual estilo é mais adequado.Isso será fundamental .

Faça testes com a maior frequência possível

Mesmo com um plano, sabemos que uma estratégia precisa ser verificada na prática. Faça conteúdos variados, sem mudar muito o foco do seu canal. Experimente por exemplo, fazer vídeos com listas (5 coisas que você deve saber sobre…5 maneiras de… E assim vai), vídeos com um tutorial, vídeos gravados em locais abertos e depois em locais fechados e assim por diante. Depois, use o YouTube Studio para ver os números desses vídeos. Com os resultados desses testes, você pode se surpreender ao descobrir que um conteúdo atraente pode exceder suas expectativas, enquanto outro conteúdo parece uma grande aposta, mas os resultados são inferiores ao esperado.

Para criadores e espectadores, a criação de conteúdo de vídeo é um processo de aprendizado contínuo. Espero que essas dicas ajudem você a produzir conteúdo cada vez mais relevante e positivo

Quem você deseja atingir com seu conteúdo ?

A primeira etapa é entender quem criará o conteúdo. Você precisa determinar qual é o seu segmento de público, quem você é e se todos eles correspondem aos interesses do público-alvo.

Com isso, você poderá entender como proceder com o conteúdo do vídeo.

Providencie a maior qualidade possível

O conteúdo em si não deve ser apenas novo, de alta qualidade e fornecer conteúdo interessante, mas também ter um efeito visual.

A produção e edição de vídeos devem estabelecer a experiência do usuário. Imagine começar a assistir algo com imagens pouco nítidas ou problemas de som?

Portanto, não há necessidade de gastar muito dinheiro, mas é ideal usar equipamentos adequados. O cenário também é muito importante, então escolha um local ideal para gravar o vídeo e tenha uma boa iluminação.

Desenvolver programação de conteúdo

Esta é uma das partes mais importantes da definição da estratégia de conteúdo do YouTube. Isso inclui fatores como periodicidade e diversidade, lembre-se disso.

Inove

A diversidade é muito importante para evitar que os usuários percam interesse em seu canal, parem de seguir ou parem de usar seu conteúdo. Porque eles não querem ver o mesmo vídeo toda semana, certo?

Portanto, mescle e aproveite diferentes formatos. Use sua imaginação e criatividade.

Algumas dicas sobre categorias de vídeo são:

  • Ajuda – Este tipo de conteúdo é realizado com o auxílio de buscas que podem ser exibidas no Google. Conte com a ajuda de ferramentas como SEMrush, Google Trends e o próprio campo de pesquisa do YouTube para obter ideias e criar conteúdo para os termos mais pesquisados. Vídeos de tutoriais são os mais comuns
  • Notícias -Você pode comentar notícias sobre um tema que domina. Por exemplo, você pode comentar notícias sobre games (o YouTuber Davy Jones é famoso com esses vídeos), ou sobre política, comportamento (como o YouTuber Izzy Nobre faz) entre outros nichos. Escolha uma temática e vai com tudo!
  • vlogs – este formato é muito popular entre os usuários do YouTube hoje. Nele, você pode contar parte de suas atividades diárias, mostrar todas as suas experiências do dia a dia ou registrar algumas experiências. Isso ajuda a aproximar você, interagir com seus seguidores e permitir que eles o entendam melhor;
  • Unboxing- Você não precisa ter nenhuma parceria com qualquer marca ou empresa. Com este formato, você pode gravar um vídeo ao abrir e usar qualquer produto que você receber ou adquirir. É como um “test drive”, mas também ajuda a orientar os interessados ​​em usá-lo.
  • Fotografia de lapso de tempo – frequentemente usada para transformações, obras, estilos de aparência ou decorações. Este é um vídeo que pode exibir rapidamente um conteúdo que leva muito tempo, assim como você “acelera” o vídeo.

Analise sua concorrência

Ao construir uma estratégia de conteúdo para o YouTube, é importante entender o que canais parecidos com o seu e que fazem sucesso. Isso não é para copiar o conteúdo, mas para te ajudar em tópicos que o público gosta ou não gosta.

Análise e use SEO

Além de usar a pesquisa de palavras-chave para obter conteúdo mais pesquisável, você também deve pesquisar o SEO do YouTube e usar os campos de título, descrição, tags, categoria para processamento estratégico e fazer seu conteúdo aparecer na pesquisa usando técnicas de SEO.

Parcerias são de suma importância

As parcerias podem ajudá-lo a divulgar mais conteúdo, aumentar seu público e aumentar o conhecimento da marca. Você pode convidar outras pessoas para participar de seu canal ou pode convidar os canais de outras pessoas para gravar vídeos especiais. Lembre-se que em geral, YouTubers gostam de fazer vídeos juntos quando o tema e o público são parecidos. Então não pense que se seu canal acaba de começar, você poderá gravar com grandes YouTubers. Vá devagar e sempre, que dá super certo! Procure quem for parecido com o perfil do seu canal.

Espalhe a palavra!

As pessoas precisam saber que seu vídeo existe. Além de ter uma estratégia de palavras-chave e título claramente definida, você também pode promover o desenvolvimento do seu público por meio da divulgação de vídeos nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn) a partir do conteúdo.

O ideal é você começar a divulgação de seu vídeo logo depois de postar ele, porque isso vai te ajudar a que seu vídeo seja recomendado pelo YouTube.

Se você precisa de apoio profissional para sua carreira de YouTuber CLIQUE AQUI

como o youtube classifica vídeos sugeridos

Como o YouTube gera e classifica os vídeos sugeridos

como o youtube classifica vídeos sugeridos

Já se perguntou como funcionam os vídeos sugeridos do YouTube? Um vídeo de pesquisa do Google lança luz sobre como ele usa o aprendizado profundo para gerar e classificar os vídeos sugeridos. E nesse artigo mostramos uma análise dessas informações para você.

Até recentemente, a única resposta que consegui encontrar veio de um vídeo no canal YouTube Creators intitulado Como funcionam os vídeos sugeridos do YouTube (em inglês)

Como a descrição de 300 palavras do vídeo explica:

“Vídeos sugeridos são uma coleção personalizada de vídeos que um espectador individual pode estar interessado em assistir a seguir, com base em atividades anteriores.”

Não há como os criadores de conteúdo influenciarem o comportamento anterior de um espectador, mas isso também significa que um canal de esportes pode atrair fãs de esportes.

“Eles são exibidos aos espectadores no lado direito da página de exibição em ‘Próximo’, abaixo do vídeo no aplicativo móvel e como o próximo vídeo em reprodução automática.”

Mais de 70% do tempo de exibição do YouTube vem de dispositivos móveis, então você precisa de uma estratégia que priorize os dispositivos móveis para os vídeos sugeridos.

“Estudos sobre o consumo do YouTube mostraram que os espectadores tendem a assistir muito mais quando recebem recomendações de uma variedade de canais, e os vídeos sugeridos fazem exatamente isso. Os vídeos sugeridos são classificados para maximizar o envolvimento do espectador. ”

Portanto, otimizar seus metadados ainda ajuda, mas você também precisa criar uma abertura atraente para seus vídeos, manter e construir interesse ao longo do vídeo, bem como envolver seu público, incentivando comentários e interagindo com seus espectadores como parte de seu conteúdo.

De acordo com a descrição, os vídeos sugeridos têm mais probabilidade de ser:

  • “Vídeos… que são tópicos relacionados. Eles podem ser vídeos do mesmo canal ou de um canal diferente. ” Em outras palavras, vídeos de esportes para fãs de esportes de seu canal ou de um canal de esportes diferente.
  • “Vídeos do histórico de exibição anterior de um espectador.” A menos que você tenha uma máquina do tempo DeLorean, não há como influenciar o histórico de exibição anterior de um espectador.

