8 vantagens de usar o YouTube para negócios

Como empresa, você deve pensar continuamente em maneiras de apresentar seus produtos e serviços ao maior número de pessoas possível, tudo sem quebrar o banco.

Usar o YouTube para sua empresa pode ser uma maneira econômica de expandi-lo, se usado regularmente como parte de sua estratégia de marketing.

Não tem certeza se o YouTube pode ajudar a expandir seus negócios? Aqui estão 8 benefícios que o YouTube pode oferecer à sua empresa.

1. Use o tráfego do YouTube que é enorme

Youtube - YouTube como parte da estratégia de marketing

O vídeo online está crescendo exponencialmente, com mais de 4 bilhões de vídeos vistos diariamente. Se você usa o YouTube para sua empresa, pode facilmente alcançar seu público, criando vídeos e anunciando nos vídeos de outras pessoas.

  • O YouTube é o segundo maior mecanismo de busca e o terceiro site mais visitado no mundo, atrás apenas do Google e do Facebook, respectivamente.
  • 1 bilhão de pessoas visitam o YouTube a cada mês em todo o mundo
  • 100 horas de vídeo são enviadas a cada 60 segundos para o YouTube
  • De acordo com a Nielsen, o YouTube atinge mais adultos dos EUA com idade entre 18 e 34 anos do que qualquer rede a cabo

Plataformas de streaming de vídeo como o YouTube se tornaram tão grandes que você com certeza encontrará um grupo de pessoas que se tornarão seus fãs e clientes delirantes, desde que você eduque, entretenha e forneça soluções para seus problemas.


2. O marketing no YouTube ajudará você a ser encontrado no Google

YouTube - ajuda você a ser encontrado no Google

Graças à Pesquisa Universal do Google, vídeos, imagens, notícias, livros e pesquisas locais são combinados nos resultados de pesquisa do Google, de modo a fornecer as informações mais úteis para as pessoas que procuram.

Você deve ter notado que os vídeos estão aparecendo com mais frequência nos resultados de pesquisa do Google. Isso mostra que o Google considera o vídeo tão importante quanto as páginas somente de texto.

Você pode tirar vantagem disso escrevendo artigos de alta qualidade em seu site e criando vídeos complementares no YouTube. Isso criará backlinks para o seu site, o que significa que você será encontrado no Google com mais frequência por pessoas que pesquisam.

Ao utilizar o YouTube como parte de sua estratégia de marketing para sua empresa, você também aumenta a autoridade de seu site. Quanto mais confiável for o seu site aos olhos do Google, maior será a classificação de todas as suas páginas nos resultados de pesquisa.

Curiosidade: mais de 60% dos pesquisadores clicam nos primeiros 3 resultados do Google e mais de 90% de todos os pesquisadores do Google clicam nos primeiros 10 resultados orgânicos.

4 dicas principais para usar o YouTube para aumentar a autoridade do seu site

1. Faça com que outros proprietários de sites incorporem seus vídeos em seus sites

Cada vez que alguém incorpora seu vídeo em seu site, isso conta como um voto a favor do seu vídeo. Quanto mais pessoas incorporarem o seu vídeo, maior será a sua classificação nos resultados da pesquisa, pois o Google dá mais autoridade aos sites que possuem um ótimo conteúdo, que é atualizado regularmente.

2. Associe seu nome de domínio ao seu canal do YouTube
Associar seu site ao seu canal informará ao YouTube que você é a representação oficial de sua marca no YouTube. Isso resulta em resultados de vídeo mais relevantes apontando para sua empresa quando alguém pesquisa sua marca ou termos relacionados aos serviços que você oferece.

3. Faça com que seus vídeos sejam compartilhados em plataformas de mídia social
As métricas de mídia social são um fator levado em consideração pelo Google ao classificar as páginas. Se você pode criar vídeos de alta qualidade que atraem outras pessoas a compartilhar, você está sinalizando para o Google que está produzindo conteúdo valioso para o seu público-alvo.

4. Dê ao seu público mais opções de consumo
Oferecer ao seu público uma variedade de maneiras de consumir informações – incluindo texto, ilustrações de vídeo e dicas de áudio – aumentará o envolvimento geral de seus vídeos, pois você está atendendo a diferentes estilos de aprendizagem.

Fato engraçado:

  • 65% das pessoas são aprendizes visuais
  • 30% das pessoas são aprendizes auditivos
  • 5% das pessoas são cinestésicas

3. Seu conteúdo nunca morre

nova vida - estratégia de marketing do YouTube

Usar o YouTube para negócios pode ajudá-lo a reutilizar o conteúdo já criado sem a necessidade de gastar muito tempo ou investir em equipamentos caros.

Reutilizar o conteúdo que você já criou é uma forma eficaz de marketing de conteúdo, pois você pode atingir um público que vai adorar esse tipo específico de conteúdo.

Por exemplo, uma postagem em um blog pode ser facilmente redefinida em vários formatos, incluindo:

  • Podcasts
  • Infográficos
  • Apresentações
  • Série de vídeo

Essa abordagem permite que você crie pelo menos 4 peças de conteúdo a partir de apenas 1 ideia, resultando em um público engajado que pode digerir facilmente as informações que você fornece a eles.

4. Aumente seu público em todo o mundo

globo - estratégia de marketing do YouTube

Este é um dos maiores benefícios de usar o YouTube para negócios.

