melhorar seu canal no youtube

Como melhorar seu canal no YouTube em 2021

melhorar seu canal no youtube

Já falamos muitas vezes aqui em nosso blog sobre maneiras de melhorar seu canal do Youtube. Hoje vamos dar mais dicas pra você! Toma aí!

Etapa 1: Encontre palavras-chave de vídeo não exploradas

Quando se trata do YouTube, a pesquisa de palavras-chave de vídeo é SUPER importante.

Escolheu as palavras-chave CERTAS?

Seus vídeos disparam para o topo do YouTube.

Escolheu as palavras-chave ERRADAS?

Seus vídeos ficam enterrados nos resultados da pesquisa.

Com isso, veja como encontrar palavras-chave para o YouTube.

1. Primeiro, crie uma lista de “Palavras-chave Semente”

Palavras-chave semente são termos que descrevem tópicos muito amplos.

Por exemplo, se você estivesse no ramo de marketing digital, suas palavras-chave iniciais seriam coisas como:

  • Mídia social
  • Marketing no LinkedIn
  • Página do Facebook
  • Marketing de conteúdo

E se você dirigisse um site de condicionamento físico, sua lista de palavras-chave de sementes seria assim:

  • Perda de peso
  • Treino para secar barriga
  • Dieta Fácil
  • Treino cardio

Viu como isso funciona? Esses são tópicos gerais sobre os quais você pode criar vídeos.

Agora, para ser claro:

Você não vai otimizar seus vídeos em torno de nenhum desses termos (eles são muito competitivos).

Mas uma lista de palavras-chave semente é SUPER útil para a próxima etapa.

Vamos pra próxima dica…

2. Em seguida, coloque suas palavras-chave originais na pesquisa do YouTube

Agora é hora de transformar uma palavra-chave semente em dezenas de palavras-chave de cauda longa .

Como é que se faz isso?

Vai no campo de pesquisa do YouTube. Escreva uma palavra relacionada ao assunto que você quer desenvolver em seu canal. Por exemplo, se você quer fazer um vídeo com uma receita de bolo de chocolate. Então o que você vai fazer é ver os resultados que automaticamente o YouTube sugere para você. Esses resultados são ótimas palavras-chave!

Se você quiser dimensionar esse processo, vá para KeywordTool.io .

Ferramenta de palavra-chave - Kettlebell

Quando você insere uma palavra-chave semente nesta ferramenta, ela cuspirá centenas de termos do YouTube Suggest.

Ferramenta de palavra-chave - resultados de Kettlebell

Neste ponto, você deve ter um monte de palavras-chave de cauda longa.

A pergunta é: quais palavras-chave você deve escolher?

É disso que se trata a etapa # 3 …

3. Finalmente, é hora da análise da competição do YouTube

Assim como com o Google, você deseja otimizar seus vídeos em torno de palavras-chave que:

a) Obtenha muitas pesquisas

e

b) Não são super competitivas

Como você encontra essas palavras-chave mágicas?

Uma extensão incrível do Chrome chamada TubeBuddy .

Ferramenta TubeBuddy

(VidIQ também funciona bem)

Esta ferramenta mostra estatísticas para cada palavra-chave diretamente nos resultados da pesquisa:

Resultados do TubeBuddy

Dessa forma, você saberá se uma palavra-chave é ou não muito competitiva

Estatísticas da competição TubeBuddy

… ANTES de fazer seu vídeo.

Muito legal!

OK, então você encontrou uma palavra-chave. 

Agora é hora da diversão: criar seu vídeo.

Etapa 2: Crie vídeos otimizados para “tempo de exibição”

O objetivo nº 1 do YouTube é manter as pessoas no YouTube .

(Afinal, quanto mais tempo as pessoas passam no YouTube, mais dinheiro elas ganham com anúncios)

E é por isso que o algoritmo do YouTube dá tanta ênfase ao tempo de exibição .

Nunca ouviu falar do Tempo de exibição? Aqui está uma explicação simples:

Tempo de exibição

substantivo -DEFINIÇÃO

O tempo total gasto assistindo a um vídeo do YouTube desde que foi ao ar.

Simples.

E esta é a aparência desse relatório no YouTube Analytics:

YouTube Studio - tempo de exibição

Como você pode esperar, o YouTube AMA vídeos que acumulam muito tempo de exibição.

Na verdade, o YouTube divulgou publicamente que:

“O tempo de exibição é medido em minutos cumulativos assistidos, e cada vídeo enviado – assim como todos os canais no YouTube – é“ classificado ”por tempo de exibição. Canais e vídeos com tempos de exibição mais altos provavelmente aparecerão em mais lugares nos resultados de pesquisa e nas recomendações. ”

– Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube

Resumindo: quanto mais tempo as pessoas passam assistindo seu vídeo, mais alta será sua classificação.

A questão é:

COMO você cria vídeos que mantêm as pessoas assistindo?

Vamos descobrir…

1. Publique vídeos LONGOS

Vídeos longos têm melhor desempenho do que vídeos curtos.

E há dados para fazer backup disso. O site Backlinko.com fez um estudo detalhado. Fizeram o maior estudo de fatores de classificação do YouTube já feito (analisaram mais de um milhão de vídeos do YouTube).

O que encontramos nesse estudo?

Os vídeos mais longos tendem a superar os vídeos curtos.

Duração do vídeo no YouTube

O que significa que meus novos vídeos tendem a ter pelo menos 10 minutos:

E com vídeos longos, eles acumulam muito tempo total de exibição automaticamente.

2. Corte o “imbromation” de suas introduções

De acordo com o YouTube, os primeiros 15 segundos do seu vídeo são FUNDAMENTAIS.

Os primeiros 15 segundos do seu vídeo são fundamentais

Em outras palavras, sua introdução precisa agarrar seu visualizador pelos olhos.

(E você tem 15 segundos para fazer isso)

Como você pode ver, a introdução do seu vídeo é muito importante.

Mas há outra ÓTIMA maneira de aumentar o tempo de exibição que ainda não mencionamos.

O que nos leva a …

3. Incorpore “interrupções de padrão” em seus vídeos.

Quer que as pessoas assistam ao seu vídeo até o fim?

Use interrupções de padrão.

É sério. Elas funcionam incrivelmente bem.

Então: o que são interrupções de padrão?

Padrão de interrupções

substantivo

As interrupções de padrão são elementos em seu vídeo que são diferentes do resto do vídeo (elas literalmente “interrompem” o “padrão”).As interrupções de padrão podem ser coisas como:

  • Gráficos na tela
  • Animações
  • Novo plano de fundo ou configuração
  • Diferentes ângulos de câmera
  • Efeitos sonoros
  • Lista com marcadores
  • E mais

Por que funciona? Porque de outra forma seu vídeo fica muito “plano” e pode ser visto como chato pelo público, mesmo que você esteja falando super bem. Uma edição dinâmica ajuda bastante nisso.

4. Faça o roteiro de cada linha do seu vídeo

Este é um problema.

A menos que você seja uma daquelas pessoas que deixa cair o microfone no final de cada conversa, você precisa fazer o roteiro de seus vídeos.

(Ou pelo menos siga um esboço detalhado)

Seu roteiro deve ter todas as ideias que você quer expor em seu vídeo. Mesmo que você não for falar cada palavra e cada vírgula do roteiro, mesmo assim vale muito a pena pelo menos escrever todas as ideias principais e estudar esse roteiro antes de gravar.
Se quiser, coloque seu roteiro em frente a você enquanto grava.

Etapa 3: Otimize seus vídeos do YouTube

Você já sabe que o SEO do YouTube é importante.

Então, vamos mergulhar direto nas etapas.

1. O título do seu vídeo otimizado por palavra-chave

Esse é o ponto:

Títulos de vídeo otimizados por palavra-chave não são tão importantes quanto costumavam ser.

Na verdade, o estudo do site Backlinko mostrou que fatores de classificação do YouTube tem uma relação fraca entre títulos e classificações com muitas palavras-chave:

Título de correspondência exata

Dito isso, usar uma palavra-chave em seu título ajuda (um pouco). Então é importante fazer isso.

Por exemplo, um dos meus vídeos tem como alvo a palavra-chave “receita de pastel”. Então tente colocar “receita de pastel” no título. Apenas, não precisa exagerar nas palavras-chave que vão no título

2. Escreva títulos projetados para maximizar o CTR

Ao contrário do Google, o YouTube confirmou que eles usam a taxa de cliques como um sinal de classificação.

Na verdade, um artigo de pesquisa do YouTube afirma que, quando se trata de recomendar vídeos aos usuários:

“Para avaliar a qualidade das recomendações, usamos uma combinação de diferentes métricas. As principais métricas que consideramos incluem taxa de cliques (CTR), CTR longa (contando apenas os cliques que levaram a assistências de uma fração substancial do vídeo) … ”

– O sistema de recomendação de vídeo do YouTube,
Research Gate

Dito de outra forma:

Quanto mais pessoas clicarem em seu vídeo, mais o YouTube o promoverá.

O YouTube promoverá vídeos nos quais mais pessoas clicam

A questão é: COMO você faz isso?

Esqueça os famosos “clickbait”. Por exemplo, se você quer mostrar um vídeo onde você usou um caiaque pela primeira vez, não tente colocar no título coisas como “quase morri numa cachoeira do rio” (a menos que tenha sido verdade).

O passo 3 vai falar mais.

3. Escreva descrições de vídeo ricas em palavras-chave e otimizadas para SEO

A maioria das descrições de vídeo no YouTube são REALMENTE curtas:

Breve descrição do vídeo do YouTube

De acordo com o YouTube, descrições curtas como essa realmente prejudicam o SEO do seu vídeo.

Na verdade, eles recomendam oficialmente longas descrições:

“Escreva descrições completas: até um a dois parágrafos.

Alguns criadores apenas colocam seus links de mídia social na descrição, potencialmente perdendo muitas visualizações extras. ”

– Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube

4. Otimize suas tags de vídeo

Não é segredo que as tags do YouTube são ENORMES para o SEO.

Mas como você os otimiza, exatamente?

  • Use 2-3 tags que incluem sua palavra-chave alvo … e variações aproximadas.
  • Adicione 2 tags que descrevem o tópico do seu vídeo usando palavras que não estão em sua palavra-chave principal.
  • Adicione uma ou duas tags que representem seu nicho.

Etapa 4: use miniaturas (thumbnails) que se destaquem

O YouTube relata que “90% dos vídeos com melhor desempenho no YouTube têm miniaturas personalizadas ”. 

Relatórios do YouTube - 90 por cento dos vídeos de melhor desempenho têm miniaturas personalizadas

Como você cria miniaturas atraentes para o Youtube ?

Aqui estão duas dicas rápidas que estão funcionando muito bem no momento.