A descrição do vídeo também diz aos criadores:

“Você pode ver quais vídeos trazem espectadores para o seu canal a partir dos Vídeos sugeridos no relatório Origens de tráfego (no YouTube Analytics) clicando na caixa ‘Vídeos sugeridos’.”

Sim, sim. Mas a grande maioria se os criadores do YouTube já sabem disso?

Por fim, a descrição inclui as seguintes dicas para criadores:

  • Inclua frases de chamariz fortes em seus vídeos para assistir a outro vídeo de sua série.
  • Persuadir os espectadores por que eles deveriam assistir a outro vídeo de sua série.
  • Esteja ciente de como seus vídeos terminam, pois finais longos podem desencorajar os espectadores de assistir a mais vídeos.
  • Use playlists, links, cartões e telas finais para sugerir o próximo vídeo para assistir.
  • Desenvolva uma série de vídeos que são conectados organicamente.
  • Faça vídeos relacionados a formatos populares no YouTube, como desafios ou listas.

Agora, este vídeo tem 550.000 visualizações.

Portanto, é seguro presumir que várias centenas de milhares de graduados do que antes era conhecido como Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube sabem pelo menos isso sobre como funcionam os vídeos sugeridos do YouTube.

Portanto, isso não lhe dará muita vantagem competitiva.

No entanto, há informações mais detalhadas disponíveis – embora estivessem escondidas com segurança até que uma fonte anônima, que pode ou não ser um Bothan, me enviou um link para onde eu pudesse encontrá-las.

O link me levou a um artigo que havia sido publicado em 15 de setembro de 2016 e agora está arquivado no Google Research.

Este antigo artigo de pesquisa foi escrito por Paul Covington, Jay Adams e Emre Sargin do Google. Chama-se “ Deep Neural Networks for YouTube Recommendations ”.

Como os sistemas de recomendação do YouTube geram e classificam os vídeos sugeridos?

Há um antigo artigo de pesquisa, escrito por Paul Covington, Jay Adams e Emre Sargin do Google. Chama-se “ Deep Neural Networks for YouTube Recommendations ”. Se você está procurando uma vantagem competitiva séria, baixe o PDF e leia este documento de pesquisa por conta própria (em inglês).

Mas vamos incluir os pontos mais importantes desse artigo aqui para vocês.

O artigo deles diz:

“A rede de geração de candidatos a serem sugeridos pega eventos do histórico de atividades do usuário no YouTube como entrada e recupera um pequeno subconjunto (centenas) de vídeos de um grande corpo. Esses candidatos devem ser geralmente relevantes para o usuário com alta precisão. ”

Agora, não podemos otimizar nossos vídeos para o histórico de exibição anterior do espectador – a menos que tenhamos uma máquina do tempo.

Mas podemos criar vídeos direcionados a públicos que o YouTube também usa para direcionar campanhas de anúncios em vídeo.

Em outras palavras, seu vídeo não terminará em um pequeno subconjunto (centenas) de vídeos se for sobre um tópico totalmente diferente de outros vídeos em seu canal ou se for direcionado a um grupo demográfico totalmente diferente do que você tinha no passado.

Ah, e nem pense em criar um novo vídeo direcionado a “fãs de música” se todos os outros vídeos que os assinantes de seu canal assistiram fossem direcionados a “fãs de esportes”.

Como Greg Jarboe comentou em seu artigo: Tendências de plataforma: como a verticalização do conteúdo aumenta o alcance no YouTube e no Facebook , publicado na Tubular Insight em setembro de 2018, meia dúzia de editores pioneiros no digital reconhecem que já estão buscando uma estratégia vertical.

Aqui está a pergunta retórica que ele faz naquele artigo:

“Então, por que todos esses editores segmentariam suas propriedades em vários setores, em vez de apenas colocar uma ampla gama de conteúdo em gigantescos canais horizontais do YouTube? Porque em um ecossistema de vídeo on-line cada vez mais competitivo, você tem mais probabilidade de envolver o público com conteúdo estritamente direcionado a seus interesses especiais do que com uma coleção aleatória de conteúdo que pode ou não agradar a seus interesses gerais. Em outras palavras, é mais inteligente ir fundo do que longe. ”

Isso nos leva à segunda rede neural para classificação.

Covington, Adams e Sargin reconhecem que existem muitas maneiras de classificar os vídeos sugeridos. Mas eles divulgam:

“A classificação por taxa de cliques (CTR) geralmente promove vídeos enganosos que o usuário não conclui (‘clickbait’), enquanto o tempo de exibição captura melhor o envolvimento.”

Portanto, evite usar títulos e miniaturas enganosos, indutores de cliques ou sensacionais.

Sim, eles funcionaram no passado.

Mas, eles seguiram o caminho do dodô (uma ave que foi extinta) uma vez que o YouTube substituiu “visualizações” por “tempo de exibição” em seu algoritmo em outubro de 2012.

Ok, então a segunda rede neural não usa CTR como um sinal. Que outros sinais ele usa?

Os autores do artigo observam que “os sinais mais importantes” incluem:

  • Qual foi a interação anterior do usuário com o próprio vídeo e outros vídeos semelhantes?
  • Quantos vídeos o usuário assistiu neste canal?
  • Quando foi a última vez que o usuário assistiu a um vídeo sobre este tópico?

Covington, Adams e Sargin dizem:

“Esses recursos contínuos que descrevem ações anteriores do usuário em itens relacionados são particularmente poderosos porque eles generalizam bem em itens díspares. Também descobrimos que é crucial propagar informações da geração de candidatos para a classificação na forma de recursos, por exemplo, quais fontes indicaram este candidato a vídeo? Quais pontuações eles atribuíram? ”

Eles acrescentam:

“Recursos que descrevem a frequência de impressões de vídeo anteriores também são essenciais para a introdução de ‘churn’ nas recomendações (solicitações sucessivas não retornam listas idênticas). Se um usuário recomendou um vídeo recentemente, mas não o assistiu, o modelo irá naturalmente rebaixar essa impressão no próximo carregamento de página. Fornecer impressões atualizadas e assistir à história é um feito de engenharia fora do escopo deste artigo, mas é vital para a produção de recomendações responsivas ”.

Covington, Adams e Sargin divulgam:

“Nosso objetivo é prever o tempo de exibição esperado com exemplos de treinamento que são positivos (a impressão do vídeo foi clicada) ou negativos (a impressão não foi clicada). Os exemplos positivos são anotados com a quantidade de tempo que o usuário passou assistindo o vídeo. Para prever o tempo de exibição esperado, usamos a técnica de regressão logística ponderada, que foi desenvolvida para esse fim ”.

Em outras palavras, se você deseja otimizar seu vídeo para os sistemas de recomendação do YouTube, precisa ajudar os espectadores a encontrar os vídeos que desejam assistir e maximizar seu envolvimento e satisfação de longo prazo.

Isso é difícil.

Mas, com mais de 500 horas de conteúdo de vídeo sendo carregado no YouTube a cada minuto, isso é o que você precisa fazer atualmente.

O que isso significa para você?

Significa que você não pode ficar produzindo conteúdos aleatórios, sem um foco de assunto.
Por mais que queira, produzir um conteúdo muito variado, falando “de tudo um pouco”, principalmente se você está num ponto em que precisa muito otimizar as visualizações de seu canal, pode ser uma péssima ideia.

Se você quer ajuda profissional para seu canal, conheça nossos pacotes! CLIQUE AQUI para dar uma olhada.

Com informações do site: https://www.searchenginejournal.com

Tem canal no YouTube? Veja como fazer um roteiro, fácil e rápido

Uma das etapas de criação mais importantes em um vídeo é o roteiro. Em muitos vídeos, tudo parece bem natural e a ação parece acontecer de maneira espontânea. Mas aí que está o ponto. Muitos vídeos, principalmente os bem feitos, são bem planejados também. E se são bem planejados, é porque na produção, esses vídeos seguiram um roteiro.

Então nesse artigo, vamos te contar o que é um roteiro para um canal no YouTube e como você pode fazer um, certinho. Vem com a gente!