A criação consistente de conteúdo de vídeo abre a porta para novos visitantes que nunca conheceriam sua empresa de outra forma. Por meio do YouTube, você pode alcançar um público mundial, mesmo que fale apenas um idioma.

Se você é um falante nativo de inglês, você está em uma vantagem, pois é difícil capturar os enormes mercados de língua inglesa (30% de todas as visualizações do YouTube) se você não consegue escrever ou produzir um conteúdo excelente.

Além disso, se você incluir legendas em seus vídeos, também poderá alcançar novos públicos, pois atende a pessoas com necessidades diferentes.

A pesquisa agora mostra que os vídeos com legendas ocultas recebem 4% mais visualizações e assinantes do que aqueles sem legendas.

Curiosidade: 80% das pessoas que preferem assistir a vídeos com legendas ativadas não têm deficiência auditiva.

Também é crucial incluir várias frases de chamariz em seus vídeos, com anotações que apontam para:

  • Outros videos
  • Conteúdo em seu site
  • Série de resposta automática de e-mail
  • Produtos e serviços em oferta

5. Crie sua lista de e-mail no YouTube

Outro benefício de usar o YouTube para negócios é a capacidade de criar sua lista de e-mail à medida que você continua a fornecer conteúdo valioso e envolvente.

Use um software que permita incorporar seu formulário de inscrição diretamente nos vídeos do YouTube. Um vídeo pode ser interrompido temporariamente para que um espectador insira seu endereço de e-mail e se inscreva em sua lista, antes de continuar.

Usar essa abordagem torna mais fácil do que nunca construir sua lista de e-mail, enquanto fornece conteúdo de vídeo envolvente que seu público vai adorar.

6. Seu público irá promovê-lo e comprar de você

Público - estratégia de marketing do YouTube

Vídeos com toque pessoal ajudam a aumentar as conversões. As pessoas compram daqueles em quem confiam, e essa confiança é construída quando você se relaciona com elas em um nível emocional.

A pesquisa agora mostra que, para serviços profissionais e empresas em geral, se você estiver direcionando tráfego para uma página de destino com um vídeo de uma pessoa na empresa falando sobre o produto ou serviço, isso pode aumentar drasticamente sua lista de leads e vendas.

7. Direcione seu público para o AdWords para vídeo

James Bond - marketing do YouTube

Eon Productions

Com o Google AdWords para vídeo, você pode obter acesso focado ao seu público, anunciando em vídeos que seu público tem mais probabilidade de assistir e pesquisar.

A maior vantagem do AdWords para vídeo é que você só paga pelas visualizações engajadas.

Uma visualização envolvida ocorre quando um espectador assiste ao seu anúncio por pelo menos 30 segundos. Em outras palavras, se seu anúncio em vídeo for pulado, você não pagará nada.

O maior benefício do AdWords para vídeo é o potencial de aumentar seu público por meio de ‘visualizações ganhas’.

Essas visualizações são gratuitas e são obtidas quando alguém escolhe assistir ao seu anúncio em vídeo e passa a assistir a um ou mais vídeos em seu canal do YouTube em um período de 7 dias.

Se alguém assiste de 2 a 4 vídeos em seu canal do YouTube, é muito mais provável que se inscreva em seu canal do YouTube.

8. Ganhe dinheiro com o AdSense para vídeos

ganhe dinheiro adsense para vídeo

A criação de conteúdo de vídeo regular oferece a oportunidade de ganhar algum dinheiro diretamente com seus vídeos, por meio do programa AdSense para vídeos do Google.

Curiosidade:

  • Mais de 1 milhão de criadores de conteúdo de 30 países ao redor do mundo estão ganhando dinheiro simplesmente por meio de vídeos do YouTube
  • Milhares de canais estão ganhando seis dígitos por ano

Você pode usar o Google AdWords e o AdSense para vídeos juntos para ganhar algum dinheiro de volta com suas campanhas de vídeo.

Funciona assim:

1) O espectador vê seu anúncio em outro vídeo e clica nele.

2) Você paga por esse clique como parte do orçamento da campanha.

3) O visualizador continua a assistir ao seu vídeo, exibindo os anúncios de outros criadores de conteúdo que podem ser exibidos em seus vídeos. (pode ser desativado)

4) O visualizador clica ou assiste a esses anúncios e você recebe 68% da receita do anúncio.

Isso significa que você pode veicular campanhas do AdWords para seus vídeos, enquanto ganha dinheiro permitindo que outras pessoas anunciem em seus vídeos.

Como você pode ver, o YouTube é uma plataforma viável para aumentar seu público e seus negócios de várias maneiras.

Se você investir o tempo necessário para aprender os principais componentes da plataforma, o YouTube se mostrará uma adição valiosa para crescer

E se você quiser conhecer nossos serviços, CLIQUE AQUI para saber mais.

fonte: https://wearegrow.com/

Como funciona o algoritmo do YouTube

Para muitos criadores de vídeo, sejam YouTubers profissionais ou marcas no YouTube , o algoritmo do YouTube é um completo mistério – um poder superior que domina a contagem de visualizações, completamente fora de seu controle.

Eles acreditam que não há como entender como o algoritmo do YouTube funciona. Afinal, é um dos segredos mais cuidadosamente guardados da plataforma.

Só que não. 