Primeiro, use muito contraste.

Você deseja que as cores em sua miniatura sejam o máximo possível.

Aqui está um exemplo do que quero dizer:

BrightSide - exemplo de miniatura de vídeo

Veja como todas as cores diferentes na miniatura se destacam?

Na verdade, eles até adicionam pequenas bordas entre o texto e os objetos para aumentar esse contraste.

BrightSide - detalhes da miniatura do vídeo

Em segundo lugar, use cores que se destaquem no YouTube.

Como você sabe, a plataforma do YouTube é principalmente vermelha, branca e preta.

Cores da marca Youtube

Então, para se destacar, você deseja usar cores que não sejam vermelho, branco e preto em suas miniaturas.

Etapa 5: Criar (e promover) listas de reprodução (playlists) otimizadas

As listas de reprodução são uma forma subestimada de obter mais visualizações (e assinantes).

Por quê?

As listas de reprodução aumentam dramaticamente o seu “Tempo de Sessão”.

Tempo da sessão é a quantidade de tempo que alguém passa no YouTube depois de começar a assistir ao seu vídeo.

E o tempo da sessão é um fator de classificação com o qual o YouTube se preocupa … MUITO.

Na verdade, o YouTube diz o seguinte sobre o tempo da sessão:

“Seu canal também ganha um impulso quando as pessoas assistem a qualquer coisa em qualquer lugar do YouTube depois de assistir ao seu conteúdo.

… e quando você cria conteúdo que faz as pessoas assistirem mais de seu canal, você está nos ajudando. ”

– Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube

Por exemplo, digamos que alguém comece a assistir a um vídeo de seu canal.

E logo após terminar, eles fecham o navegador.

O usuário fecha o navegador após assistir ao vídeo

Seu vídeo está fazendo as pessoas SAIR do YouTube. Então, eles vão rebaixar esse vídeo.

Por outro lado:

Digamos que alguém comece a assistir ao seu vídeo. E depois de terminar, eles assistem a outro vídeo.

O usuário assiste a outro vídeo depois de assistir a um vídeo

Desta vez, seu vídeo ESTÁ MANTENDO as pessoas no YouTube. Então, eles vão promovê-lo.

E é aí que entram as playlists …

Quando alguém termina de assistir a um vídeo em uma lista de reprodução, outro vídeo é reproduzido automaticamente.

Os vídeos em uma lista de reprodução serão reproduzidos automaticamente após assistir a um vídeo

Em outras palavras, as listas de reprodução melhoram automaticamente o seu tempo de sessão.

Etapa 6: Promova vídeos para seu público

Você já sabe que o YouTube é o segundo maior mecanismo de busca do mundo.

Mas isso não significa que você pode simplesmente enviar um monte de vídeos otimizados e esperar uma classificação.

Assim como com o conteúdo do blog, você precisa dar um pequeno “empurrão” aos seus vídeos do YouTube para começar.

Esse impulso pode incluir o compartilhamento de clipes de seu vídeo nas redes sociais.

Enviando um anúncio para sua lista de e-mail.

Ou até mesmo promovendo seus vídeos usando alcance por e-mail .

Se o seu vídeo for otimizado para o tempo de exibição, esse impulso inicial é tudo que você precisa para começar. O YouTube se encarregará do resto.

Dito isto:

Nenhuma promoção pode compensar um vídeo ruim. Por isso que muitas vezes, divulgar seu vídeo é o último que você precisa.

Infelizmente, aquele vídeo não foi tão bom (pelo menos de acordo com o pessoal do YouTube).

Então, sim, promover seus vídeos no YouTube é uma parte fundamental do crescimento de seu canal. Mas isso só funciona a longo prazo se você tiver um conteúdo de vídeo incrível.

Etapa 7: Transforme espectadores em inscritos

As etapas que descrevemos até agora devem ajudá-lo a obter mais visualizações.

Mas as visualizações são apenas uma parte do crescimento de seu canal no YouTube.

A outra parte? Conseguir mais inscritos .

Uma das melhores maneiras de conseguir mais assinantes é adicionar um botão de inscrição à tela final .

Aqui está um exemplo do meu canal.

Obviamente, apenas uma pequena fração dos espectadores chegará ao final de seu vídeo.

Mas aquelas pessoas que assistem ao seu vídeo inteiro estão superprontas para se inscrever.

E o botão End Screen torna mais fácil para eles se inscreverem em seu canal.

Etapa bônus: classificar vídeos na pesquisa do Google

Classificar seus vídeos do YouTube no Google é uma ÓTIMA maneira de obter mais visualizações.

E a melhor forma de classificar seus vídeos no Google?

Segmente palavras-chave que já possuem uma seção de vídeo nas SERPs (buscadores) .

Como exemplo, a palavra-chave “ macarronada ” contém uma seção de vídeo.

Quando você vê uma seção de vídeo, sabe que o Google quer mostrar às pessoas resultados de vídeo para esse termo.

E se o seu vídeo tiver um bom desempenho no YouTube, o Google pode começar a exibi-lo nos SERPs.

O que você acha?

Espero que este novo post tenha mostrado a você como desenvolver seu canal no YouTube. Agora, se você precisa de ajuda profissional para sua carreira de influenciador, CLIQUE AQUI e conheça nossos serviços

Detalhes que você deve saber sobre o algoritmo do YouTube. Um guia para obter mais visualizações

O algoritmo do YouTube decide o que as pessoas assistem no YouTube 70% do tempo . E de acordo com o Pew Research Center, 81% dos usuários americanos do YouTube dizem que assistem regularmente a vídeos recomendados pelo algoritmo.

Se você é um criador que trabalha para obter mais visualizações no YouTube ou uma marca que está desenvolvendo sua estratégia de marketing no YouTube , o algoritmo de recomendação da plataforma conta muito. Então, como você otimiza seu canal e vídeos para trabalhar com ele, e não contra ele?

O YouTube geralmente não é conhecido por ser super transparente com criadores ou anunciantes sobre como seu famoso algorítimo funciona. Portanto, neste artigo, vamos dar uma olhada na história das prioridades do YouTube quando se trata de ajudar os espectadores a descobrir novos vídeos. Vamos mostrar como o algoritmo funciona, bem como todas as alterações de algoritmo do YouTube mais recentes para 2020.

O que foi e o que é importante para o algoritmo do YouTube

O primeiro vídeo do YouTube foi carregado em 2005. Quinze anos depois, as pessoas estão enviando 500 horas de vídeo para a plataforma a cada minuto.

Como 2 bilhões de usuários encontram o que desejam assistir? A resposta curta é que isso mudou ao longo dos anos. Mas aqui está a longa resposta também:

2005-2012: contagem de visualizações (também conhecida como cliques)

Nos primeiros sete anos, o YouTube recompensou os vídeos que obtiveram cliques, em vez daqueles que mantiveram os usuários envolvidos.

Obviamente, esse sistema tinha uma tendência a mostrar às pessoas muitos clickbait: títulos e miniaturas enganosos proliferaram. Os usuários clicam, mas depois se sentem enganados, provavelmente um pouco irritados, e abandonam os vídeos no meio. Eventualmente, o YouTube percebeu que a experiência do usuário estava indo por água abaixo e mudou de prática.

2012: tempo de exibição (também conhecido como duração da exibição)

Em 2012, a plataforma anunciou uma atualização do sistema de descoberta projetado para identificar os vídeos que as pessoas realmente querem assistir . Ao priorizar vídeos que prendem a atenção o tempo todo (além de aumentar a quantidade de tempo que um usuário passa na plataforma em geral), o YouTube pode garantir aos anunciantes que está proporcionando uma experiência valiosa e de alta qualidade para as pessoas.

Enquanto isso, o YouTube também estava incentivando os criadores a parar de se preocupar com a otimização de algoritmos (ou seja, tornar os vídeos mais curtos para obter uma taxa de retenção mais alta ou torná-los mais longos para acumular mais tempo de exibição).

Em vez disso, como ainda faz hoje, o YouTube encorajou as pessoas a apenas “fazer vídeos que as pessoas queiram assistir”.

2016: Machine learning (também conhecido como algoritmo)

Em 2016, o YouTube lançou um white paper causou sensação. Nele, os engenheiros de produto descreveram o papel das redes neurais profundas e do machine learning no sistema de recomendação da plataforma.

É claro que, apesar de todo o jargão impressionante, este white paper não foi revelador. Você pode ler, mas mesmo que entenda (ou peça a seu amigo inteligente para lhe explicar), não é equivalente à receita secreta da Coca-Cola. (É mais como se a Coca-Cola anunciasse que a razão de sua bebida ser tão saborosa é porque ela passa por um processo de carbonatação e também contém açúcar.)

E como está agora o algorítimo?

2016-2020: Conteúdo limite, desmonetização e segurança da marca

Nos últimos anos, o YouTube tem enfrentado uma abundância de perguntas sobre o tipo de vídeos seu algoritmo de superfícies e promove (ou não).

De acordo com a CEO do YouTube, Susan Wojcicki , o YouTube está levando suas responsabilidades a sério e tentando equilibrar uma gama ampla e justa de opiniões garantindo que informações perigosas não se espalhem. Por exemplo, o YouTube diz que as mudanças no algoritmo no início de 2019 levaram a 70% menos tempo de exibição para conteúdo “limítrofe” . (Conteúdo limítrofe é definido como conteúdo que não viola totalmente as diretrizes da comunidade da plataforma , mas é prejudicial ou enganoso.)

É um assunto complicado porque afeta todos os assuntos: da supremacia branca ao coronavírus. Por exemplo, em março de 2020, os criadores do YouTube dizem que a plataforma estava desmonetizando vídeos que tanto faziam alusão à existência do coronavírus . A posição do YouTube, por sua vez, é que deseja apoiar uma diversidade de opiniões (ou seja, como os governos devem responder ao coronavírus), mas não as perigosas (ou seja, vídeos dizendo que o vírus é uma farsa ou que beber desinfetante para as mãos vai curá-lo ) Wojcicki anunciou que “quando as pessoas acessam o YouTube em busca de tópicos sobre o coronavírus, em média 94% dos vídeos que veem nos 10 primeiros resultados vêm de canais de alta autoridade”.

Independentemente de onde você está, os desenvolvimentos são contínuos, então esta é uma discussão importante para os criadores e anunciantes se manterem informados.

Se você é um criador, lembre-se de que só porque o algoritmo está recompensando o conteúdo que você cria com alta visibilidade e receita de anúncios, não significa que o YouTube não mudará e desmonetizará seu canal ou vídeo se seu conteúdo ultrapassar os limites para algo anunciante achar questionável.