O que é um roteiro?

Um roteiro é praticamente um guia que mostra exatamente o que vai acontecer no seu vídeo. Como vai começar falando, o que as pessoas estarão fazendo, todas as ações que acontecem no vídeo e inclusive o que vai ser dito no vídeo, as músicas, memes, enfim, tudo o que você quer mostrar e da maneira em que você quer que apareça, devem estar descritos no roteiro.

Alguns roteiros são bem detalhados, inclusive mostrando o posicionamento dos participantes do vídeo, como deve estar o ambiente (chuvoso, ensolarado, de noite, de dia, etc.), entre outras coisas.

Passo a passo para o roteiro ideal

  • Tenha tudo do roteiro numa folha de papel ou anotado no Word, por exemplo. Não descuide de anotar tudo e ter isso bem registrado pra ser consultado depois.
  • Defina o objetivo do vídeo: se vai ser um trailer para seu canal, se vai ser um vídeo para mostrar uma receita, uma gameplay ou outro. É importante começar o roteiro definindo o objetivo e depois você vai detalhar como esse objetivo vai ser alcançado.
  • Início do vídeo: como seu vídeo vai começar? Pense no local, nas pessoas e nos argumentos iniciais. Aí escreva no roteiro esses detalhes.
  • Conteúdo principal: aqui, você vai escrever todos os argumentos do seu vídeo. E onde você vai “direto ao ponto”. Inclua no texto do roteiro marcações onde você quer adicionar um meme, algum som, alguma música ou fazer alguma edição na imagem, colocar algum efeito especial, algo escrito, alguma imagem, vídeo ou o que você achar necessário.
    Ter esses pontos marcados vai te ajudar na edição do vídeo.
  • Despedida: aqui você vai por o que quer falar para se despedir. Pode incluir algum lembrete ao público, como por exemplo, para que se inscrevam no seu canal e/ou outros.

Perguntas e respostas sobre roteiro

Eu preciso escrever tudo o que vou falar no vídeo?
Você pode fazer isso sim, mas também pode escrever apenas as ideias que quer apresentar, estude as ideias, que você pode escrever na forma de frases curtas que resumem o seu argumento.

Preciso dizer tudo o que está no roteiro?
Precisar não precisa, mas o ideal é você utilizar todas as ideias que estão no seu roteiro. Não precisa repetir cada letra do roteiro, mas a grande ideia de se ter um roteiro é você ter planejado antes tudo o que vai falar. Então valorize isso e se ver que deixou alguma ideia para trás, veja se a ideia era importante e se for, grave outra vez!

Dá pra fazer um roteiro pequeno para um video grande?
Se você puder resumir todas as ideias que quer apresentar em frases curtas, seu roteiro pode ficar relativamente pequeno.

Tenho que fazer roteiro para todos os vídeos?
De preferência sim! Mas é verdade que alguns vídeos podem ser bem produzidos, mesmo sem um roteiro. Um exemplo são os vídeos ao vivo, que apesar de que você pode ter um pequeno roteiro preparado, por ser ao vivo, muita coisa pode ser um pouco improvisada.

Que tamanho deve ter o roteiro?
O suficiente para envolver tudo o que você mostrar no seu vídeo. E, você pode escrever nele apenas as ideias principais do vídeo, ou todos os detalhes, incluindo todas as falas. Isso é com você.

Modelo de roteiro para YouTube

Objetivo: falar sobre seu canal, o “Cozinha X” e convidar o público a conhecer o canal.

Introdução: oi pessoal, meu nome é Fulano e esse é o canal “Cozinha X”.

Conteúdo: aqui no canal, toda semana irei mostrar pra você receitas fáceis e práticas, com tudo o que você tem aí na sua casa. Tenho certeza que você vai gostar! (nota: usar imagens de receitas sendo feitas nesse momento)
então, se inscreva no canal (mostrar uma seta indicando onde), é só clicar no botão vermelho aqui embaixo. Se quiser, já ative o sininho pra você receber todas as notificações do canal e não perder nenhum vídeo.

Final: te vejo nos próximos vídeos, até mais!

Precisa de ajuda para seu canal?

Nós podemos ajudar! CLIQUE AQUI e conheça nossos pacotes!

6 Dicas de como aumentar o engajamento dos seus vídeos no YouTube

O YouTube é uma das plataformas de fenômeno global. A este respeito, não há discussão. Só entre 2014 e 2016, só no nosso país, o tempo que as pessoas passam assistindo a vídeos online dobrou. No entanto, à medida que mais e mais canais aparecem, muitas pessoas querem saber como diferenciar e atrair seus vídeos.

Se você quer isso pra sua vida, aumentar o seu enganjamento está no lugar certo, nós separamos algumas dicas para aumentar a visualização dos seus vídeos.

  • Título é importante.

Por exemplo, no blog, discutimos repetidamente a importância do título ao escrever um artigo. O mesmo vale para o vídeo. Não faz sentido fazer ótimos vídeos com conteúdo útil para muitas pessoas, mas o título escolhido não pode expressar essa qualidade. Você precisa chamar a atenção do público e ser diferente.

Um título bem pensado pode despertar a curiosidade de quem o procura. Mas acontece o contrário. Se você não prestar atenção ao item, pode perder muitos cliques. Combinar miniaturas de alta qualidade com títulos bonitos pode fazer uma grande diferença e aumentar o número de visualizações do vídeo. Portanto, nunca subestime o poder de boas manchetes, não apenas no YouTube, mas em qualquer outro lugar.

No entanto, é importante não adicionar nada ao título do vídeo. Isso prejudicará sua imagem e credibilidade. Títulos atraentes e sensacionais podem até gerar opiniões, mas há pouca participação ativa. Não é isso que você quer, é?

  • Capriche na miniatura.

Muitas pessoas nem mesmo levam este projeto a sério. Mas, na realidade, as miniaturas de vídeo (miniaturas) podem fazer uma grande diferença nas visualizações e no envolvimento do vídeo.

Qualquer pessoa que assiste a um vídeo no YouTube sabe que as miniaturas acabarão por complementar o título do vídeo e, muitas vezes, até assumir a liderança. Portanto, não se esqueça desta parte ao fazer um vídeo. Suas miniaturas devem ser de tamanho apropriado, alta resolução, criativo e expressar o conteúdo do vídeo. Seus cliques são muito apreciados, e sua participação também é muito apreciada.

  • Tenha uma boa descrição.

Além da parte de SEO que discutiremos mais tarde, uma boa descrição pode fazer com que o espectador visite suas outras redes sociais, seu site ou blog, leia suas postagens, enfim, tente conhecê-lo melhor. Ao promover a conexão com o público, fica mais fácil ganhar confiança e até conquistar possíveis “fãs” que se dedicarão ao seu trabalho.

Uma boa descrição deve incluir informações sobre o vídeo em si e usar palavras-chave que ajudem na classificação do vídeo, mas também deve ser útil para as pessoas. Não dê uma descrição geral para todos os vídeos. Claro, você manterá algumas informações fixas, como links e caixas de correio, mas personalizará a descrição de acordo com cada conteúdo. Gravar vídeo é ótimo, mas continue sempre seja criativo!

  • Seja bem direto (a).

O ser humano é bem ansioso, e tem pressão, é a mesma coisa quando visitam o YouTube. Portanto, não faça vídeos mais longos desnecessariamente, seja claro, direto e objetivo na mensagem que está enviando. Lembra do que dissemos acima, de que o título precisa transmitir o que você falará no vídeo? Bem, agora é a hora de se concentrar e não se desviar do assunto. Prestar atenção a isso aumentará a chance de as pessoas assistirem a uma grande parte dos vídeos favoritos do YouTube.