Em um trabalho de pesquisa publicado em 2016, um grupo de engenheiros do Google compartilhou seus planos de como os vídeos poderiam ser exibidos através do mecanismo de recomendação do YouTube para uma melhor experiência do usuário.

Embora não tenha atraído muita atenção na época, ele tem muita relevância para o YouTube de hoje, pois, segundo o diretor de produtos do YouTube , 70% das visualizações do YouTube agora passam por esse mecanismo de recomendação.

Grande parte da discussão sobre como obter visualizações no YouTube se concentra no SEO do YouTube , na promoção de mídia social e na obtenção de inscritos . Embora eles contribuam para a descoberta de seus vídeos, eles não desbloqueiam a maior parte das visualizações que você espera obter do mecanismo de recomendações do YouTube (na página inicial do YouTube e nas sugestões de “recomendado para você”).

Como o algoritmo do YouTube funciona

Neste  trabalho de pesquisa publicado pelos engenheiros do Google Paul Covington, Jay Adams e Emre Sargin, eles detalham os sinais que usam para classificar vídeos para recomendações do YouTube:

  1. Taxa de cliques (a probabilidade de alguém clicar no seu vídeo depois de vê-lo)
  2. Tempo de exibição (o tempo combinado que os espectadores passam assistindo seus vídeos)
  3. Quantos vídeos o usuário assistiu do seu canal
  4. Quão recentemente o usuário assistiu a um vídeo sobre este tópico
  5. O que o usuário procurou no passado
  6. Os vídeos assistidos anteriormente pelo usuário
  7. Informações demográficas e localização do usuário

Os três primeiros sinais são os únicos que você pode influenciar diretamente. O restante depende de fatores fora do seu canal para personalizar a recomendação. 

Esses engenheiros do Google afirmam que seu objetivo final de classificação é “geralmente uma função simples do tempo de exibição esperado por impressão. A classificação por taxa de cliques geralmente promove vídeos enganosos que o usuário não conclui (‘clickbait’), enquanto o tempo de exibição captura melhor o engajamento. ”

Alguns podem interpretar isso como significando que a otimização para cliques fará com que você seja penalizado pelo YouTube, mas isso é um grande mal-entendido.

O YouTube está penalizando apenas as táticas de click bait – prometendo antes do clique e fornecendo conteúdo decepcionante depois dele. A taxa de cliques ainda é tão importante como sempre. Você não pode gerar muito tempo de exibição para o YouTube sem receber cliques primeiro, afinal. 

Você pode ver essas prioridades refletidas no YouTube Studios : o painel de análise do YouTube.

Na guia Alcance, você pode ver as seguintes métricas, que juntas ilustram a nova ênfase do YouTube na taxa de cliques e no tempo de exibição: 

  • Impressões: quantas vezes suas miniaturas de vídeo foram mostradas aos espectadores como um vídeo recomendado, na página inicial ou nos resultados de pesquisa.
  • Origens de tráfego para impressões: onde, no YouTube, suas miniaturas de vídeo foram mostradas para os espectadores em potencial.
  • CTR (taxa de cliques) de impressões: com que frequência os usuários assistiram a um vídeo depois de ver suas miniaturas (com base nas impressões de logon).
  • Visualizações de impressões: mede a frequência com que os espectadores assistiram aos seus vídeos depois de vê-los no YouTube.
  • Tempo de exibição das impressões:  tempo de exibição originário de pessoas que viram seus vídeos e clicaram neles no YouTube.

Repensando “clickbait”: a relação entre a taxa de cliques e o tempo de exibição

Nos últimos anos, você provavelmente viu artigos sobre a guerra do YouTube contra a clickbait, uma  vez que a plataforma foi inundada com miniaturas de vídeos enganosas e títulos exagerados tentando manipular o algoritmo. 

Como resultado, o pêndulo girou em direção ao tempo de exibição como o principal sinal para garantir a qualidade de um vídeo. Muitos criadores de conteúdo do YouTube reagiram abandonando as táticas que os ajudaram a capturar a atenção enquanto competiam contra as centenas de horas de conteúdo de vídeo carregado a cada minuto no YouTube.

Só que isso também não funcionou.

Em uma sessão de perguntas e respostas sobre como priorizar sinais no algoritmo do YouTube, um dos mesmos engenheiros do Google do artigo mencionado admitiu: “É uma luta constante, porque você está combatendo abusos ao mesmo tempo. Portanto, se você otimiza a taxa de cliques, obtém a isca de cliques e, se otimiza o tempo de exibição, obtém vídeos incrivelmente longos. 

Se um vídeo tem uma alta taxa de cliques, mas gera baixo tempo de exibição, é isca de cliques sem dúvida. Mas se miniaturas e títulos atraentes levam as pessoas a clicar e assistir aos seus vídeos, isso não é justo aos olhos do YouTube – é o ideal.

E isso nos leva ao ponto crucial do meu argumento: se você deseja obter mais visualizações por meio do mecanismo de recomendações do YouTube, precisa otimizar seu canal e seus vídeos para a taxa de cliques e o tempo de exibição.

5 maneiras de obter mais visualizações através das recomendações do YouTube

1. Atenha-se a uma premissa ou formato consistente para o seu canal do YouTube

Muitos canais do YouTube lutam para ganhar força porque tratam o canal do YouTube como um local para fazer upload de todo o conteúdo de vídeo, e não como o lar de uma série de vídeos consistente.