Enquanto isso, os anunciantes precisam saber que seus anúncios de tênis não estão financiando movimentos antivacinas ou teóricos da conspiração. O algoritmo do YouTube em sua forma atual é projetado para desmonetizar conteúdo limítrofe, principalmente para proteger as marcas. Ao mesmo tempo, o YouTube afirma que talvez nunca seja capaz de garantir 100% de segurança da marca.

Como funciona o algoritmo do YouTube em 2020?

De acordo com o YouTube, o algoritmo é basicamente um “loop de feedback em tempo real que adapta os vídeos aos diferentes interesses de cada espectador”. Ele decide quais vídeos serão sugeridos para usuários individuais.

Os objetivos do algoritmo são duplos: encontrar o vídeo certo para cada espectador e fazer com que os espectadores continuem assistindo . Portanto, o algoritmo está observando o comportamento do usuário tão de perto quanto observa o desempenho do vídeo.

Os dois locais mais importantes nos quais o algoritmo impacta são os resultados da pesquisa e os fluxos de recomendação .

Como o algoritmo do YouTube influencia os resultados da pesquisa

Sem surpresa, os vídeos que você começa quando você pesquisar “casa plantas carnívoras” será diferente dos vídeos que eu recebo quando eu procurar “as plantas da casa carnívoros.” Os resultados da pesquisa são baseados em fatores como:

  • Os metadados do seu vídeo (título, descrição, palavras-chave) e quão bem eles correspondem à consulta do usuário
  • O envolvimento do seu vídeo (curtidas, comentários, tempo de exibição)

Como o algoritmo do YouTube influencia os vídeos recomendados

O fluxo de recomendação é um processo duplo para o algoritmo.

Primeiro, ele classifica os vídeos atribuindo-lhes uma pontuação com base nos dados de análise de desempenho. (Role para baixo para ver nossa lista de todos os fatores conhecidos.)

Em segundo lugar, ele associa vídeos a pessoas com base em seu histórico de exibição e no que pessoas semelhantes assistiram.

A ideia não é identificar vídeos “bons”, mas fazer a correspondência entre os espectadores e os vídeos que eles desejam assistir. O objetivo final é que eles passem o máximo de tempo possível na plataforma (e, portanto, vejam o máximo de anúncios possível).

Para registro, existem três outros lugares onde o algoritmo causa um grande impacto:

  • Sua página inicial do YouTube
  • Vídeos populares
  • Suas inscrições
  • Suas notificações

Como o YouTube determina o algoritmo

Embora não trabalhemos no Google, aqui está uma lista de execução de todos os diferentes fatores que o YouTube mencionou em suas várias discussões públicas do algoritmo ao longo dos anos.

Ao classificar um vídeo, o algoritmo analisa o desempenho :

  • Se as pessoas clicam em um vídeo (também conhecido como impressões x visualizações: miniatura e título são importantes, aqui)
  • Quanto tempo as pessoas passam assistindo a um vídeo (tempo de exibição ou retenção)
  • Quantos likes, dislikes, comentários ou compartilhamentos um vídeo obtém (também conhecido como envolvimento)
  • A rapidez com que a popularidade de um vídeo aumenta ou não (isso é chamado de velocidade de visualização, taxa de crescimento)
  • Quão novo é um vídeo (novos vídeos podem receber atenção extra para dar a eles a chance de uma bola de neve)
  • Com que frequência um canal envia novos vídeos
  • Quanto tempo as pessoas passam na plataforma depois de assistir a um vídeo (tempo da sessão)

Quando combina um vídeo com um possível espectador, o algoritmo analisa a personalização :

  • Quais canais e tópicos eles assistiram no passado?
  • Com o que eles se envolveram no passado?
  • Quanto tempo eles passam assistindo?
  • Quantas vezes este vídeo já apareceu para esta pessoa?
  • O que eles não assistem?

7 dicas para melhorar seu alcance orgânico no YouTube

Aqui está nossa lista de métodos empatados e verdadeiros para jogar bem com o algoritmo.

1. Otimize o texto de descrição de seu vídeo

Ao contrário da crença popular, aquele bloco de texto abaixo do seu vídeo não é apenas um local para criar um link para suas redes sociais (embora você definitivamente deva fazer isso também). Também ajuda o algoritmo a revelar seu vídeo quando os usuários estão procurando por seu tópico. Portanto, certifique-se de carregar a primeira frase com uma descrição clara e focada em palavras-chave de seu vídeo.

Como nos exemplos acima, certifique-se de:

  • Use uma linguagem natural, não uma salada de palavras-chave
  • Concentre-se em uma ou duas palavras-chave e repita-as na descrição e no título

2. Se algo funcionar, tente de novo

O algoritmo do YouTube quer dar às pessoas mais daquilo que elas gostaram no passado. Faça experiências com habilidade, receba feedback do público e dê a todos tempo para se ajustarem.

3. Publique com frequência

A quantidade de vídeos e a frequência de upload são fatores importantes para o algoritmo e, especialmente, para a tela inicial do YouTube. (É aquela lista personalizada de vídeos novos e interessantes que se parece com a página de exploração do Instagram ).

Se você pode aumentar a quantidade sem perder qualidade, vá em frente. Quanto mais vídeos você publicar, maiores serão as chances de acertar o nervo certo. Talvez você possa transformar aquele grande sucesso em uma série. Ou você pode introduzir um novo recurso semanal de baixo esforço que se encaixa no nicho estabelecido de sua marca; como um vídeo de reação na terça-feira ou uma sessão de estudo comigo na quarta-feira ou um stream do Twitch na quinta-feira.

4. Torne seus vídeos públicos quando seu público estiver assistindo

O tempo para retorno é um fator de classificação importante para cada algoritmo de mídia social que podemos citar (o algoritmo do Instagram , o algoritmo do Twitter , o algoritmo do Facebook ), e o YouTube não é exceção.

O recurso de notificações do YouTube avisa seus assinantes quando você envia um vídeo e é definitivamente mais eficaz se isso acontecer quando eles estiverem procurando por algo novo para assistir.

Mas, de modo geral, recomendamos dar uma olhada em seu YouTube Analytics para escolher o melhor momento do dia ou da semana para lançar sua mais nova obra-prima. Em muitos casos, isso também significa agendar seus vídeos do YouTube com antecedência.

5. Mantenha os espectadores envolvidos durante todo o vídeo

Outra métrica de desempenho chave para o algoritmo é a duração da visualização. Você pode receber conselhos que defendem que seus vídeos sejam mais curtos ou mais longos, mas, na verdade, apenas torne-os o mais interessantes e divertidos de assistir possível.

Depois de ter encantado as pessoas para assistirem até o fim, você pode ir em frente e usar cartões finais e / ou listas de reprodução para sugerir que assistam ao seu próximo vídeo. Porque ninguém precisa de um algoritmo de recomendação se as pessoas confiarem em suas recomendações, certo? 

6. Envolva-se com sua comunidade

Nunca vamos parar de dizer isso. Responda aos seus comentários. Fale com seu pessoal. Lembre-se de que o algoritmo “sabe” se você está tendo conversas significativas ou apenas fingindo para aumentar suas métricas de vaidade.

Se você está na posição de ter muitas pessoas para responder, você sempre pode fazer um vídeo de apreciação. Como este vídeo, onde esta raposa analfabeta consegue ouvir todos os elogios que as pessoas lhe fazem.

7. Transforme espectadores em inscritos

De acordo com o YouTube, os assinantes de seu canal fornecem uma série de sinais iniciais importantes que ajudam a ditar o sucesso de seu vídeo. Em outras palavras, esses fãs são o campo de testes – se eles gostarem, é mais provável que o algoritmo mostre o vídeo para novos olhos.

fonte: https://blog.hootsuite.com/

E se você precisa de ajuda para sua carreira no YouTube, conheça nossos serviços de assessoria. CLIQUE AQUI.

Será que seu canal está sendo sabotado? Descubra aqui como e por quem.

Sempre que se fala em “sabotagem” muitos pensam naqueles filmes de espionagem, onde uma máquina tecnológica é alterada para funcionar mal e causar um enorme dano. Outros pensam em pessoas mexendo em carros, para que explodam, percam o freio ou alguma coisa assim. Fala a verdade, você que está lendo esse artigo pensou em algo assim, não foi?

Bom, nesse artigo aqui não vamos falar nesse tipo de sabotagem não, mas de qualquer forma é um tipo de sabotagem destrutivo. Falamos aqui em sabotagem do seu projeto, do seu sonho, em ter sucesso no YouTube. Mas quem pode estar sabotando esse projeto? Vejamos.

Pensamentos que sabotam sonhos

Isso vai parecer discurso motivacional, mas você precisa saber que pensar de maneira negativa pode acabar com qualquer projeto. Se você começa um canal, já com o pensamento de que “não vai dar certo”, pode ter certeza de que não vai dar certo mesmo!

Às vezes, os pensamentos negativos não chegam no início do seu projeto, mas começam a aparecer depois dos primeiros vídeos postados. Funciona assim: você começa com todo o ânimo, posta seu primeiro vídeo. Aí o vídeo não tem as visualizações que você achava que ia receber. “Tudo bem”, você pensa, é só o começo.

Aí você posta o segundo, terceiro, quarto….Dez vídeos são postados e você vê que o número de pessoas que viram os vídeos é muito baixo. Será que tem algo errado? Nos próximos vídeos, seu ânimo já não é o mesmo. Você grava “por gravar” e já nem liga muito em postar o vídeo nas suas redes sociais.

Depois de 5 vídeos mais postados, agora você já não consegue postar toda semana, como fazia antes. “Afinal, não faz diferença”, é o que você pensa. Tempos depois, você posta uma vez por mês, e depois deixa de postar. Seu canal, seu projeto e seu sonho foram brutalmente assassinados pelo pensamento negativo!

Pensamento negativo não serve pra nada

Nós já falamos várias vezes que o segredo do sucesso no YouTube é consistência e persistência. No começo, todos os canais não tem muita visualização. E dependendo do tema do canal, pode levar menos ou mais tempo para que as pessoas descubram seu canal e comecem a ver e a recomendar. Claro, isso pensando que você produz conteúdo realmente bom e relevante, certo?

É preciso muita paciência para ver um projeto, como o de ter um canal de sucesso no YouTube acontecer. Pode levar vários meses ou até mais de um ano, para que você consiga resultados interessantes com seu canal. Mas uma coisa não pode acabar nunca: seu entusiasmo.

Como vencer pensamentos negativos

Lembrando que aqui não é um tratamento psicológico. Vamos focar nos pensamentos negativos ao se criar e manter um canal, ok?

O segredo principal é você já começar o projeto, sabendo que ele precisa de um prazo para começar a madurar e gerar frutos. É um investimento a médio ou até longo prazo. Então, nada de imediatismo, nada de pensar que o sucesso tem que vir bem rápido, porque ele geralmente NÃO vem.