Claro, você pode e deve fazer vídeos maiores, como aulas. No entanto, só faça isso quando você realmente precisar, e não mexa em explicar as coisas ou torne as pessoas chatas. Isso os impede de assistir aos seus outros vídeos. Tudo que você não quer, não acha? Além de pensar em maneiras de manter o interesse do público, você também pode dividir o vídeo em partes menores, editar e publicar separadamente.

Porém, não existe tempo máximo ou mínimo, depende do seu público, objetivos e conteúdo. Ao gravar e editar, você só precisa de bom senso e muita empatia. Uma boa maneira de fazer isso é criar um roteiro para seguir o roteiro sem ignorar o propósito do vídeo. Isso também torna sua vida mais fácil, pois reduz erros e reduz suas chances de gravar novamente e novamente.

  • SEO é uma excelente estrategia para posicionar seus vídeos.

Se você tem um blog ou site, sabe a importância de entender as estratégias de SEO (Search Engine Optimization) para aumentar o tráfego orgânico. E, se você não sabe, os vídeos do YouTube podem e devem fazer o mesmo.

Na verdade, se você pensa que é diferente do Google, no YouTube, a maioria das pessoas não pensa em SEO ao criar conteúdo e, se você prestar atenção, se destacará da concorrência. Para isso, devem ser considerados palavras-chave, tags relacionadas, nomes de arquivos originais e outros pontos.

  • Qualidade é primordial.

Parece estranho falar sobre isso. Porém, é fácil enfatizar que não existe participação sem qualidade. Como muitas vezes falamos aqui, qualidade significa não só ser bom, mas também ser o melhor para o seu público: o que é útil para ele? Portanto, é importante entender o seu público e se comprometer em ajudá-lo a atingir seus objetivos, necessidades e sonhos. Considere o conteúdo dos planos e scripts para desenvolvimento de vídeo.

Ser você quer se tornar um influenciador de sucesso, nós podemos ter orientar enquanto a isso, acesse www.warpmedia.com.br/servicos.

O poder dos influenciadores digitais no marketing

De acordo com o Google, o Brasil ocupa o segundo lugar em termos de visualização de vídeos online, atrás apenas dos Estados Unidos. Existem mais de 800 canais no YouTube com mais de um milhão de assinantes – 23 deles com mais de 10 milhões.

Sim, não há dúvida de que influenciadores têm dominado as terras brasileiras por serem um dos principais criadores de conteúdo da ferramenta. E quais são as relações de influenciadores no marketing digital das empresas?

O marketing digital tem uma série de estratégias para permitir que as marcas tenham uma palavra a dizer e sejam capazes de estabelecer conexões com o público-alvo com confiança crescente.

Nesse sentido, pessoas influentes desempenham um papel importante, pois sabem se comunicar bem com suas comunidades e são capazes de estabelecer conexões adequadas com marcas e produtos. Hoje, 68% das empresas consideram o marketing de influência como estratégia de negócios e 69% das empresas acreditam que essa abordagem trouxe resultados inovadores.

Onde vive hoje os influenciadores digitais?

Instagram foi lançado em outubro de 2010. Naquela época, não imaginava que a ferramenta de fotografia se tornaria um dos canais de marketing digital mais poderosos. Afinal, nesses quase 10 anos muito mudou – foi uma revolução, só que linda e vista por todos nós. Uma pesquisa recente do YouPix descobriu que 82,3% dos influenciadores vivem nesta ou naquela rede.

O YouTube ficou em segundo lugar com 38,2% e o Blog em terceiro com 19,8% (Olá pessoal do Inboud Marketing, joguem aqui! O /) Mais uma explicação. Eu disse que as pessoas “vivem” nesta rede porque sim, o Instagram (como outras plataformas) se tornou um negócio. Ser um Influenciador Digital, anteriormente conhecido como “blogueirinhx”, é uma profissão lucrativa e exige responsabilidade daqueles que desejam exercê-la.

Mas afinal, do que os influenciadores se alimentam?

Seu gosto é poderoso e lhe dá dinheiro. Não estou falando de números ou métricas, mas de metas. Ao seguir um influenciador digital, você de certa forma confirma essa pessoa e suas atitudes. É uma forma de dizer que concorda e quer estar próximo desta comunidade.

Sim, é isso que faz as marcas firmarem contrato com influenciadores pelo poder que exercem sobre tantas pessoas. De acordo com o YouPix, 64,5% das empresas procuram influenciadores que se identifiquem com o território geral da marca e 58,7% procuram pessoas com propostas de valor e comunidades próximas aos seus interesses.

Apenas 12% das empresas ligam e levam em consideração o número de seguidores. Portanto, não é incomum que empresas rompam contratos após polêmica envolvendo influenciadores.

O marketing de influenciadores é um mercado de grande desafio.

Lembre-se que vivemos a era do conteúdo, isso é extremamente importante para o sucesso de qualquer negócio.

Além disso, os influenciadores digitais podem ajudar na educação dos seus filhos.

Engana-se quem pensa que o mundo da internet e dos influenciadores digitais não tem um bom conteúdo. A realidade é bem diferente, pois muitas pessoas utilizam este espaço para veicular conteúdos relevantes que influenciam positivamente a formação dos jovens.

Por exemplo, o canal Manual do Mundo é muito popular entre crianças e adolescentes. Graças aos filmes de ciência em linguagem informal e livre, o jornalista Iberê Thenório e a terapeuta ocupacional Marian Fulfaro conseguem aliar entretenimento e educação de forma interessante. A dica é que os pais estão entrando nesse mundo digital para que possam apresentar novidades interessantes aos filhos e ter uma boa influência no aprendizado e na formação pessoal do jovem.

Como funciona o tripé do influenciador digital?

É uma técnica bem famosa utilizada para medir o grau de influencia na rede, para isso você leva em consideração 3 fatores importantes, tais como:

  • Não podemos deixar de falar no alcance, onde as pessoas podem ser afetadas pela a sua influencia, é isso que vai determinar o seu número de seguidores.
  • Relevância, está muito ligado ao grau de relacionamento que você tem com os seus seguidores, é mensurado por meio das métricas de engajamento.
  • Ressonância é a troca de mensagem, é o poder do compartilhamento.

O mercado de influenciadores digitais tem sido cada vez mais brando e amplo, não há limite, nem regras sobre os temas que ser destacam.

É importante que você busque relevância e autoridade no assunto, isso vai te ajudar a ser posicionar melhor, é assim você será marcado (a) pelo o conhecimento que tem por determinado assunto.

Eles no geral ensinam muito, são especialistas no tema, no assunto, no geral influenciadores deste meio tem um grande poder de persuação para estimular bem o seu público.

Como ser tornar um grande influenciador digital?

  1. Ter muito bem definido a sua persona e nicho de atuação é importante para tudo, pois vai lhe permitir que seja traçado diretrizes de como você deve agir e o tipo de linguagem que deve usar.
  2. Trace um bom plano de conteúdo, é essencial para que o seu conteúdo seja feito de modo estratégico, dessa forma consegue organizar suas postagens, data, tamanho, horário e qualquer outro elemento que seja crucial.
  3. Jamais compre seus seguidores ou faça troca por likes, é um dos maiores erros de quem está começando, além de ser um pratica bem antiética, e de fato não vai te gerar nenhum resultado eficiente.
  4. Quem não dar assistência abre para concorrência, isso em qualquer campo da vida, dialogue com o seu público, seja um influenciador presente, a interação com os seus seguidores é um ponto importante;.
  5. Ajuda mutua de outros influencidores, onde os ganhos são de lado a lado, crie conteúdo em parceria, isso vai te ajudar a ser posicionar.
  6. Responda as tags, aguce a curiosidade dos seus seguidores;
  7. Inbound Marketing é uma das técnicas para atrair cada vez mais seguidores, é uma estrategia muito utilizada baseada no funil de vendas;

O ponto de partida para obter sucesso como influenciador digital e conhecer muito bem o seu público alvo e de maneira mais estratégica e profunda e mapear todo o seu público alvo a fim de conhece-lo muito bem, ser você quer obter sucesso e conhecer o seu público venha conhecer a nossa consultoria especializada neste tipo de serviço nós podemos ajudar você www.warpmedia.com.br/servicos.