Os canais do YouTube que consideram a consistência são capazes de aumentar de forma sustentável a base de assinantes e a visualização, pois torna mais fácil para as pessoas decidirem assistir a mais conteúdos e se inscrever no canal.

Se você quiser se desviar de sua premissa principal, é melhor fazer isso em um canal separado do YouTube para evitar prejudicar seus próprios esforços.

2. Alimente o mecanismo de recomendação com outras fontes

Os canais mais recentes do YouTube não podem contar com o mecanismo de recomendação para gerar todas as visualizações. 

Afinal, as recomendações são baseadas principalmente em como os espectadores visualizaram e interagiram com seus vídeos no passado. O YouTube precisa de dados para basear as recomendações e não há dados sem as pessoas assistindo seus vídeos. Portanto, faça todos os esforços habituais para promover seus vídeos, como:

  • Enviando novos vídeos para sua lista de e-mails
  • Parceria com a imprensa ou outros influenciadores
  • Como promover seus vídeos nas mídias sociais

Mas, acima de tudo, concentre-se no SEO do YouTube e obtenha mais inscritos , não apenas para obter visualizações de vídeo a longo prazo, mas também porque o que um usuário consome repetidamente na plataforma e o que ele assina são sinais-chave que o algoritmo do YouTube usa para faça recomendações personalizadas.

No artigo, os engenheiros observam que “os sinais mais importantes são aqueles que descrevem a interação anterior de um usuário com o item em si e outros itens semelhantes … Como exemplo, considere o histórico passado do usuário com o canal que enviou o vídeo sendo pontuado – como quantos vídeos o usuário assistiu neste canal? Quando foi a última vez que o usuário assistiu a um vídeo sobre esse tópico? ” 

Se você conseguir que um novo usuário continue assistindo mais conteúdo depois de clicar em um de seus vídeos, poderá aumentar as chances de seus vídeos serem recomendados para eles na próxima vez que abrirem o YouTube. 

3. Crie miniaturas que sejam clicadas

Estabelecemos que a taxa de cliques ainda é importante e que o YouTube priorizar o tempo de exibição é simplesmente uma contramedida contra a isca de baixa qualidade.

Então agora vamos falar sobre o elefante na sala – melhorando sua taxa de cliques – usando duas ótimas fontes de inspiração para miniaturas clicáveis: a guia de vídeos em destaque do YouTube e a Netflix.

Tenha close-ups de rostos emotivos ou cenas de ação

Olhe pelo YouTube e não verá falta de rostos altamente expressivos nas miniaturas de vídeo.

De acordo com um estudo da Netflix sobre o desempenho de obras de arte na plataforma, “as emoções são uma maneira eficiente de transmitir nuances complexas. É sabido que os humanos são conectados para responder aos rostos – vimos que isso é consistente em todos os meios. Mas é importante notar que os rostos com emoções complexas superam as expressões estóicas ou benignas. 

Uma das primeiras tendências também observadas pela Netflix, que vale a pena levar adiante em suas próprias miniaturas, é que a tendência de uma imagem de vencer outras caiu quando ela continha mais de 3 pessoas.

Você pode otimizar suas miniaturas para cliques, incluindo um a três rostos nas miniaturas usando expressões que falam mais alto que palavras.

Siga a “regra dos terços” para compor sua imagem em miniatura 

A regra dos terços é uma maneira simplificada de alcançar a “ proporção áurea” , que estudos demonstram minimizar o tempo que leva para o cérebro processar uma imagem.

Esta diretriz de composição da imagem sugere que você posicione seu ponto de interesse não no centro da imagem, mas no primeiro ou no último terço do quadro.

exemplo da regra dos terços

Embora seja mais uma diretriz do que uma regra rígida, o design da miniatura dessa maneira permite chamar a atenção do espectador para a “mensagem” mais importante da sua imagem.

Adicione texto às suas miniaturas

De acordo com um estudo de 2019 da Sandvine , o YouTube agora responde por 37% de todo o tráfego móvel na Internet. Isso também significa que um segmento justo de seus espectadores verá seus vídeos em um dispositivo móvel.

A importância da sua miniatura em relação ao título quase garante que os olhos do usuário sejam atraídos pela miniatura do vídeo primeiro. E então, se acharem a imagem atraente o suficiente, eles lerão o título. 

Então, por que não adicionar algum texto à miniatura para ajudar os espectadores a se decidirem?

O texto pode ser o título do seu vídeo ou até apenas algumas palavras relacionadas ao seu gancho. Qualquer que seja a sua escolha, se mais de um terço dos seus espectadores estiverem acostumados a “ler” miniaturas no celular, verifique se suas próprias miniaturas podem comunicar o que é o seu vídeo, mesmo sem o título.

As miniaturas do YouTube podem ser muito semelhantes esteticamente, facilitando assim a visualização rápida de seus vídeos, aumentando as chances de que eles sejam clicados por pessoas que já estão familiarizadas com seu conteúdo.

Se você tem um formato consistente para o seu canal do YouTube, considere marcar as miniaturas para diferenciá-las de outros vídeos recomendados.

4. Incentive os espectadores a ficarem depois que clicarem

Fazer com que as pessoas vejam seus vídeos é uma coisa. Fazer com que eles assistam a um vídeo durante todo o processo é outro.