Outra que vai te ajudar é fazer um check list de controle de qualidade, para ver se você está fazendo tudo certinho. Verifique se esses itens estão certinho no seu canal:

  • O canal tem um tema central e os vídeos focam nesse tema?
  • Você tem uma agênda com tudo o que precisa fazer durante a semana, relacionado a seu canal?
  • Você posta todas as semanas, sem falta, no mesmo dia e horário?
  • Os títulos dos vídeos são chamativos?
  • Você usa e abusa de TAGs nos seus vídeos, TAGs que têm a ver com o título dos vídeos e não apenas com palavras soltas e sim com expressões? Exemplo: como fazer bolo de limão em lugar de “bolo”, “limão”.
  • Sua postura nos vídeos é positiva? Você se comunica bem?
  • Você tem roteiro para seus vídeos?
  • A qualidade da gravação é satisfatória?
  • Você usa o campo de descrição, dos vídeos com um texto bem relacionado ao título do vídeo e com as TAGs?
  • Você fala pra todos seus conhecidos e amigos sobre seu canal, sempre?
  • Você estuda sempre sobre o funcionamento do YouTube?

Se você tiver essa lista acima toda com um “ok”, então fique tranquilo. Você está fazendo tudo certinho, e agora você deve ter paciência. E persistência. Manter o foco e seguir adiante com seu sonho/projeto.

Preguiça: a destruidora de sonhos

Com certeza, dá pra dizer que a preguiça é responsável pelo assassinato da maioria dos sonhos das pessoas. Mas vamos falar aqui sobre como a preguiça pode destruir seu projeto/sonho de ser um grande YouTuber de sucesso.

Chegou o dia de você gravar. Mas nesse dia, você já teve um montão de coisas que teve fazer. E você está cansado. Muito cansado. E é dia de gravação. E agora? Você prefere descansar o resto do dia, relaxar jogando algo do seu agrado ou simplesmente dormir?

Resista à tentação! Se você determinou uma tarefa relacionada a seu canal para hoje, então ela tem que ser realizada hoje, sem falta. Se você ceder, “só por hoje”, isso pode dar margem pra você ceder cada vez mais, e com isso seu canal é deixado de lado, e seu sonho de ser um grande YouTuber também.

Não tenha preguiça de gravar, não tenha preguiça de editar, não tenha preguiça de trabalhar para que seu canal seja um sucesso. Você é o principal responsável pelo sucesso ou fracasso desse projeto.

Esperamos que nada nem ninguém sabote seu sonho de ser um grande YouTuber. E se você precisar de ajuda profissional, somos uma agência de YouTubers e podemos ajudar. CLIQUE AQUI para conhecer nossos serviços.

O poder dos influenciadores digitais no marketing

De acordo com o Google, o Brasil ocupa o segundo lugar em termos de visualização de vídeos online, atrás apenas dos Estados Unidos. Existem mais de 800 canais no YouTube com mais de um milhão de assinantes – 23 deles com mais de 10 milhões.

Sim, não há dúvida de que influenciadores têm dominado as terras brasileiras por serem um dos principais criadores de conteúdo da ferramenta. E quais são as relações de influenciadores no marketing digital das empresas?

O marketing digital tem uma série de estratégias para permitir que as marcas tenham uma palavra a dizer e sejam capazes de estabelecer conexões com o público-alvo com confiança crescente.

Nesse sentido, pessoas influentes desempenham um papel importante, pois sabem se comunicar bem com suas comunidades e são capazes de estabelecer conexões adequadas com marcas e produtos. Hoje, 68% das empresas consideram o marketing de influência como estratégia de negócios e 69% das empresas acreditam que essa abordagem trouxe resultados inovadores.

Onde vive hoje os influenciadores digitais?

Instagram foi lançado em outubro de 2010. Naquela época, não imaginava que a ferramenta de fotografia se tornaria um dos canais de marketing digital mais poderosos. Afinal, nesses quase 10 anos muito mudou – foi uma revolução, só que linda e vista por todos nós. Uma pesquisa recente do YouPix descobriu que 82,3% dos influenciadores vivem nesta ou naquela rede.

O YouTube ficou em segundo lugar com 38,2% e o Blog em terceiro com 19,8% (Olá pessoal do Inboud Marketing, joguem aqui! O /) Mais uma explicação. Eu disse que as pessoas “vivem” nesta rede porque sim, o Instagram (como outras plataformas) se tornou um negócio. Ser um Influenciador Digital, anteriormente conhecido como “blogueirinhx”, é uma profissão lucrativa e exige responsabilidade daqueles que desejam exercê-la.

Mas afinal, do que os influenciadores se alimentam?

Seu gosto é poderoso e lhe dá dinheiro. Não estou falando de números ou métricas, mas de metas. Ao seguir um influenciador digital, você de certa forma confirma essa pessoa e suas atitudes. É uma forma de dizer que concorda e quer estar próximo desta comunidade.

Sim, é isso que faz as marcas firmarem contrato com influenciadores pelo poder que exercem sobre tantas pessoas. De acordo com o YouPix, 64,5% das empresas procuram influenciadores que se identifiquem com o território geral da marca e 58,7% procuram pessoas com propostas de valor e comunidades próximas aos seus interesses.

Apenas 12% das empresas ligam e levam em consideração o número de seguidores. Portanto, não é incomum que empresas rompam contratos após polêmica envolvendo influenciadores.

O marketing de influenciadores é um mercado de grande desafio.

Lembre-se que vivemos a era do conteúdo, isso é extremamente importante para o sucesso de qualquer negócio.

Além disso, os influenciadores digitais podem ajudar na educação dos seus filhos.

Engana-se quem pensa que o mundo da internet e dos influenciadores digitais não tem um bom conteúdo. A realidade é bem diferente, pois muitas pessoas utilizam este espaço para veicular conteúdos relevantes que influenciam positivamente a formação dos jovens.

Por exemplo, o canal Manual do Mundo é muito popular entre crianças e adolescentes. Graças aos filmes de ciência em linguagem informal e livre, o jornalista Iberê Thenório e a terapeuta ocupacional Marian Fulfaro conseguem aliar entretenimento e educação de forma interessante. A dica é que os pais estão entrando nesse mundo digital para que possam apresentar novidades interessantes aos filhos e ter uma boa influência no aprendizado e na formação pessoal do jovem.

Como funciona o tripé do influenciador digital?

É uma técnica bem famosa utilizada para medir o grau de influencia na rede, para isso você leva em consideração 3 fatores importantes, tais como:

  • Não podemos deixar de falar no alcance, onde as pessoas podem ser afetadas pela a sua influencia, é isso que vai determinar o seu número de seguidores.
  • Relevância, está muito ligado ao grau de relacionamento que você tem com os seus seguidores, é mensurado por meio das métricas de engajamento.
  • Ressonância é a troca de mensagem, é o poder do compartilhamento.

O mercado de influenciadores digitais tem sido cada vez mais brando e amplo, não há limite, nem regras sobre os temas que ser destacam.

É importante que você busque relevância e autoridade no assunto, isso vai te ajudar a ser posicionar melhor, é assim você será marcado (a) pelo o conhecimento que tem por determinado assunto.

Eles no geral ensinam muito, são especialistas no tema, no assunto, no geral influenciadores deste meio tem um grande poder de persuação para estimular bem o seu público.

Como ser tornar um grande influenciador digital?

  1. Ter muito bem definido a sua persona e nicho de atuação é importante para tudo, pois vai lhe permitir que seja traçado diretrizes de como você deve agir e o tipo de linguagem que deve usar.
  2. Trace um bom plano de conteúdo, é essencial para que o seu conteúdo seja feito de modo estratégico, dessa forma consegue organizar suas postagens, data, tamanho, horário e qualquer outro elemento que seja crucial.
  3. Jamais compre seus seguidores ou faça troca por likes, é um dos maiores erros de quem está começando, além de ser um pratica bem antiética, e de fato não vai te gerar nenhum resultado eficiente.
  4. Quem não dar assistência abre para concorrência, isso em qualquer campo da vida, dialogue com o seu público, seja um influenciador presente, a interação com os seus seguidores é um ponto importante;.
  5. Ajuda mutua de outros influencidores, onde os ganhos são de lado a lado, crie conteúdo em parceria, isso vai te ajudar a ser posicionar.
  6. Responda as tags, aguce a curiosidade dos seus seguidores;
  7. Inbound Marketing é uma das técnicas para atrair cada vez mais seguidores, é uma estrategia muito utilizada baseada no funil de vendas;

O ponto de partida para obter sucesso como influenciador digital e conhecer muito bem o seu público alvo e de maneira mais estratégica e profunda e mapear todo o seu público alvo a fim de conhece-lo muito bem, ser você quer obter sucesso e conhecer o seu público venha conhecer a nossa consultoria especializada neste tipo de serviço nós podemos ajudar você www.warpmedia.com.br/servicos.

Como proteger os nossos influenciadores mirins

Existem influenciadores infantis. Mas sabemos que a Internet pode representar uma ameaça para os usuários, especialmente as crianças. Como os pais podem protegê-los? No ano passado, alguns dos YouTubers mais bem pagos do mundo eram crianças.

Na verdade, nos últimos dois anos, o youtuber mais popular foi Ryan Kaji, de 8 anos e mais de 26 milhões de inscritos. Portanto, é necessário tomar alguns cuidados, pois não apenas as crianças se interessarão por seus influenciadores.

Além disso, os pais devem analisar o trabalho dos filhos para ver se eles não fizeram muito. Nas últimas semanas, o caso de Bell contra as meninas destacou que os usuários estão observando as condições de trabalho das crianças.

É importante se atentar as seguintes informações, tais como:

  • Estabeleça bem os horários de gravações.

Na França, as ocupações que afetam as crianças são regulamentadas. Um dos principais pontos discutidos pelas autoridades francesas foi a necessidade de estabelecer um calendário para o registo.

Além de aprender, também é vital que as crianças tenham tempo para atividades como brincar ou ler. Portanto, é importante determinar o horário da criança. Embora as crianças gostem de gravar vídeos, também devem fazer outras coisas.

  • É importante que você converse com as crianças sobre privacidade.

É importante que um adulto explique tudo o que está acontecendo, ensine aos pequenos o que eles não devem fazer, tais informações como falar o endereço de casa, falar a escola ou local que estudam, enviar e receber imagens intimas e marcar encontros.

  • É importante que os pais monitores as redes sociais.

As crianças podem usar as redes sociais, portanto, monitorar todas as redes é muito importante. Os pedófilos sempre pedem aos filhos que não revelem aos pais que estão falando. As crianças acreditam ingenuamente que essas pessoas são boas, isso é apenas um segredo sem consequências. Portanto, é muito importante que os pais monitorem as redes sociais de seus filhos.