Por que contratar um influenciador digital para sua empresa é importante?

Hoje, a maioria das empresas reconhece (ou deveria reconhecer) a importância do marketing digital como estratégia para divulgar, construir relacionamentos e, assim, aumentar as vendas.

Afinal, a Internet é parte fundamental dos mecanismos sociais atuais e tem se tornado cada vez mais um meio de interação e influência entre pessoas e marcas. O marketing boca a boca sempre foi uma das principais formas de obter influência através do reconhecimento social e, ao fazer marketing em ambiente digital, oferece mais possibilidades de sucesso.

Mais especificamente, seja em qualquer mídia ou rede social, a presença de influenciadores digitais ou influenciadores digitais criou uma rede de clientes potenciais de diferentes nichos, que qualquer empresa pode alcançar por meio de atividades bem planejadas Este objetivo. Afinal, no próximo tópico, entenda o que é um influenciador digital e como ele contribui para que sua empresa alcance maior sucesso nas estratégias de marketing.

O que é marketing de influenciadores?

Muito se fala sobre os influenciadores, mas o marketing de influenciadores há muito orienta os hábitos de consumo e as decisões de compra. Por meio de atividades com personagens reais ou fictícios, ao longo da história, personalidades têm sido utilizadas em estratégias de aquisição e retenção de clientes.

O poder de influência está na proximidade, confiança e liderança que são capazes de estabelecer relações entre potenciais clientes e marcas. Quando você pensa em estratégias de mídia, esse tipo de marketing pode ser feito com ou sem recompensa, neste último caso por meio de parcerias que também ajudam o influenciador a conquistar novos públicos – o marketing viral é um bom exemplo dessa estratégia.

Em uma época em que as redes sociais são as principais plataformas de comunicação com o público, os influenciadores digitais desempenham um papel protagonista nas estratégias de marketing orientadas por conteúdo que aproximam as marcas do público por meio de plataformas e formatos digitais específicos.

Com o aumento do acesso à internet por meio de dispositivos móveis, principalmente smartphones, e outras mudanças de comportamento nos últimos 10 anos, os produtores de conteúdo da web alcançaram sucesso e popularidade nos canais do YouTube, Instagram, Facebook, Twitter e muito mais. redes sociais, agregando bilhões de visualizações, curtidas, comentários e compartilhamentos. Além disso, todo esse envolvimento destaca o potencial de geração de receita.

Mas afinal, o que são influenciadores digitais?

Os influenciadores digitais são pessoas que possuem um amplo público na Internet em qualquer meio. Os mais conhecidos são YouTube, Instagram e blogs, mas também podem fazer um nome, por exemplo, no Snapchat, Twitter ou Facebook. TikTok, o aplicativo de vídeo curto e divertido chinês, também apresenta novos influenciadores a um público de nicho. Não é difícil para quem usa muito as redes sociais entender o que é impacto digital, afinal são pessoas que criam todo tipo de conteúdo que se conecta a um público específico.

O conteúdo produzido por pessoas influentes envolve educação financeira, humor, moda, arquitetura, videogames, beleza e estética e outros temas de forma personalizada, e tem grande capacidade de participação. Comparado com a mídia tradicional, tem consolidado mais Muitos relacionamentos interpessoais. Assim, quem os segue terá mais segurança para aceitar as suas sugestões, daí as parcerias comerciais.

Entre as principais vantagens da contratação de influenciadores nas atividades de marketing digital, em comparação com os meios de comunicação tradicionais, podemos citar a influência do público em termos de escala e tempo – com maior retorno do investimento! -E resultados fáceis de medir.

Porque os digital influence utilizam estratégia?

Os influenciadores digitais estabeleceram um novo tipo de relacionamento entre produtores de conteúdo e público – portanto, isso torna os consumidores mais exigentes na hora de comprar produtos. Eles não contam apenas com anúncios ou anúncios comerciais tradicionais, mas também com algum tipo de incentivo sincero de pessoas em quem confiam.

A estratégia digital da sua empresa precisa atrair a participação do público, e os influenciadores digitais farão isso de maneiras inovadoras e atraentes. No entanto, é óbvio que você deve ter cuidado ao usá-los. Para uma empresa, é importante escolher pessoas que correspondam à sua imagem e ética profissional.

Isso não significa que uma pessoa influente não possa relaxar ou manter a liberdade criativa, mas apenas que se encaixa na mensagem da empresa. Portanto, essa parceria será efetiva para ambas as partes, não só para divulgar seus produtos, mas também para associar o nome da empresa ao influenciador e a todos os seus seguidores. Você também deve estar atento à rede social em que está inserida, para que a campanha alcance o maior número de pessoas possível, e tenha maior participação e custo-benefício.

Como escolher um bom influenciador?

Para garantir que a escolha realmente se aplique à sua estratégia digital, lembre-se de alguns pontos. Aqui estão algumas das sugestões mais importantes sobre como contratar influenciadores:

Exclusividade: Em primeiro lugar, use o tema anterior, não se atenha apenas ao tema mais popular: além de exigir um investimento maior e possivelmente já cooperar com determinados concorrentes, você pode acabar perdendo oportunidades. Grandes influenciadores têm grandes públicos, enquanto influenciadores menores têm públicos mais homogêneos. Determine o produto que melhor se adapta aos seus produtos e serviços e objetivos de cooperação.

Conteúdo: Avalie com atenção suas escolhas, analise como funciona o influenciador, sua aparência e os tipos de mensagens que costuma enviar (seja em conteúdo ou em sua rede social), também é importante. Vale a pena considerar canais e informações pessoais, idade, tipo de linguagem e os temas envolvidos nas visões expressas, pois a falta de união entre a empresa e os influenciadores pode ter efeito contrário na imagem incluindo ambos. Por exemplo, é como contratar um vegetariano para falar sobre produtos de geladeira.

Alcance: Neste ponto, estamos falando sobre a quantidade de telespectadores e públicos nos canais onde o influenciador atua, tanto nas páginas quanto nos perfis e grupos do Facebook. Quanto maior o alcance, bem como a sua estrutura (agência, funcionários, produtoras de vídeo, etc.), maior será o valor do investimento nas parcerias.

Engajamento: o determinante aqui se relaciona às métricas de engajamento fornecidas pelas ferramentas de análise social e da web. Esta conta inclui a média de curtidas, comentários e menções de influenciadores online.

Custo: Embora exista uma média aproximada de honorários de trabalho, para saber o custo do influenciador, é necessário consultá-lo devido às diferenças no tipo e duração da atividade, os canais de mídia utilizados e todos os outros pontos aqui mencionados. . Além disso, por exemplo, para anúncios de preços e produtos, o tíquete médio vai para a conta.

Agência: contratar uma agência de influência digital é uma opção para ajudar as empresas a encontrar os nomes certos para suas marcas. Profissionais profissionais desse universo usam métricas e ferramentas para avaliar o engajamento e todos os outros fatores que determinam, por exemplo, os valores cobrados por cada postagem (histórias, fonte de conteúdo, canal do YouTube) ou parcerias em projetos maiores (séries de filmes, tours de eventos patrocinados, presença em eventos ou criação de conteúdo especial para a marca).

É aqui que a nossa parceria começa, nossa agencia é especializada em assessoria, e se você que receber apoio profissional para construir uma carreira de sucesso como digital infuence, acesse www.warpmedia.com.br/servicos e conheça todos os nossos pacotes.

Como proteger os nossos influenciadores mirins

Existem influenciadores infantis. Mas sabemos que a Internet pode representar uma ameaça para os usuários, especialmente as crianças. Como os pais podem protegê-los? No ano passado, alguns dos YouTubers mais bem pagos do mundo eram crianças.