Felizmente, você pode melhorar sua taxa de conclusão de vídeo (e ganhar mais tempo de exibição) incorporando esse objetivo ao seu processo de criação de vídeo:

  • Comece forte e incorpore um “gancho” na introdução do seu vídeo
  • Transcreva seus vídeos para que as pessoas possam assisti-los sem áudio
  • Ajuste a duração dos seus vídeos de acordo com suas análises (até onde os espectadores realmente chegam antes de sair?)
  • Não use a mesma foto por muito tempo ou você pode entediar o espectador (é por isso que os cortes de salto são populares no YouTube)
  • Se o seu vídeo for longo, salpique em momentos de interrupção que redirecionam a atenção do espectador quando ele começa a vagar 

5. Incentive a observação de compulsões no seu canal

Você também pode otimizar o tempo de exibição no nível do canal, empregando estratégias que envolvem consistência e consumo de vídeo.

Além de ter uma premissa focada para o seu canal do YouTube, que é provavelmente o fator mais importante, algumas outras maneiras pelas quais você pode tornar mais fácil para os espectadores assistirem mais ao seu conteúdo incluem:

  • Usando cartões e cartões finais para recomendar manualmente vídeos relacionados 
  • Vincular a vídeos em listas de reprodução sempre que você compartilhar, para que o próximo vídeo que o usuário assista seja sempre seu
  • Desenvolvendo um formato consistente da miniatura para o próprio vídeo – se os espectadores gostarem de um de seus vídeos, eles deverão supor com razão que gostarão de seus outros vídeos.
  • Incorporar uma frase de chamariz específica ou até mesmo cenas de outros vídeos para “transmitir” os espectadores diretamente para consumir mais conteúdo. 

À medida que o algoritmo do YouTube muda, uma coisa permanece a mesma

O algoritmo do YouTube mudou muito ao longo dos anos, deixando cada vez mais criadores e marcas se perguntando por que os métodos em que eles confiaram não estão mais funcionando.

Mas, à medida que o algoritmo do YouTube evolui, lembre-se de que o objetivo da plataforma permanece o mesmo: atrair mais pessoas para assistir e interagir com mais vídeos no YouTube. E isso não é tão diferente do seu.

Somos uma agência de YouTubers e outros influenciadores digitais. Se você quer apoio profissional para sua carreira, CLIQUE AQUI e conheça nossos pacotes de serviços.

fonte: www.shopify.com

6 erros básicos que Youtubers iniciantes não devem cometer

Youtuber de sucesso em 2020! Essa é sua meta?
Muita gente começa um canal, já pensando que em pouco tempo terá seus milhares de inscritos, milhares de visualizações por vídeo e já se vê em um curto espaço de tempo com mais de 1 milhão de inscritos. Isso acontece com você também? Se sim, não se preocupe, todo mundo tem o direito de sonhar e querer ter sucesso no que gosta de fazer.

Mas às vezes, o desejo de ter sucesso leva a pessoa a cometer alguns erros que podem atrasar seu sonho de ter sucesso no YouTube em 2020. Vamos comentar alguns desses erros.

1. Pensar que você merece sucesso imediato no YouTube

Até você provar seu valor primeiro ao seu público e depois ao YouTube, lamento dizer, mas você não tem direito a absolutamente nada. Lembre-se, esta é uma plataforma gratuita. Você pode falar com um público global e impactar suas vidas, mas precisa fazer isso primeiro antes de merecer qualquer recompensa.

Obviamente, seria fantástico se o YouTube fosse um campo de jogo completamente equilibrado e todos desfrutassem do sucesso que merecem, dependendo do conteúdo que criarem.

Mas haverá alguns criadores que têm um momento viral com conteúdo impactante, enquanto outros se esquivam de criar vídeos bons que por isso, nunca são vistos pelo público que merece vê-lo.

Infelizmente, esse é o YouTube, mas no momento em que você assume que deve receber isso ou aquilo ou que esse criador não deve obtê-lo, porque seu conteúdo é melhor então é momento de você pensar primeiro em quem deve estar em primeiro lugar: o público que você quer atingir e que sejam seus inscritos. Primeiro vem seu público, depois vem você.

2. Exclusão de conteúdo do seu canal

Existem duas razões principais para isso:

Primeiro, você está danificando as métricas do seu canal. Se você excluir um vídeo, ele removerá todas as visualizações e todo o tempo de exibição. O que é especialmente importante para as pessoas que trabalham com a monetização. Em segundo lugar, não fique constrangido com o conteúdo que você já possui em seu canal.

Se você olhar para canais que hoje são famosos poderá ver as centenas de vídeos terríveis que eles publicaram antes de serem um sucesso. Portanto, é maravilhoso e fascinante ver o progresso de um criador que saiu do nada e agora é uma mega estrela do YouTube.

3. Criar Conteúdo Fora do Tema do canal

É interessante porque geralmente é um sintoma de um canal que não tem foco ou tem muita autoindulgência. Você está criando uma série de vídeos para um público específico e decide fazer algo um pouco diferente. E esse vídeo um pouco diferente decola no seu canal. E você fica com a decisão de tentar ou não aproveitar esse vídeo bem-sucedido ou continuar a segmentar seu público-alvo com o qual estava tentando se envolver.

De repente, você deixa de se tornar um canal de viagens para um canal de beleza ou um canal financeiro para um canal de revisão de laptops. Não caia na tentação de mudar o assunto de seu canal, a menos que você esteja totalmente decidido a fazer essa mudança. Mas saiba que isso vai te trazer consequências que você pode não gostar depois.