  • Estude e escute bem a opinião das crianças, enquanto aos conteúdos produzidos.

Os pais nem sempre aceitam que seus filhos estão crescendo. No entanto, eles vão crescer e o público vai notar. Portanto, você precisa ouvir suas opiniões. O que as crianças estão fazendo na escola? Que jogos eles acham interessantes? Criar conteúdo em conjunto é a chave para gerar conteúdo adequado à idade das crianças. Se você descobrir que os interesses de seus filhos não correspondem à idade deles, também pode procurar os motivos para isso.

  • Likes

É difícil para os adultos lidar com as coisas de que gostam. As crianças encontrarão as mesmas dificuldades, mas à medida que crescem, encontrarão mais problemas quando adultos. Portanto, é necessário um acompanhamento para que as crianças entendam que gostar não é o mais importante da vida. Se possível, é divertido tratar as crianças. Portanto, eles não serão psicologicamente prejudicados pela pressão social.

É possivel ser uma digital influencer no instagram?

É fato que cada vez mais pessoas estão consumido conteúdos online, seja as empresas ou pessoas comuns.

A escala é o poder dos influenciadores digitais hoje. De acordo com uma pesquisa realizada este ano no mercado de influenciadores, hoje 40%  dos entrevistados admitiram que consideraram as opiniões dos influenciadores digitais da seguinte ordem de importância: No Twitter, Instagram ou YouTube.

Por isso é importante que forneça ao seu público conteúdo de qualidade, esse é um dos principais mandamentos de quem ser torna um digital influence.

A força da sua presença digital está muito ligada ao conteúdo que você oferece ao seu público, por isso você ganha relevância.

Confira a seguir dicas de ouro que te tornaram um digital influencer de sucesso no instagram.

Para marcas que querem ter um impacto positivo no seu público e melhorar os resultados, ter um impacto nas redes sociais é fundamental. Aprenda a fazer isso no Instagram e use sua estratégia!

Quem hoje não conhece o instagram? Não é mesmo? É uma plataforma que ser a pessoa não tem, com certeza ela conhece e dificilmente nunca acessou.

É uma das redes sociais de muita estratégia de mercado, você consegue facilmente dobrar a sua expectativa na plataforma, mais não basta apenas está no instagram, é preciso que você conquiste seguidores cada vez mais influente e qualificados, para tornar a sua marca reconhecida nesta imensa rede.

Ser um influenciador no instagram é algo que requer estratégia e um bom trabalho.

As grandes vantagens de ser um influenciador digital estão no seguinte:

Mais interação, assim posicionamos um maior engajamento.

Cerca de 80% dos usuários da rede interagem com pelo menos um perfil de negócios todos os dias. Isso é ótimo. Na prática, isso significa que os usuários estão interessados ​e interessados ​​no conteúdo de suas marcas favoritas.

Maior chance de engajamento.

A participação da rede é 10 vezes maior que o Facebook e 84 vezes maior que o Twitter. Isso significa que os usuários estão mais inclinados a ver, curtir e comentar do que os outros. Quando você se torna uma pessoa influente, o nível de interação afetará qualquer resultado.

Mais relacionamento com a sua rede.

Sabemos que qualquer empresa precisa estabelecer uma estratégia de marketing de relacionamento. Isso inclui estabelecer uma ampla gama de comunicação por diferentes meios, principalmente através das redes sociais.

Manter um bom relacionamento com os clientes pode aumentar a fidelidade, retenção e difundir uma boa reputação comercial no mercado. Com tantas pessoas usando o Instagram todos os dias, ele se tornou uma ferramenta poderosa que pode atrair grandes públicos e construir relacionamentos promissores.

É importante que você tenha escolhido e bem definido o seu nicho que pretende atender, priorize todas as suas habilidades, isso é muito importante, ofereça conteúdo de qualidade e importante também que conheça e esteja atento a todas as regras de algoritmo.

Se você quer ser aprofundar um pouco mais no assunto e ajuda para gerenciar suas redes sociais, nós podemos te fornecer todo o suporte necessário para que você ser torne um influenciador digital de sucesso acesse www.warpmedia.com.br/servicos e conheça um pouco mais de todos os nossos serviços.

Como ter mais visualizações no seu canal: método simples e fácil

Uma das coisas que mais preocupam quem produz vídeos em alguma plataforma, seja YouTube, Instagram, TikTok ou outra com certeza são as visualizações.

Você grava um vídeo atrás do outro, mas parece que as pessoas simplesmente não veem o que você produz. Tem como resolver isso?

Porque não tenho mais visualizações?

Existem várias possibilidades. Aliás, geralmente o problema não está localizado apenas em um ponto. Veja algumas razões pelas quais talvez seu canal não esteja recebendo tantas visualizações como merecia (ou não):

  • Seus vídeos não são interessantes: e veja só, apesar de ser duro dizer isso, você deve sempre verificar se os vídeos que você está produzindo são de interesse. Muitas vezes, um criador de conteúdo pensa e quer criar vídeos para um público, mas fracassa completamente em atingir esse público.
    Por exemplo, imagine um canal que pretende atingir ao público adolescente em geral. Esse canal produz conteúdo tipo “vlog” e paródias de músicas. Parece ótimo pra atingir adolescentes, certo?
    Menos por um detalhe: os vídeos de paródias são de músicas dos anos 80, músicas que em geral, são completamente desconhecidas para esses adolescentes e que inclusive, não são interessantes para esse público. Um exemplo de como uma boa ideia pode ser mal executada. Claro, outros motivos podem fazer com que seus vídeos não sejam interessantes, como sua postura, o tom em que você apresenta os vídeos, a edição, a iluminação entre outros fatores.
  • Você posta um vídeo “quando der na telha”: isso é um problema muito frequênte em canais iniciantes. Alguns canais sonham em ter muitas visualizações, mas postam novos conteúdos de maneira irregular, um vídeo hoje, o próximo em 2 semanas, o seguinte em 3 e assim vai. Desse jeito, você não acostuma seu público (seja ele do tamanho que for) a um horário e o algorítimo das plataformas costuma “perceber” isso. Aí não tem jeito.
  • Seu canal “fala de tudo”: esse também é um problema bem frequente. Pode ser que você tenha vontade de falar sobre muitos assuntos ao mesmo tempo. Aí, em um vídeo, você prepara uma receita de pizza, no vídeo seguinte, você faz uma paródia e no outro uma gameplay. Qual o problema disso?
    O problema é que principalmente no começo, você precisa como que “guiar” o robô da sua plataforma de vídeos (YouTube, Instagram, TikTok etc) para que ele saiba sobre o que se trata seu canal. E não pense que “variedades” é um tema que esse robô entenda bem na hora de classificar seu canal na lista de resultados.
    Principalmente no começo, seu canal precisa de seguir em uma direção. Então, depois que você já tiver um público bem consolidado, aí você poderá variar o conteúdo produzido.
  • Você ignora as Tags, texto de descrição, etc: além de postar seu vídeo, é importantíssimo dar um texto bem completo sobre de quê se trata o vídeo. Além disso, você precisa usar bem as Tags (etiquetas) de vídeo, que sempre devem ter a ver com o assunto do vídeo.
    Se você produz vídeos para o YouTube, também deve se lembrar de usar em todos os vídeos os recursos de “tela final” e os cartões. Tudo isso ajuda bastante.

Ok, mas se você já cuida para que seus vídeos sejam interessantes, já produz vídeos de maneira constante, bem focados e utilizando todas as ferramentas de otimização e mesmo assim você ainda não está tendo o resultado que gostaria. O que fazer? Essa técnica pode te ajudar.

Como ligar um vídeo no outro

Uma técnica simples para conseguir mais visualizações no YouTube ou outras plataformas é ligar o conteúdo de um vídeo com outro ou com vários outros.
Primeiramente, se você já deu um foco para seu canal, já tem um tema central, então essa técnica vai funcionar melhor. Vejamos passo a passo:

  1. Passo 01: planeje vários vídeos sobre certo assunto. Exemplo: um canal de culinária decide fazer vários vídeos sobre como fazer pão.
  2. Passo 02: no final do primeiro vídeo, comente que você vai fazer outra receita de pão, agora usando outra técnica.
  3. Passo 03: no segundo vídeo, na introdução do vídeo, comente que antes desse vídeo, você tem um outro vídeo fazendo pão. Nesse momento, você vai pedir para as pessoas clicarem no card que aparece do lado direito do vídeo, acima, onde elas vão encontrar o link para esse primeiro vídeo (lembre-se de configurar esse card para que isso aconteça). No final do vídeo, você vai comentar que o próximo vídeo você vai ensinar uma receita diferente de pão, agora recheado. Utilize o recurso “tela final” e coloque o link do canal para inscrição e a sugestão de ver o vídeo anterior, que falava do mesmo assunto.
  4. Passo 04: prepare uma sequência de pelo menos 5 vídeos com uma temática parecida. Em cada vídeo, você vai comentar que se trata de uma série, e que as pessoas podem clicar no card para ver o vídeo anterior. No final de cada vídeo, comente com seu público que eles podem clicar nos links de vídeo que estão aparecendo na tela para ver outras receitas de pão. E claro, use o recurso “tela final” e além de por o link de inscrição do seu canal, promova 02 vídeos da série.
modelos de tela final no YouTube

Você pode criar várias “séries” no seu canal, sempre respeitando o tema central do seu canal. Claro, se seu canal for de culinária, você não precisa fazer somente vídeos de “pão”. Mas você pode fazer uma série sobre como preparar de várias maneiras pão, depois você pode criar uma série sobre pastas italianas, outra com bolos, outra com pudins e assim por diante.
Essa é uma forma de fazer com que as pessoas que veem seus vídeos se preparem para ver outros vídeos parecidos. Além disso, essa técnica te ajuda a se posicionar melhor na platafoma de vídeo que você utiliza.

Se você precisa de ajuda na sua carreira de influenciador digital, nós somos uma agência de YouTubers e outros influenciadores digitais e podemos te ajudar. CLIQUE AQUI para saber mais.

Como dobrar seus inscritos no YouTube (sem ter que comprar)

A cada minuto, centenas de horas de vídeos são enviados para o YouTube.

Com tanta concorrência, você já deve ter se contado e aceito o ponto de vista de que é difícil se tornar popular na plataforma.

Mas e se você estiver cometendo um erro de mídia social? E se você pudesse romper essa barreira e se tornar popular no YouTube?

Uma das melhores maneiras de medir a popularidade no YouTube é observar o número de assinantes que você possui na popular plataforma de mídia social.

Quanto mais inscritos tiver, mais você poderá obter consistentemente uma alta contagem de visualizações em seus vídeos.

Nem todo mundo que está enviando um vídeo para o YouTube definiu uma estratégia que permitirá aumentar o número de inscritos.