Na verdade, nos últimos dois anos, o youtuber mais popular foi Ryan Kaji, de 8 anos e mais de 26 milhões de inscritos. Portanto, é necessário tomar alguns cuidados, pois não apenas as crianças se interessarão por seus influenciadores.

Além disso, os pais devem analisar o trabalho dos filhos para ver se eles não fizeram muito. Nas últimas semanas, o caso de Bell contra as meninas destacou que os usuários estão observando as condições de trabalho das crianças.

É importante se atentar as seguintes informações, tais como:

  • Estabeleça bem os horários de gravações.

Na França, as ocupações que afetam as crianças são regulamentadas. Um dos principais pontos discutidos pelas autoridades francesas foi a necessidade de estabelecer um calendário para o registo.

Além de aprender, também é vital que as crianças tenham tempo para atividades como brincar ou ler. Portanto, é importante determinar o horário da criança. Embora as crianças gostem de gravar vídeos, também devem fazer outras coisas.

  • É importante que você converse com as crianças sobre privacidade.

É importante que um adulto explique tudo o que está acontecendo, ensine aos pequenos o que eles não devem fazer, tais informações como falar o endereço de casa, falar a escola ou local que estudam, enviar e receber imagens intimas e marcar encontros.

  • É importante que os pais monitores as redes sociais.

As crianças podem usar as redes sociais, portanto, monitorar todas as redes é muito importante. Os pedófilos sempre pedem aos filhos que não revelem aos pais que estão falando. As crianças acreditam ingenuamente que essas pessoas são boas, isso é apenas um segredo sem consequências. Portanto, é muito importante que os pais monitorem as redes sociais de seus filhos.

  • Estude e escute bem a opinião das crianças, enquanto aos conteúdos produzidos.

Os pais nem sempre aceitam que seus filhos estão crescendo. No entanto, eles vão crescer e o público vai notar. Portanto, você precisa ouvir suas opiniões. O que as crianças estão fazendo na escola? Que jogos eles acham interessantes? Criar conteúdo em conjunto é a chave para gerar conteúdo adequado à idade das crianças. Se você descobrir que os interesses de seus filhos não correspondem à idade deles, também pode procurar os motivos para isso.

  • Likes

É difícil para os adultos lidar com as coisas de que gostam. As crianças encontrarão as mesmas dificuldades, mas à medida que crescem, encontrarão mais problemas quando adultos. Portanto, é necessário um acompanhamento para que as crianças entendam que gostar não é o mais importante da vida. Se possível, é divertido tratar as crianças. Portanto, eles não serão psicologicamente prejudicados pela pressão social.

É possivel ser uma digital influencer no instagram?

É fato que cada vez mais pessoas estão consumido conteúdos online, seja as empresas ou pessoas comuns.

A escala é o poder dos influenciadores digitais hoje. De acordo com uma pesquisa realizada este ano no mercado de influenciadores, hoje 40%  dos entrevistados admitiram que consideraram as opiniões dos influenciadores digitais da seguinte ordem de importância: No Twitter, Instagram ou YouTube.

Por isso é importante que forneça ao seu público conteúdo de qualidade, esse é um dos principais mandamentos de quem ser torna um digital influence.

A força da sua presença digital está muito ligada ao conteúdo que você oferece ao seu público, por isso você ganha relevância.

Confira a seguir dicas de ouro que te tornaram um digital influencer de sucesso no instagram.

Para marcas que querem ter um impacto positivo no seu público e melhorar os resultados, ter um impacto nas redes sociais é fundamental. Aprenda a fazer isso no Instagram e use sua estratégia!

Quem hoje não conhece o instagram? Não é mesmo? É uma plataforma que ser a pessoa não tem, com certeza ela conhece e dificilmente nunca acessou.

É uma das redes sociais de muita estratégia de mercado, você consegue facilmente dobrar a sua expectativa na plataforma, mais não basta apenas está no instagram, é preciso que você conquiste seguidores cada vez mais influente e qualificados, para tornar a sua marca reconhecida nesta imensa rede.

Ser um influenciador no instagram é algo que requer estratégia e um bom trabalho.

As grandes vantagens de ser um influenciador digital estão no seguinte:

Mais interação, assim posicionamos um maior engajamento.

Cerca de 80% dos usuários da rede interagem com pelo menos um perfil de negócios todos os dias. Isso é ótimo. Na prática, isso significa que os usuários estão interessados ​e interessados ​​no conteúdo de suas marcas favoritas.

Maior chance de engajamento.

A participação da rede é 10 vezes maior que o Facebook e 84 vezes maior que o Twitter. Isso significa que os usuários estão mais inclinados a ver, curtir e comentar do que os outros. Quando você se torna uma pessoa influente, o nível de interação afetará qualquer resultado.

Mais relacionamento com a sua rede.

Sabemos que qualquer empresa precisa estabelecer uma estratégia de marketing de relacionamento. Isso inclui estabelecer uma ampla gama de comunicação por diferentes meios, principalmente através das redes sociais.

Manter um bom relacionamento com os clientes pode aumentar a fidelidade, retenção e difundir uma boa reputação comercial no mercado. Com tantas pessoas usando o Instagram todos os dias, ele se tornou uma ferramenta poderosa que pode atrair grandes públicos e construir relacionamentos promissores.

É importante que você tenha escolhido e bem definido o seu nicho que pretende atender, priorize todas as suas habilidades, isso é muito importante, ofereça conteúdo de qualidade e importante também que conheça e esteja atento a todas as regras de algoritmo.

Se você quer ser aprofundar um pouco mais no assunto e ajuda para gerenciar suas redes sociais, nós podemos te fornecer todo o suporte necessário para que você ser torne um influenciador digital de sucesso acesse www.warpmedia.com.br/servicos e conheça um pouco mais de todos os nossos serviços.

10 erros comuns de Youtuber iniciante

YouTube é a plataforma mais atraente. Com a competição cada vez mais acirrada entre os canais, é preciso que você seja diferente e faça diferença para vencer essa disputa. Listamos os erros comuns cometidos por iniciantes abaixo, para que você possa melhorar suas gravações e postagens.

  • Grande maioria não faz contato visual.

Para se conectar verdadeiramente com o público, você deve ter a sensação de olhar diretamente nos olhos do público. Ao gravar um vídeo, certifique-se de olhar para as lentes da câmera, não para a imagem na tela.

Quando você não está olhando para o lugar certo, sentirá que está falando para a parede ou olhando para a “testa” de quem está olhando para você. Para fazer isso, controle o desejo de verificar seu status na imagem.

  • Títulos inadequados para os vídeos postados.

No início, as pessoas estavam ansiosas para serem reconhecidas, carimbavam seu nome (ou o nome de seu canal) em todos os lugares ou desejavam títulos muito chamativos. No entanto, é errado legendar o vídeo com qualquer nome diferente do assunto. Portanto, faça as manchetes diretamente e atraia seguidores apenas para o conteúdo que você fornece.

  • Frequência baixa

Você não precisa postar vídeos no YouTube todos os dias, mas longos períodos sem feed de conteúdo matarão seu canal. A plataforma possui um algoritmo de frequência, ou seja, prioriza canais que sempre postam vídeos em busca. Publique uma vez por semana para melhorar sua classificação no site.

  • Introdução fraca e pouco enganjada.

Os primeiros dez segundos do vídeo são os mais importantes! Se o seu episódio (curta-metragem) demorar muito ou houver muita informação no início do vídeo, o público rapidamente perderá o interesse. Comece o vídeo incentivando os espectadores a continuar assistindo ao seu conteúdo e colocando uma vinheta após a breve introdução. Que o público fique curioso.

  • Som e ambiente.

O ambiente físico poluído, ou seja o caos pode distrair você e o que você está falando ou fazendo. A poluição sonora também se tornou um obstáculo. Certifique-se de gravar em um local silencioso. Se houver um carro, cachorro latindo ou outro ruído externo, reescreva tudo. Lembre-se: o som é tão importante quanto as imagens.