4. Inconsistência (postar só quando “der na telha”)

Em última análise, tudo isso tem a ver com foco. Encontrar seu nicho, percorrer cinco centímetros de largura por um quilômetro de profundidade, sobre um tópico específico, e formar uma audiência através da consistência. O que naturalmente nos leva ao tópico da inconsistência.

Isso pode ocorrer em diversas formas e tamanhos.  Mas para muitos criadores, é a inconsistência da saída de vídeo. É por isso que é bom ter algum tipo de programação no fundo da sua mente. Seja fiel a ele religiosamente, postando no mesmo dia da semana, ao mesmo tempo ou informando ao público que publicará alguns vídeos por semana. 

Se você criar cinco vídeos em uma semana, isso é ótimo. Talvez publique quatro delas e guarde uma para mais tarde, quando precisar fazer uma pausa.

5. Confiar em apenas uma plataforma de vídeo

Se  você colocar “todos os seus ovos em uma cesta” de mídia social, basta o YouTube acionar um botão, como fizeram com o Adpocalypse, a COPPA e a FTC , para ver seu canal, seu público, seus negócios em potencial cair pelo chão.
O conteúdo publicado no YouTube é de propriedade do YouTube. Então se amanhã a plataforma deixar de existir, ou ainda se o YouTube decidir dar outro foco para os vídeos e eliminar canais fora desse foco, você corre o risco de perder todo seu trabalho.

É por isso que, a longo prazo, é importante diversificar suas habilidades, seu alcance, sua marca, por assim dizer. Sei que as pessoas odeiam essa palavra, sua presença na Internet não pode se restringir apenas a uma plataforma que, com efeito, tem total controle sobre o destino de seu sucesso.
Existem várias opções e não é má ideia você ter conteúdos em mais de uma delas.

6. Ignorar seus dados do YouTube Analytics

Ok, então você fez sua pesquisa, sabe qual é o seu título e gravou o vídeo. Você tem a melhor miniatura possível, o melhor título possível e publicou seu vídeo. Mas o YouTube ainda não está recomendando seus vídeos. O que está acontecendo?

Ok, agora você é detetive; você está analisando suas análises e procurando pistas. Um dos melhores lugares para procurar pistas está em algo chamado retenção . A retenção é basicamente um indicador informando em que momento as pessoas deixaram o seu vídeo. Eles estão assistindo a 20% do seu vídeo e saindo? Ou 50% do seu vídeo e depois sair? Esse é um sinal muito, muito importante para o YouTube, porque se refere à qualidade do conteúdo.

Pense nisso do ponto de vista do YouTube. Se você tem um vídeo com um título incrível e uma miniatura incrível, mas as pessoas estão assistindo 1% e saindo imediatamente, isso emite um sinal de que talvez seja um vídeo com isca de clique. Talvez você não esteja entregando o que prometeu em seu título e, portanto, o YouTube certamente não recomendará seu vídeo. No entanto, se o seu vídeo tiver uma taxa de retenção de 50, 60, 70%, o YouTube dirá: “Ok, bem, se as pessoas estiverem assistindo a 60 e 70%, vamos tentar com um público diferente. Vamos distribuí-lo cada vez mais , e mais.”

A primeira coisa a fazer é olhar para a retenção de meus vídeos individuais. Veja em que formato está o gráfico. As pessoas caem logo no começo? Isso me diz que eu não os capturei o suficiente, não os liguei o suficiente, não cumpri minha promessa desde o início. Não prendi a atenção deles. Eles vieram para o vídeo, viram o começo e disseram: “Isso é chato, não é pra mim. Vou sair fora daqui”. Então eles deixam o seu vídeo.

Se você observar que as pessoas ficam na parte inicial do vídeo, mas estão saindo no meio, descubra por que elas deixaram no meio, nesse ponto. De fato, no gráfico de retenção, você pode realmente clicar nesses vários pontos e reproduzir o vídeo ao mesmo tempo. Talvez você tenha se repetido de novo e de novo e de novo. Talvez você tenha falado sobre um tópico por muito tempo. Talvez tenha sido algo que saiu do tópico e você tenha perdido parte do seu público. Aprenda com esses erros para não repeti-los no próximo vídeo e no próximo vídeo.

A retenção é, na verdade, dividida em três: sua introdução, sua parte inicial, seu meio, que é a carne e os ossos do seu vídeo, seu conteúdo e o outro, que é o bit final. Melhore em cada seção. Especialmente o começo, para garantir que as pessoas não saiam imediatamente. Trabalhe na sua introdução, talvez a recorte, diminua. Talvez você deva diminuir ou até eliminar aquelas belas animações da introdução do canal – as pessoas não se importam com esse tipo de coisa, apenas querem a informação do vídeo. Se você achar que é isso que as pessoas estão deixando, se livre disso, pare com isso. Então comece a entrar no assunto de uma vez. A retenção é um recurso super, super poderoso e muito subestimado, ao qual precisamos prestar muito mais atenção.

Se seu sonho é ser um grande criador de conteúdo, podemos ajudar. Clique AQUI para saber como trabalhamos.