E assim, é aqui que reside a oportunidade.

Se você conseguir apresentar uma estratégia para aumentar o número de assinantes, também poderá ingressar nas empresas que estão obtendo sucesso com o YouTube.

Nesta postagem, veremos como você pode aumentar sua contagem de inscritos no YouTube. Vamos analisar uma variedade de meios de estratégias de marketing e foco em como você pode implementá-las.

No final, você deve ter uma boa noção de como criar uma estratégia que permita usar o YouTube como um meio de expandir seus negócios por meio de redes sociais.   

Vamos começar! 

Dê um tema para seu canal

Antes de fazer qualquer coisa, você precisa dar ao seu canal um tema.

Se você der uma olhada em muitos dos principais canais do YouTube, notará que muitos deles seguem um tema.

Tendo um tema ajudará a todos os que procuram aquele tema em que você se especializou. Com o tempo, as pessoas vão ver seu canal como uma fonte de informação sobre aquele tema.

Ao fazer isso, elas vão aprender algo novo sobre o seu tema de interesse sempre que você postar um vídeo – portanto, vão aprender mais sobre um tema que estão apaixonadas.

Por exemplo, imagine que seus vídeos são sobre marketing no Facebook e você pretende ajudar os empresários.

Se um proprietário da empresa que deseja aprender mais sobre o marketing do Facebook se inscrever no seu canal, ele receberá uma atualização sempre que você publicar algum conteúdo no marketing do Facebook.

Isso proporciona-lhes uma maneira de ficar à frente da curva sem ter que fazer um monte de trabalho.

Se você está tentando criar um tema para o seu canal, pense nos problemas que certo assunto resolve e para quem resolve esses problemas.

Em seguida, produzir alguns vídeos com base nos tópicos que você sabe melhor ajudará o tipo de pessoas que a sua empresa serve.

Publique conteúdo incrível

Quando as pessoas se inscrevem no seu canal, estão basicamente se inscrevendo para receber atualizações sempre que um novo conteúdo é publicado.

Se o seu conteúdo é incrível, as pessoas vão querer ver você novamente, porque sua interação inicial com você e com seu conteúdo foi positiva.

Se inscrever vale a pena, porque cada vez que clicar no seu vídeo, elas vão obter algo que é de valor para elas.

Seja para aprender ou para se divertir ou ambos – vale a pena assistir aos seus vídeos.

E, lembre-se que as pessoas tomam o tempo para assistir a um conteúdo que seja incrível. 75% dos executivos de negócios assistem a vídeos relacionados com o trabalho a cada semana. Esta é uma boa base para a sua plataforma de mídia que irá expandir redes sociais.

Se seu conteúdo for realmente bom, você se beneficiará do fato de que 54% dos executivos seniores compartilham conteúdo com suas redes sociais.

Mas, mesmo que seus vídeos sejam bons, você ainda precisará lembrá-los de que se inscrevem – mas não será uma batalha difícil.

Então, como você produzir conteúdo incrível?

Se você quiser criar conteúdo incrível, vale a pena focar na produção de conteúdo que é relevante para o seu mercado-alvo / audiência.

Desde que você adote um tema como mencionado anteriormente, não deve ser muito difícil encontrar uma maneira de produzir conteúdo valioso.

Digamos que você deseja criar um canal que abrange o tema de ‘desenho a lápis.’

Uma maneira de avançar com ideias é, simplesmente digitando o amplo palavra-chave de ‘desenho a lápis’ no motor de busca do YouTube.

Mais de 3 bilhões de buscas são realizadas no YouTube por mês. Então, nós sabemos que vai ser alguns dados relevantes aqui.

Você pode perceber que o próprio YouTube dá sugestões do que as pessoas estão procurando no momento, sobre esse assunto.

O fato de essas palavras-chave aparecerem nas sugestões nos informa que as pessoas estão pesquisando esses tipos de vídeos.

Você pode argumentar que há muita concorrência para essas palavras-chave.

E, embora isso possa ser verdade, mais adiante, no post, descobriremos como podemos levar as pessoas a assistir nossos vídeos, mesmo quando houver muita concorrência – por isso não deixe que isso seja uma preocupação por enquanto.

O melhor da abordagem acima é que ela nos dá um ponto de partida.

Se queremos produzir conteúdo para um determinado nicho, essa técnica nos informa quais tipos de conteúdo as pessoas já terão interesse em visualizar.

Você também pode usar a ferramenta de palavras-chave do Google para ter algumas ideias de conteúdo. Isso ocorre porque haverá alguma coerência entre os resultados de pesquisa do Google e os resultados de pesquisa do YouTube.

O YouTube também é um dos maiores mecanismos de busca do mundo – afinal, se as pessoas querem encontrar um vídeo, precisam procurá-lo, certo? Combinado com o marketing de mídia social, os resultados crescem.

Você também pode usar a ferramenta https://ahrefs.com/pt/youtube-keyword-tool que apesar de limitada na versão gratuita, pode te dar boas sugestões de ideias com uma palavra chave.

No entanto, é importante lembrar que não adianta publicar apenas alguns vídeos com o tema que você escolheu e pronto.

Cultivar um canal do YouTube para que, eventualmente, tenha muitos inscritos, exige que você publique muito conteúdo.

O maior canal do YouTube possui mais de 4.000 vídeos.

Se você quiser fazer isso, e manter o conteúdo relevante, vai precisar deixar ele dentro do nicho que você escolheu o máximo possível, para que cada um de seus vídeos forneça algo novo para o espectador aprender dentro daquele assunto.

Além disso, mesmo se você se concentrar em palavras-chave de baixo volume, todas elas se reunirão para ajudá-lo a criar impulso e se estabelecer em um nicho do YouTube . 

A próxima coisa que pode melhorar a qualidade dos seus vídeos é a qualidade da produção. Em certo sentido, no entanto, isso ainda não é realmente uma prioridade.

Desde que seus vídeos sejam ricos em valor e forneçam ao espectador as informações necessárias, você estará fazendo um bom trabalho.

Quando os vídeos começarem a trazer um retorno, você poderá se concentrar mais na qualidade da produção.

Mas existem algumas ressalvas aqui.

Você precisa garantir que o que você está dizendo possa ser facilmente ouvido. É importante que você fale com clareza e entusiasmo. Você precisa projetar sua voz.  

Caso contrário, as pessoas podem não ser capazes de entender o que você está dizendo. Eles podem até ficar entediados.

Você não precisa agir como um extrovertido, apenas tente impedir que sua voz se torne monótona.

Se você estiver gravando seu conteúdo usando um telefone ou laptop, o microfone pode não ser suficiente. Portanto, você pode querer investir em um microfone externo de qualidade.

No entanto, teste-o para ver como as coisas realmente soam antes de fazer esse investimento.

Você também precisa garantir que seja fácil assistir ao que estiver gravando.

Você não quer que seja difícil para seus espectadores ver o que está acontecendo.

Isso significa que você sempre deve garantir que a iluminação seja adequada.

Se você estiver gravando um vídeo, em que estiver conversando com a câmera na mão, verifique se seu rosto pode ser visto claramente.

Se alguém estiver gravando você, verifique se a câmera não está tremendo.

Se você estiver gravando a tela do laptop, verifique se suas ações podem ser vistas com clareza e se tudo que você digita pode ser lido.

Quando se trata de edição de vídeo, você tem algumas soluções. Ao falar sobre edição de vídeo, estamos nos referindo a melhorar o estilo dos seus vídeos e não tanto a remover pequenos erros.

Na maioria das vezes, você cometerá pequenos erros ao gravar seu vídeo. Você não precisa focar muito na remoção desses bits, pois eles não prejudicam muito o seu vídeo.

De fato, eles podem até ajudar seu vídeo, pois permitem que outras pessoas saibam que estão lidando com uma pessoa real, e não com um vendedor de marketing de mídia astuto.

Onde a edição pode ser útil, porém, é quando você precisa criar cortes no seu vídeo ou adicionar uma tela de título.

Se você não é um editor de vídeo experiente , pode procurar alguém aqui da Warp Media para te ajudar .

E se você tem um blog, pode até transformar algumas das postagens do seu blog em vídeos. 59% dos executivos preferem assistir a um vídeo do que ler um pedaço de texto.

Ok, então esse é o básico da criação de conteúdo incrível.

O próximo ponto será essencial se você quiser garantir que suas taxas de assinante aumentem consistentemente.

Poste com frequência e consistência

Essa é provavelmente a parte mais difícil de aumentar o número de seguidores no YouTube – embora também possa ser uma das mais importantes.

96% das empresas B2B planejam usar o marketing de vídeo como parte de sua estratégia no próximo ano. A publicação consistente de conteúdo é uma ótima maneira de você competir.

Além disso, se você está constantemente postando novo conteúdo, as pessoas têm um motivo para se tornar um assinante e compartilhá-lo em suas redes sociais.

Afinal, é menos provável que as pessoas se inscrevam se você não quiser publicar mais conteúdo – por que deveriam?

Se você usar as dicas mencionadas anteriormente, não será difícil criar idéias para postar novo conteúdo.

Você só precisa definir um cronograma e cumpri-lo.

Com que frequência você deve postar?

Se você quiser simplificar as coisas, dê uma olhada no que a concorrência está fazendo e depois faça uma lista.

Muitas vezes, no entanto, o melhor plano é o que você pode seguir.

Portanto, você pode apenas querer criar um cronograma que possa acompanhar. De qualquer forma, é importante que você faça tudo o que estiver ao seu alcance para cumprir esse cronograma.

A consistência  em sua campanha de marketing de mídia é importante, pois manterá os assinantes existentes voltando para obter mais.

Isso resultará em mais visualizações para o seu vídeo e também melhorará o envolvimento que ele recebe.

O envolvimento em um vídeo tende a ocorrer das seguintes formas:

  • Likes ou Deslikes
  • Compartilhamento social
  • Inscrevendo-se
  • Comentando
  • Favoritando

Idealmente, você deseja melhorar os níveis de engajamento em cada uma dessas categorias por meio de qualquer site de mídia social.

As pessoas gostam de se envolver com o conteúdo do YouTube e você sabia que mais de 100 milhões de pessoas por semana realizam uma “ação social” no YouTube toda semana?

Outro fato surpreendente é que 700 vídeos são compartilhados a cada minuto no Twitter. Portanto, embora o YouTube não seja um site de mídia social, é uma ferramenta valiosa para qualquer plataforma de marketing de mídia social. 

Um ótimo engajamento ajudará a tornar o vídeo mais visível no mecanismo de pesquisa do YouTube.

Como você deve ter adivinhado, isso expõe seu vídeo a mais pessoas, que podem se tornar inscritas.