  • Parece animado, nada de desanimo na frente das câmeras.

Frustração é antipatia, antipatia não chamará atenção no YouTube! Ao gravar sozinho, é mais difícil ficar animado, então, por favor, fique voluntário e sóbrio na frente da câmera.

  • Não escolhe o nicho que quer atuar.

Canais sem experiência e diferentes temas de vídeo atraem menos espectadores. Ao se inscrever, os seguidores esperam fazer mais vídeos sobre o mesmo assunto no futuro. Sem foco, você não construirá um público fiel. Pior ainda, não criará locais públicos.

  • Baixa iluminação.

Não há necessidade de gastar muito dinheiro em equipamentos de iluminação profissional. Apenas certifique-se de fotografar em frente à janela (nunca fotografe de trás, porque o efeito da luz de fundo fica ruim no vídeo) e evite fotografar em ambientes escuros. Se você puder comprar uma luminária, será um bom investimento. A iluminação afeta diretamente a qualidade da imagem do vídeo.

  • Falta de cenário e enquadramento nas gravações.

Tenha cuidado para não deixar um grande “teto” (o espaço entre a cabeça e o fim da tela) no vídeo. O telhado ideal fica a apenas 3 a 4 dedos de distância.

A moldura pode ser diferente, você pode ampliar o baú, mas siga as regras acima. Se você não cortar o braço na imagem, também preste atenção. Outro fator é a cena. Deve considerar cuidadosamente e representar seu assunto ou princípios básicos.

Por exemplo: se você entrar no mundo do cinema, poderá decorar a cena com imagens de filme. 10- seja paciente Você não terá sucesso no YouTube durante a noite. Estima-se que após 18 meses de veiculação do canal, os usuários do YouTube começaram a ter sucesso. Não foque apenas nos números, mas foque no conteúdo e no público (embora pequeno) que o segue.

  • Buscam motivação errada.

Lembre-se que a sua motivação deve entregar valor ao seu público.

Muita gente ficou fascinada pelo YouTube com a ideia de se tornar famoso ou ganhar dinheiro fácil, mas a conta não fechou tão fácil assim. O YouTube é gratuito para criadores e espectadores e cobra dos anunciantes; portanto, está sujeito à “lei de oferta e demanda”. “Poucos” anunciantes têm dinheiro distribuído em milhares de canais, e seu desempenho dependerá da manutenção da relevância para o público e do crescimento gradual e paciente.

Em comparação com o conteúdo clickbait (que gera apenas um grande número de visualizações), assistir ao conteúdo no YouTube atrai melhor os espectadores (alta taxa de retenção) e tem mais chances com os anunciantes. Qualquer um pode ter sorte e ser uma exceção à regra, mas pode ser frustrante deixar os canais ativos contarem com isso. Portanto, sua motivação deve ser a criação de valor para o público. O dinheiro virá com o tempo, a fama ou a influência são apenas um possível “bônus”.

Cuidado com temas muito batidos, que não acrescente valor e encha linguiça.

Esse é um problema bem comum para quem não tem um tema ou público alvo.

É importante falar sobre o assunto atual, mas não apenas porque você viu todos os principais canais falando sobre ele. Você pode acabar repetindo o mesmo conteúdo, ou até mesmo evitando o tema central do canal para cobrir assuntos de moda, fazendo com que o público se sinta traído. A solução é falar quando o tópico for relevante para a sugestão de seu canal ou usar o tópico como uma ponte para o tópico.

Se você quer saber mais sobre como podemos te ajudar a ter sucesso no YouTube, CLIQUE AQUI e conheça nossos pacotes.

Como ganhar dinheiro no youtube?

Não pense que ganhar dinheiro no youtube é uma tarefa fácil, mais também não é algo impossível.

Se você quer ganhar dinheiro no youtube, você vai precisar seguir a risca alguns pilares de sucesso para crescer com o seu canal.

  • Produzir vídeos originais;
  • Ter no mínimo 4 horas de conteúdo assistido na plataforma no último ano;
  • É entender as diretrizes e como funciona o youtube.

Além é claro das estratégias que podemos incluir em cada video, tais como os anúncios, parcerias, contribuições com marcas bem conceituadas, e assim ganha um percentual sob cada venda patrocinada.

Se você segue pelo menos um canal de sucesso, sabe que pode ganhar dinheiro no YouTube. Isso não significa que seja fácil, mas de forma alguma impossível. Entre os atuais YouTubers mais bem pagos, há um com uma renda mensal próxima a milhões (ou mais). Claro, eles são muito raros, muito raros. No entanto, a boa notícia é que, se suas intenções forem humildes, você poderá se sair bem nesta plataforma de vídeo.

É por isso que fizemos o conteúdo deste post:

Quanto ganha um digital influencer do YouTube?

Saber qual será sua renda no YouTuber é uma questão levantada por muitas pessoas. Não só por curiosidade em si, mas também como forma de determinar se vale a pena investir na produção de vídeos na plataforma. No entanto, esses valores são variáveis.

Isso significa que algumas pessoas realmente ganham milhões, enquanto outras têm rendas muito mais baixas, mas isso não pode ser abandonado. Segundo dados do próprio site, o YouTube tem mais de 1 bilhão de usuários e as pessoas assistem a mais de 1 bilhão de horas de vídeos todos os dias.

O número de canais com receita anual de seis dígitos aumentou em mais de 40% ao ano, enquanto o número de canais com receita anual de cinco dígitos aumentou em mais de 50%. Os dados impressionantes tornam o YouTube a maior plataforma de vídeo do mundo. Portanto, criar um canal e fazer vídeos para ele pode ser uma boa maneira de ganhar dinheiro.

Como ganhar dinheiro no youtube?

O desejo de todo mundo que cria um canal é receber pelo os conteúdos postados, mais nem todo mundo sabe o que compõe a diretriz desses ganhos, confira a seguir:

  1. Ative a monetização do canal.

O YouTube tem sua própria opção de monetizar vídeos, o chamado Programa de Parcerias do YouTube (YPP). Mas o que isso significa? Monetização significa gerar renda ao consumir esse material. Para vídeos, isso pode ser feito visualizando ou clicando, por exemplo. Para habilitar a monetização de vídeos YPP, você deve seguir algumas regras definidas pelo próprio YouTube.

Dentre as obrigações de um bom youtube podemos mencionar:

  • Produção de bons conteúdos, sendo eles originais e nem que infrijam os direitos autoriais de terceiros;
  • É importante que seja um usuário ativo, onde você deve ter no mínimo 4 horas de conteúdo assistido no seu perfil nos últimos 12 meses de ativação da sua conta no canal;
  • É importante conhecer e passar por todos os críterios do canal e assim buscar enganjar bem seus conteúdos.

Exibir anúncios nos seus vídeos.

Amado por algumas pessoas, odiado por outras. O fato é que os anúncios exibidos no vídeo podem render dinheiro para os YouTubers. Este modo é lucrativo clicando ou visualizando. Em outras palavras, quanto mais pessoas clicarem, ou quanto mais tempo assistirem ao anúncio, mais dinheiro o proprietário do canal terá.

A forma como funciona é aproximadamente a seguinte: Organizações interessadas em expandir sua distribuição em seus locais de produção de publicidade escolhem perfis de canal. O YouTube faz a mediação entre eles e os produtores de conteúdo, que fornecem espaço em seu canal.

Os anunciantes são os únicos responsáveis ​​pela criação e gerenciamento de anúncios. O YouTuber é responsável por gerar conteúdo de alta qualidade e atrair muitos espectadores para obter cada vez mais receita com publicidade. Estima-se que a plataforma pague entre US $ 0,25 e US $ 4,50 (US $ 1-18 no Brasil) para cada 1.000 visualizações do vídeo.