4 fatores que fazem um canal ter sucesso no YouTube

Ter sucesso no YouTube, ganhar dinheiro com YouTube, ter muitos inscritos no YouTube… Se você tem canal no YouTube, quantas vezes você já pesquisou uma dessas frases no Google? Será que tem algum segredo para ser famoso no YouTube?

É difícil responder a essas perguntas de uma maneira direta. Mas uma coisa é certa: um canal de sucesso no YouTube com certeza contou com um conjunto de fatores que resultaram nesse sucesso. Podemos listar alguns:

  • Pioneirismo: muitos canais que começaram muitos anos atrás e se mantiveram ativos em geral hoje são canais de maior audiência. O ponto é se manter ativo, postando vídeos pelo menos uma vez por semana, ao longo do tempo. Esse fator, pioneirismo, obviamente por si só, traz benefícios a longo prazo.
  • Inovação: se você conseguir criar algo novo no seu canal, novo e de interesse de muita gente, então você tem chances de ter o tão desejado sucesso no YouTube. Hoje em dia, a maioria dos canais no YouTube oferecem conteúdos muito parecidos. E não estamos falando apenas por exemplo, de que há muitos canais que falam de games por exemplo. O problema é que muitos canais tem praticamente o mesmo estilo e até mesmo o mesmo conteúdo!
    Ainda falando sobre games, pense em um canal de games de sucesso. Onde foi que ele acertou? Como são apresentados os vídeos? O que tem de diferente no canal em relação a outros? Sempre existe uma resposta e saber ela pode te ajudar a ter sucesso no YouTube também.
  • Canal constantemente otimizado para o YouTube (SEO no YouTube): existem técnicas simples que se forem aplicadas a seu canal, você pode “ajudar” o YouTube a mostrar seu canal mais vezes para mais pessoas. Esse é um processo lento, mas que se for feito constantemente, os resultados são enormes. Muita gente por exemplo, ao postar seus vídeos, não usa corretamente o campo “descrição”, onde poderia estar um texto que iria ajudar o vídeo a ser divulgado.
  • Promoção adequada do canal: esse é um dos pontos mais polêmicos. Dizemos isso porque geralmente quando se pensa em promover o canal, o que vem à mente é postar em grupos no WhatsApp e no Facebook. E esse tipo de promoção, realmente dá um certo resultado sim! Mas é bem limitado. Aconselhamos você a fazer esse tipo de promoção, mas de maneira despretensiosa.
    Nos grupos de divulgação, todo mundo está fazendo o mesmo, ou seja, divulgando seus vídeos. Quantas pessoas que vão a esses grupos assistem aos vídeos divulgados lá? Menos do que você imagina!
    Uma maneira que sempre dá muito resultado são as campanhas pagas. Naturalmente que não são todos os que tem condições de investir nisso. Mas se você puder fazer isso, pelo menos de vez em quando, vai ver como faz toda a diferença, principalmente se você precisa de um resultado a curto ou médio prazo.

Da lista acima, o único fator que é opcional para que você tenha sucesso no YouTube é o ponto 01: pioneirismo. Ou seja, você pode começar um canal hoje, e se seguir estritamente os outros 3 pontos, as chances de que você tenha sucesso são muito maiores.

Depois de ler esse artigo, dá uma analisada “à frio” no seu canal. Você segue MESMO os passos acima? Cuida do texto da descrição, usando o máximo de espaço pra por informação que faz referência ao seu vídeo? Se alguém perguntar o que seu canal tem de diferente dos outros, você sabe responder? E como você faz a promoção do seu canal?

Também lembre-se que os resultados de crescimento podem levar um certo tempo para aparecerem. Há canais no YouTube que levaram anos para serem reconhecidos e ganharem grande audiência. Muitos canais começam e se mantém por 1 ano ou vários anos com poucos inscritos e pouca audiência. E, depois viralizam e crescem rapidamente. Não desista!

A Warp Media oferece atualmente dois tipos de serviços para influenciadores digitais: o credenciamento e a assessoria individualVale muito a pena você conhecer esses serviços e escolher um pra chamar de seu!

Assessoria para Youtubers: como podem ajudar seu canal

Ainda não existem muitas assessorias para Youtubers no mercado, em comparação com outros tipos de assessoria que são oferecidas hoje em dia. Mas isso com certeza logo vai mudar completamente e não vai demorar não. Aqui nós já falamos sobre asssessoria para Youtubers, você pode ler a matéria clicando aqui.

Neste artigo vamos comentar mais coisas que uma assessoria para Youtubers pode fazer para você que tem um canal no Youtube, ou mesmo em outras plataformas.  Vamos lá?