Se você deseja visualizar algumas estatísticas em termos de desempenho de seus vídeos, use o painel de análise do YouTube .

image28

Você não precisa estar no computador para publicar conteúdo de forma consistente. Isso ocorre porque você pode usar o recurso de agendamento fornecido pelo YouTube.

Para obter acesso a esse recurso, você deve ativar a monetização dos seus vídeos. Isso significa que você deseja exibir anúncios em seus vídeos.

Se você não deseja exibir anúncios em seus vídeos, não se preocupe. Você ainda tem controle sobre quais vídeos são monetizados e quais não.

Vamos dar uma olhada em como você pode fazer isso.

Inscreva-se em uma conta do YouTube e vá para a seção “Estúdio de criadores”.

Em seguida, na barra lateral esquerda, na opção “Canal”, selecione “Monetização”.

image05

Em seguida, escolha “Ativar minha conta”.

image44

Depois de fazer isso, você poderá acessar os recursos de programação fornecidos pelo YouTube para programar sua plataforma de mídia.

Você também poderá acessar muito mais na forma de análise.

Se você deseja agendar um vídeo, clique no botão ‘Upload’.

image14

Em seguida, clique no menu suspenso e selecione a opção ‘Programado’.

image42

Em seguida, arraste e solte seu vídeo ou clique no ícone para enviá-lo.

Na próxima tela, você poderá ajustar as opções de agendamento.

image32

Tudo o que você precisa fazer agora é inserir a data e a hora em que deseja que o vídeo seja publicado.

Se as pessoas estiverem inscritas no seu canal, elas receberão uma mensagem quando o vídeo for publicado.

Além disso, agendar essa data na sua plataforma de gerenciamento de mídia social, se você tiver uma, também é uma boa ideia.

Isso garantirá que os Tweets, as atualizações do Facebook e as postagens do LinkedIn sejam enviados em sincronia com o upload do vídeo.

Se você possui uma lista de e-mails relevante para o seu vídeo, também pode enviar uma mensagem para essas pessoas. 

Convém escalonar as mensagens para garantir que você não bombardeie pessoas em várias plataformas ao mesmo tempo.

Se você está lutando para criar muito conteúdo diariamente, pode dividir alguns de seus vídeos mais longos em vídeos mais curtos.

Por exemplo, em cada um dos seus vídeos longos, você abordará vários tópicos.

Você pode editar determinados tópicos e criar mini-vídeos usando esses tópicos. Vídeos mais curtos são mais convenientes para o compartilhamento em redes sociais.

Vídeos curtos podem ser uma ótima maneira de apresentar as pessoas ao seu canal, dando a elas uma amostra do seu conteúdo e criando sua campanha de marketing de mídia.

Faça alguns vídeos com temas atemporais

Uma ótima maneira de gerar consistentemente assinantes é criando alguns vídeos atemporais.

Estes são essencialmente vídeos que serão relevantes se estiverem sendo vistos hoje ou se forem vistos cinco anos no futuro.

Isso se aplica a alguns nichos mais do que outros.

Por exemplo, falei anteriormente sobre o negócio de desenho a lápis e que naturalmente se presta a produzir muito conteúdo atemporal.

O conteúdo atemporal geralmente é baseado em tópicos voltados para iniciantes.

Muitos conteúdos “como fazer” tendem a ser atemporais.

E assim, quando você olha as coisas através dessa lente, fica mais fácil entender como criar conteúdo que será atemporal.

Como resultado, dê uma olhada no seu nicho e veja se você pode criar alguns vídeos que resistirão ao teste do tempo.

Mesmo que você não esteja procurando criar conteúdo atemporal, vale a pena criar alguns vídeos do tipo “como fazer”, porque eles são assistidos 70% mais a cada ano nos sites de mídia social e diretamente no YouTube.

Faça com que as pessoas cliquem nos seus vídeos

Para que alguém possa se tornar um assinante do seu canal, é necessário primeiro clicar nos seus vídeos.

Não importa o quão bom seja o seu vídeo, uma vez visto no mecanismo de pesquisa ou na barra lateral do YouTube, ele terá alguma concorrência na forma de outros vídeos.

Então, como você leva as pessoas a prestar atenção e clicar no seu vídeo?

Você precisa se concentrar em três coisas – a imagem, o título e a descrição.

Esses três elementos terão o maior impacto quando se trata de influenciar os usuários do YouTube a clicar em seus vídeos. Verifique se a metatag é relevante e inclui pontos-chave.

Isso ocorre porque eles ajudarão seus rankings no mecanismo de pesquisa do YouTube. Eles também aprimoram a capacidade dos seus vídeos de atrair os usuários a clicar neles e compartilhá-los nas mídias sociais.

Assim como você deve gastar muito tempo concentrando-se nos títulos de uma postagem de blog, também deve gastar muito tempo concentrando-se no título de um vídeo.

Então, como você criará um bom título para o seu vídeo? Se o seu vídeo for baseado em uma determinada palavra-chave, é essencial que o título do vídeo reflita essa palavra-chave.

Ao fazer isso, você aumenta as chances de alguém clicar no seu vídeo.

Se o título do vídeo corresponder ao que eles estavam procurando, eles assumirão que o vídeo cobre tudo o que eles precisam saber em relação a esse tópico.

Claro, isso não significa que você deva ser ridículo na maneira como está criando seus títulos.

O ” preenchimento de palavras-chave ” pode prejudicá-lo muito mais do que pode ajudá-lo.

Uma maneira de contornar esse problema é usar dois pontos.

Por exemplo, anteriormente identificamos a palavra-chave – ‘técnicas simples de desenho’.

Se tivéssemos um vídeo sobre esse tópico, poderíamos escrever a manchete assim: ‘Técnicas simples de desenho: 5 dicas que tornarão o desenho mais fácil’.

Nota lateral: Uma experiência interessante pode ser dividir o título de ‘técnicas simples de desenho’ em nichos separados. Essa é uma técnica comum de marketing de mídia social para blogs e também ajuda vídeos.

Por exemplo, ‘técnicas simples de desenho para carros’ ou ‘técnicas simples de desenho para olhos’.

Este é um ótimo exemplo de como você pode pegar um grande nicho ou palavra-chave que está recebendo muito tráfego e identificar oportunidades nesse nicho.

Como mencionei, você terá que experimentar um pouco quando fizer as coisas dessa maneira. Mas não há como dizer que tipo de oportunidades você pode descobrir.

Quando se trata de criar títulos do YouTube, você deve seguir as regras que já existem para postagens no blog.

Você pode fazer isso usando a palavra-chave que seu vídeo está segmentando no título e incluindo algumas palavras poderosas nas lacunas.

Como discutimos, o estilo dos seus vídeos influenciará o título. Se você tiver um vídeo “como fazer”, precisará explicá-lo em seu título.

Semelhante às postagens do blog, os números também tendem a funcionar bem nas manchetes do YouTube.

Quando se trata da imagem / miniatura,  existem algumas abordagens que você pode adotar.

O primeiro é mostrar uma imagem clara do que o vídeo será. Por exemplo, se você estivesse falando de laptops, mostraria uma imagem clara de um laptop.

Como isso – 

image20

Como alternativa, você pode apenas mostrar uma foto de uma pessoa interagindo com o que quer que seja o vídeo.

Como este exemplo –

image07

No entanto, uma das maneiras cada vez mais poderosas de criar miniaturas de vídeo é editando-as para que elas tenham algum texto.

Aqui está um exemplo de como isso se parece.

image37

Você não precisa adicionar apenas algum texto. Você pode editar fortemente a imagem em miniatura para que ela se destaque claramente.

Se você deseja criar miniaturas como essa, siga estas regras:

  • Que tenham uma resolução de 1280×720 (com largura máxima de 640 pixels)
  • Deve estar em um desses formatos: .JPG, .GIF, .BMP ou PNG.
  • Ter menos de 2MB de tamanho de arquivo.
  • Preferencialmente no formato 16:9

Você pode criar uma miniatura usando a plataforma Canva .

Quando se trata de criar uma descrição para seus vídeos do YouTube, há muito em que você pode se concentrar e isso pode se tornar um post inteiro.

O que você precisa ter em mente é que você tem muito espaço aqui e o YouTube tende a usar o que você diz para classificar seu conteúdo. Não ignore a meta tag e sua importância.

As primeiras linhas da sua descrição devem ser escritas para facilitar a leitura nos resultados da pesquisa.

Nesta seção, convém usar algumas das palavras-chave usadas no seu título. Dessa forma, você pode garantir que ela tenha alguma coerência. Isso também melhorará a capacidade de classificação do seu vídeo.

Quando as pessoas clicam no seu vídeo, elas têm a opção de clicar no texto ‘Mostrar mais’.

image10

Isso expandirá a descrição. Você pode usar esse espaço para inserir um link ‘inscrever-se no canal’.

Se você quiser fazer isso, use o seguinte formato de link –

https://www.youtube.com/subscription_center?add_user=

Certifique-se de inserir o nome do seu canal após o ‘=’.

Ou assim-

https://www.youtube.com/subscription_center?add_user=Kissmetrics

Quando as pessoas clicam nesse link, elas são direcionadas para a página do seu canal, onde uma caixa de inscrição será exibida.

Na descrição, você também pode inserir outras informações, como outros perfis de mídia social, links importantes e até mesmo a programação de postagem de conteúdo.

image51

Também é importante que você dê algumas tags ao seu vídeo. Isso ajudará a melhorar as chances de seu vídeo aparecer no mecanismo de pesquisa do YouTube.

Você não deseja usar nada que seja enganoso aqui. Misture algumas tags realmente específicas que descrevem seu vídeo. Então, tenha alguns que são bastante amplos, mas ainda relacionados ao gênero.

Não há mal nenhum em usar algumas das tags sugeridas fornecidas pelo YouTube, desde que estejam alinhadas com o conteúdo do seu vídeo. 

Você também tem a opção de usar cartões do YouTube. Esse recurso é um pouco menos direto, pois você realmente não pode usá-lo para criar um pop-up de inscrição da mesma maneira que poderia usar uma anotação.

No entanto, ainda pode ser útil considerar a inserção no meio do seu vídeo.

Veja como você criaria um ‘cartão do YouTube’ para o seu vídeo.

Selecione a opção ‘Vídeo’ dentro do ‘Gerenciador de vídeos’. Em seguida, clique no menu suspenso “Editar” do vídeo ao qual você deseja adicionar um cartão.

Em seguida, selecione a opção ‘Cartões’.

image01

Você deve ver esta tela.

image61

Clique na opção ‘Adicionar cartão’ e escolha ‘Canal’.

image02

Em seguida, digite o nome do seu canal e algum texto.

O texto do teaser é o texto que aparece no pequeno gráfico que aparece no vídeo.