Em outras palavras, o pagamento do YouTube é baseado no custo por mil impressões (CPM). É importante saber que a plataforma só considera a visualização quando um vídeo é clicado ou o usuário está assistindo o conteúdo por pelo menos 30 segundos.

Por isso é importante que o vídeo produzido seja bem profissional, atrativo e interessante para que você o promova e atrai assim um número bem grande de atrações.

A maior plataforma de vídeo do mundo paga os criadores de conteúdo por meio de pay-per-view. Além dessa forma tradicional de ganhar dinheiro no YouTube, existem várias outras formas, como patrocínio e promoção de produtos. Se você quer ganhar dinheiro no YouTube, precisa atender a todas as diretrizes da plataforma, criar conteúdo envolvente e trabalhar muito.

Através da dedicação e de métodos diversificados de lucrar com os vídeos postados na plataforma, você pode se tornar um YouTuber pago. Pesquise todos os padrões e veja os padrões que melhor correspondem ao seu conteúdo e tipo de público.

Por isso é importante que você ser especialize diariamente para obter sucesso como youtube até porque o mundo de mídia social vem crescendo cada vez mais e com isso, temos um crescimento acelerado de cada vez mais pessoas ingressando no YouTube em busca de reconhecimento e sucesso, ser diferente e fazer a diferença e ser você tem algo a acrescentar neste mercado porque não tentar?

Quem sabe você não pode ser o próximo influenciador de sucesso nas redes sociais. Se você quer apoio profissional para sua carreira, CLIQUE AQUI para conhecer nossos pacotes de serviços.

Sugestões de temas para videos de youtubers iniciantes

Os influenciadores digitais costumam encontrar obstáculos para utilizar a criativa ou dificuldade em encontrar o assuntos para produzir os vídeos. Para evitar que seu canal no YouTube fique sem conteúdos atualizados e de acordo com as suas postagens, listamos algumas ideias que funcionam bem na plataforma. Eles ajudarão iniciantes e qualquer outra pessoa:

1-Tutoriais

Como você aprende ou descobre algo? Nós pesquisamos no Google. Melhor do que um artigo na Internet explicando suas necessidades é “observar” a explicação. No YouTube, os tutoriais em vídeo são famosos porque as pessoas gostam de aprender por meio do audiovisual. Você sabe o que ensinar? Considere muitos tópicos que ainda não foram cobertos – você não quer apenas “um” vídeo, quer?

2- Casos de sucesso ou histórias

Vídeos que contam a história de superação têm um alto nível de engajamento. Não importa o quão simples seja, você pode compartilhar algumas das experiências ensinadas a você. Se o seu canal tem um tema profissional, conte um caso interessante (uma empresa ou modelo de empresa ou história de sucesso).

3- Listas

As listas de reprodução de vídeo são atraentes porque são facilmente “visíveis”. Em psicologia, o fenômeno “plano” mostra que gostamos de listas porque nos sentimos mais confortáveis com o conteúdo do consumidor criado de maneira simples e direta. Você pode usar qualquer tipo de canal para criar uma lista no YouTube.

4- Famoso video review.

Esta é uma evolução do vídeo, pois requer mais conhecimento sobre o produto a ser analisado. Antes de sair para gravar um vídeo, você também deve criar um roteiro, pois se você apenas ligar a câmera e iniciar uma chamada, as informações podem não coincidir e não fazer sentido.

Ao desembalar e discutir a primeira impressão do produto, esta revisão conduzirá uma análise mais detalhada das funções e experiência do produto. Para começar a postar seus próprios comentários, você precisa ter uma câmera, algumas habilidades de edição de imagens e muito conhecimento sobre os tópicos abordados.

Como escolher o seu tema para o canal do youtube?

Não sei o que você trabalha hoje, mais você consegue posicionar de maneira bem influente a sua profissão no seu canal, um canal de sucesso junta uma série de coisas confira agora a seguir:

O que você ama fazer? Tem paixão por algo? É fato que de imediato o seu canal não terá uma visibilidade muito grande, os primeiros meses de fato são mais difícies, você vai produzir e investir tempo, é mesmo assim quase não ver resultados.

Persista no assunto isso vai te dar forças para continuar alimentando o seu público.

O mundo precisa de você para agregar audiência, no que sua mensagem vai mudar a vida das pessoas?

Você tem conhecimento e é bom no que faz?

Está em dúvida em vários temas, qual escolho?

Você conseguiu pensar nos tópicos do seus vídeosi? Você tem mais de um tema? A seguir, vamos ver com qual tema você tem a criação de conteúdo mais fácil, já que seu canal deve ser duradouro. Para cada tema, comece a escrever vídeos possíveis.

Pense no que você pretende apresentar ao seu público se você tiver um canal nessa área. Em seguida, veja quais temas você completou com mais ideias. Desta forma, você descobrirá qual área você possui mais fácil. Lembre-se de que a consistência no YouTube é um dos fatores importantes para o sucesso do canal, então escolha um tópico que durará muito tempo.

Como diferenciar bem o seu canal dos demais existentes?

Depois de escolher o seu tema principal, pode dar um medo de ter algo igual produzido na plataforma, mais a seguir vou lhe dar algumas dicas que vão te ajudar a ser diferenciar dos demais criadores de conteúdos.

  • Subnichos.

Tente especificar o máximo possível, isso vai direcionar o seu vídeo ao nicho correto. Se você conseguir ter exclusividade e autoridade no seu nicho, isso aumenta as suas chances de crescer com o seu canal.

  • Tenha um diferencial

A segunda maneira de criar um canal único é ser você mesmo. Não crie personagens para ter sucesso com seu público. Afinal, a internet tem lugar para todos e com certeza alguém se identifica com o assunto e a forma como você o transmite. Você não tem que se esconder atrás do personagem. Seja autêntico e real.

  • Tenha estilo próprio, isso será um sucesso no seu canal.

Muitas pessoas diriam que o sucesso é “substância em vez de estilo”. Bem, eles estavam errados. A verdadeira chave para o sucesso é “materialidade e estilo”. Os espectadores do YouTube comem com os olhos, e muitas pessoas ficarão surpresas se os pratos que você serve forem saudáveis e simples.

Seus títulos devem ser inteligentes e bem entrosados ao seu nicho, formato deve ser consistente, ser o seu canal envolver audio, trabalhe de maneira bem articulada a sua voz.

Se você for aparecer no vídeo, filme em um local tranquilo, fale sempre olhando para a câmera e assim por diante, ser você tem medo de falar com o público, treinar de frente para a câmera é uma excelente opção para acabar com isso.

Edite bem todos os seus vídeos, ser necessário faça cortes em intervalos, invista em um bom aplicativo para isso, certifique que a qualidade da imagem é boa o suficiente.

Para ser um youtuber você vai precisar de alguns equipamentos importantes, tais como:

Câmera: antes de gastar um preço alto em uma DSLR ou câmera sem espelho, saiba que uma webcam de alta qualidade pode ser suficiente para você começar. Ou você pode apenas usar seu smartphone! Compre as câmeras de última geração quando estiver com seu canal por mais de um ano, porque durante esse tempo você saberá melhor que equipamento comprar.

Tripé: se você tem uma câmera ou já acabou de usar o smartphone, uma boa opção é usar um tripé para segurá-la e mantê-la firme.

Microfone: microfones internos conectados às câmeras costumam ser horríveis. Invista em um microfone externo e grave áudio separadamente e, em seguida, insira-o no vídeo durante a edição.

Software de captura de tela: Só é necessário se os vídeos incluírem captura de tela, como tutoriais em vídeo do Excel ou jogos de PC. Uma boa opção é o OBS Studio, que é gratuito e pode gravar sua tela como um arquivo de vídeo MP4.

O mais importante é usar o que você já gosta e domina como base para os temas dos vídeos.

E se você precisa de ajuda profissional para seu canal, CLIQUE AQUI para conhecer nossos pacotes.