Aqui está como vai ficar –

image17

Se você deseja ajustar quando o cartão exibir o ‘texto promocional’, ajuste o controle deslizante abaixo.

image45

Você notará, no entanto, que o ‘i’ sempre estará visível no vídeo.

Este cartão também aparecerá na hora que você escolheu acima.

Interaja com seu público

Outra maneira de aumentar o número de assinantes é interagir com seu público.

Existem várias maneiras de fazer isso.

O primeiro é responder a qualquer comentário que você possa ter em seus vídeos. Isso fará as pessoas sentirem que você valoriza a opinião delas. Além disso, o fato de você estar passando por esse esforço pode incentivá-los a se inscrever.

Você pode até argumentar que isso conta como conduzir um trabalho de atendimento ao cliente que melhora a experiência do cliente.

Quando você olha através dessa lente, usa o fato de que 22% das pessoas postam coisas positivas nas redes sociais sobre uma empresa depois de postarem algo negativo anteriormente – tudo porque receberam uma resposta.

Se estiver recebendo comentários negativos em seus vídeos do YouTube, convém abordá-los imediatamente.

Isso acabará contribuindo para o aumento de inscritos, porque as pessoas verão essa interação nos seus vídeos e apreciarão o fato de você se envolver.

Então, no próximo vídeo, você pode passar algum tempo analisando as perguntas que recebeu.

Outra maneira de se envolver com seu público é criar vídeos com base no que eles desejam . Por exemplo, você pode perguntar ao seu público sobre o que eles querem ver você falar.

Você pode criar um vídeo com base nas sugestões de um espectador e chamá-lo no vídeo que você criou.

Considere fazer algumas colaborações (Collabs)

image58

Quando se trata de aumentar o número de assinantes, você também tem a opção de fazer algumas colaborações.

As colaborações podem aumentar enormemente seus esforços de marketing de vídeo.

A melhor maneira de fazer isso é encontrar canais que tenham um público semelhante a você.

Ambos poderiam então organizar um evento no qual ambos pudessem se beneficiar da interação.

Quando você faz uma colaboração, é importante incentivar as pessoas a se inscreverem no seu canal.

Além disso, também é essencial que os vídeos que você publique imediatamente após a colaboração sejam incríveis, para justificar a decisão do espectador de se inscrever no seu canal.

Como alternativa, você pode considerar fazer algumas entrevistas em seu canal. Se você encontrar uma maneira de entrevistar algumas das principais pessoas do seu nicho, poderá atrair o público-alvo para o seu canal.

Quando seu canal tem um número decente de inscritos e está crescendo a uma taxa constante, você terá maior capacidade de atrair essas oportunidades.

Claro, você não deve deixar que isso seja um impedimento que o impede de tentar.

Envie um email para algumas pessoas que valem a pena ter no seu canal e pergunte se elas gostariam de ser convidadas.

Se eles recusarem, pergunte respeitosamente se eles estariam dispostos a fazer a entrevista quando seu canal tiver mais inscritos. Veja se eles podem fornecer uma estimativa aproximada com a qual eles ficariam felizes.

Lembre-se de que você não quer ser grosseiro, mas não há nada de errado em pedir um possível futuro para que isso aconteça.

Use anúncios do YouTube

Para que funcione, convém segmentar algumas das palavras-chave nas quais seus vídeos estão sendo criados.

Isso garantirá que seus vídeos sejam exibidos na parte superior dos resultados da pesquisa quando as pessoas inserirem essa palavra-chave.

Se você tem um plano em termos de como ganhar dinheiro com seu canal do YouTube, isso pode ser uma opção muito eficaz.

Claro, também envolve investimento financeiro, então você deve estar preparado pra por a mão na carteira.

Conclusão

Uma das chaves para o sucesso consistente no YouTube é ter um canal com uma contagem alta de inscritos. Não é a única, mas ainda é muito relevante.

Isso ajudará a melhorar o número de pessoas que assistirão seus vídeos de forma consistente.

Quando se trata de aumentar o número de assinantes, você precisa implementar uma variedade de estratégias de marketing de mídia.

No centro de tudo isso, está a criação de conteúdo excepcional que impressionará tanto as pessoas que elas não se importam mais de ouvir de você.

Se você se esforçar o suficiente, não há como dizer quais oportunidades o YouTube apresentará a você no futuro.

Tudo que você precisa fazer é começar!

O que você achou útil quando se trata de aumentar o número de assinantes no YouTube?

Somos uma agência de comunicação com foco em influenciadores digitais. Se você precisa de apoio profissional para sua carreira, CLIQUE AQUI.

fonte: https://neilpatel.com/

Ter um canal no Youtube: brincadeira ou um negócio?

Ter um canal no Youtube hoje em dia é algo cada vez mais comum. Com a ascensão dos Youtubers como as novas estrelas principalmente entre adolescentes, cada vez mais vemos pessoas começando um canal no YouTube.

Originalmente a plataforma de vídeos foi criada com o conceito de que todos poderiam postar seus vídeos, sobre o que quisessem. Inclusive o primeiro vídeo postado no YouTube foi feito por um dos criadores da plataforma, Yakov Lapitsky, num vídeo onde ele está num Zoológico e o vídeo dura apenas 18 segundos. Esse vídeo é um bom exemplo para se mostrar que a ideia era que o YouTube fosse uma plataforma para se postar vídeos caseiros, sem muito compromisso com qualidade ou conteúdo.

Hoje em dia ainda existem pessoas que usam o YouTube para isso (para se divertir ou guardar lembranças), porém cada vez mais as pessoas criam um canal com o interesse de um dia alcançarem a fama dos seus ídolos da plataforma.

E todo dia alguém desiste do seu canal porque pensa: “nunca vou conseguir ser famoso”. Ou algo assim. No entanto, quando analisamos friamente o canal dessa pessoa, vemos que ela comete muitos erros, se ela realmente queria ver seu canal como uma fonte de um possível “sucesso”:

Não levam a sério o canal:

Postam um vídeo num dia e o seguinte postam muito tempo depois, não se importam com a frequência dos vídeos, gravam “quando dá na telha” . Não se importam com o que vão postar, pensam que postando “qualquer coisa” as pessoas irão ver, gostar e ainda dar um “like” no vídeo. Ridículo esse pensamento!

De vez em quando a gente observa pessoas que gravam vídeos que além de não mostrarem “nada” ainda pedem nas redes sociais e outros lugares ajuda para que seu canal cresça. Ao ver o vídeo, ele não parece fazer o menor sentido (não que muitos vídeos de sucesso façam hoje em dia).

Um canal precisa pelo menos seguir uma linha de raciocínio, ter um estilo próprio. De outra forma vai ficar igual ao monte de canais que já existe e está brigando pela atenção do público. Não vale a pena.

E por acaso é preciso levar a sério meu canal do Youtube?

Depende. Qual seu objetivo com seu canal? Se divertir? Ter guardadas lembranças de família? Gravar um projeto para a faculdade (ou algum outro projeto esporádico)? Nesse caso realmente não é necessário levar tão a sério o seu canal.

 

Agora se você está procurando usar seu canal para começar e manter uma carreira, porque você quer ser um YouTuber profissional, então é lógico que você precisa levar muito a sério tudo o que você faz no seu canal.

Ter disciplina é essencial. Nós publicamos recentemente um artigo falando sobre isso, sobre como ter sucesso com seu canal no YouTube que inclusive, vale a pena a leitura.

Mas voltando ao assunto da disciplina, se falando em canal do YouTube, veja o que está envolvido:

  • Postar vídeos com frequência: nada de postar um vídeo hoje e o próximo “quando der vontade”. Um canal que só tem vídeos de vez em quando está condenado a nunca sair do lugar.
  • Postar vídeos no mesmo dia da semana, sempre: escolha o dia que for melhor pra você subir seu vídeo no Youtube, e se apegue a esse dia. Acostume sua audiência a que nesse dia da semana, vai ter vídeo novo, sempre. Parece boba essa dica mas faz muita diferença.
  • Não poste “qualquer coisa”: tome um tempo para preparar um roteiro, com o assunto que você vai falar, e até mesmo com as piadas que quer usar, se for o caso. Vídeos gravados sem nenhuma ideia na cabeça mostram pra quem assiste que você não liga de mostrar algo legal, ou ainda, que você acha que as pessoas gostam de ver qualquer coisa, não importa o quê.

Quer ser Youtuber profissional? Aja como um profissional!

Como você imagina um profissional, em geral? Não precisamos pensar num sujeito de terno em um escritório atrás de um computador para pensar nisso.

Podemos imaginar um profissional como alguém que vê o que faz como um négocio, como um trabalho real. Você sabia que a maioria dos grandes YouTubers trabalha entre 6 a 12 horas por dia TODO DIA?

Mas trabalham com quê? Veja alguns exemplos:

  • Respondendo a comentários em seus vídeos: dando atenção, dentro da medida do possível a quem viu o vídeo e está interagindo. É verdade que muitos famosos não fazem bem isso, mas os mais competentes certamente sim.
  • Interagindo com seguidores e outros YouTubers nas redes sociais: essa interação envolve comentar seus próprios vídeos, ver e comentar os vídeos de outros canais, conversar com as pessoas em geral. Observe alguns YouTubers no Twitter por exemplo. Veja quantas vezes por dia eles compartilham e comentam vídeos de outros canais. O mesmo serve para o Facebook por exemplo.
  • Mantém uma página no Facebook para o canal: é sim uma ferramenta importante, porque além de poder interagir com seu público, você pode fazer posts relacionados ao assunto que você fala em seus vídeos. E se esses posts forem divertidos, as pessoas vão começar a compartilhar e sua marca, seu canal, vai começar a se espalhar por aí. Mas pra fazer isso, é necessário dedicar um bom tempo para criar os posts e divulgá-los.
  • Aprendendo: isso mesmo! Os que hoje são famosos em geral estão sempre procurando aprender coisas novas, como edição de vídeo, técnicas de gravação, ou ainda por lerem e estudarem os assuntos que querem fazer vídeos.  Principalmente no começo essa dica é essencial, pois não sempre você poderá contratar um editor para seu canal.

Infelizmente, muita gente pensa que os YouTubers de sucesso vivem apenas se divertindo, gravando vídeos e “não fazendo nada”. Esse comentário muitas vezes vem de críticos, porém o pior é quando alguém que quer ter sucesso no YouTube acredita nessas bobagens e acha que pode ficar “à toa” apenas gravando que tudo vai dar certo.

Como você vê, se você quer ter sucesso como YouTuber, é preciso muito trabalho e muita disciplina. Sem isso, fica difícil seu sonho sair da sua cabeça e se tornar realidade.

Se você quer ajuda profissional para se tornar um Influenciador Digital profissional, entre em contato conosco!

É só clicar AQUI.