  • Exposição do seu conteúdo: uma assessoria pode mostrar por exemplo, seus vídeos no website dela, divulgar os assuntos que você tem postado, compartilhar seu conteúdo e muito mais. Isso é importante, que seu conteúdo seja mostrado em cada vez mais lugares.
    Um detalhe que não pode ser desprezado: quando um website passa a ganhar mais exposição, com mais visitantes lendo seus conteúdos, o seu canal ganha exposição automaticamente, pois as pessoas vão ver seu canal sendo bem comentado por esse site de referência. São milhares de visualizações em páginas que falam de você, já pensou?
  • Orientação profissional: não existem quem não precise de orientação, não é mesmo? E principalmente se seu canal ainda não cresceu da maneira em que você gostaria que estivesse. Ter alguém que possa ver o que você produz com um olhar mais “técnico”, crítico, mas sempre com o objetivo de ajudar você a ter sucesso é muito importante. Uma assessoria para Youtubers pode dar sugestões de roteiros, de edição, temas e ainda pode te orientar em como lidar quando seu canal vai ficando conhecido e você precisa começar a lidar com fãs que fazem perguntas e querem interagir o tempo todo.
  •  Contratos: essa parte é uma das melhores, não é? Muitas vezes, um canal do YouTube não consegue ter tantas visualizações, e quando consegue, nem sempre elas são “monetizadas” (ou seja, aparecem anúncios do YouTube antes, durante ou depois do vídeo). Assim, você produz conteúdo mas não recebe nada por ele. Se isso durar muito tempo e você tiver a atitude de “fazer vídeos PARA ganhar dinheiro” com certeza vai desanimar e pode até abandonar seu canal.
    A assessoria para Youtubers pode ir atrás de empresas que possam ter interesse em seu canal, ou no caso da Warp Media, que possam ter interesse em anúnciar em grupos de canais. Assim você poderá ter uma possibilidade maior de ganhar dinheiro com seus vídeos do YouTube.

Algumas assessorias para Youtubers trabalham também gerenciando a carreira do Youtuber cliente. Elas cuidam da agenda de compromissos, respondem ou direcionam e-mails dirigidos a você (com sua permissão, claro) e cuidam de que seus interesses profissionais sejam realizados. Também podem negociar sua participação em eventos e analisar propostas de outras ações em que você como YouTuber pode participar.

Se você quer saber como a Warp Media pode ajudar seu canal e a você, leia essa matéria, clicando aqui.

Nos vemos em nosso próximo artigo!

Sucesso no Youtube: dá pra “viralizar” meu canal?

Sucesso no YouTube hoje traz pra você um assunto muito comentado entre quem produz vídeos. Como fazer um vídeo “viral”?

Fazer um vídeo “viral”. Ter milhões de visualizações e compartilhamentos. Acho que todo mundo que produz vídeos sonha com isso, não é verdade? E com certeza você, que quer ter sucesso no YouTube já sonhou com isso também. Mas vamos primeiro entender o que é um “vídeo viral”.

Vídeos virais são aqueles em que por ter alguma coisa muito chamativa ou diferente, é comentado amplamente principalmente nas redes sociais. Nem sempre o tema do vídeo é algo considerado importante, às vezes um vídeo engraçado com animais se torna famoso e é compartilhado milhares de vezes.

Vou dar um exemplo. No México um vídeo onde os pais de uma adolescente chamada Rubi se tornou a sensação do momento do final de 2016 (e até agora). Ela aparece num vídeo junto com seus pais, onde seu pai fala de como será sua festa de 15 anos. No final o pai diz que “todos estão cordialmente convidados” para festa. O resultado? Mais de 1 milhão e meio de pessoas viram o vídeo no Youtube e disseram que IAM ASSISTIR À FESTA!

A família se tornou a mais famosa do México, desde então. Todos se perguntavam se iam participar na tal “festa da Rubi”. Até canais da TV davam várias notícias sobre a tal festa e inclusive famosos se “auto convidaram” para participar. Por que se tornou viral?

Talvez pelo jeito simples e “caipira” do pai convidar e pelo fato de o vídeo em si ser um convite. Mas o ponto é: como eu faço pra conseguir um resultado desse com meus vídeos?

Quer a resposta honesta e direta? Pois bem, a verdade é que é impossível dizer se um vídeo vai viralizar ou não. Mas existem alguns ingredientes que ajudam a que um vídeo se torne viral:

  • O vídeo é extremamente engraçado e irreverente: mostra um situação muito inusitada ou diálogos surreais.
  • O vídeo é muito “fofo”: geralmente vídeos de bebês e com animais conseguem esses resultados mais facilmente.
  • O vídeo dá uma notícia muito importante (verdadeira ou não), e de tão importante ela é compartilhada milhares de vezes.
  • Ou traz uma lição de vida muito marcante a ponto de as pessoas quererem compartilhar

O ponto é que não existe uma certeza de que um vídeo que tenha essas características viralize, mas o que existe é um aumento das chances de isso acontecer. Você pode tentar isso no seu canal.

No caso dos canais do YouTube, as vezes o ponto é mais complexo para atingir a viralização. Recentemente o Canal do Deni, que é um canal de humor no estilo Vlogs viralizou. Deni até outubro de 2016 contava com 20 mil inscritos e “de repente” o canal dele viralizou de uma forma tão intensa que em menos de 3 meses ele conseguiu mais de 600 mil inscritos! Como pode isso?

Além do conteúdo dos vídeos ser bom (são muito engraçados o rapaz tem muito talento pro humor) existe pelo menos um motivo que podemos comentar: com a frequencia constante de vídeos sendo postados a cada semana e uma boa quantidade de pessoas curtindo e compartilhando o vídeo, o canal passou a ser visto pelo YouTube como um canal de boa qualidade e a plataforma a passou a recomendar e mostrar ele pra mais pessoas, que fizeram o mesmo e…bom aí você já sabe o resto.

Esse tipo de viralização não é comum e geralmente está associado à algum evento especial, como um vídeo extremamente interessante pra muita gente sendo compartilhado. As pessoas que gostaram do vídeo se inscrevem no canal pra ver outros vídeos com a mesma qualidade e é aí onde ocorre o encanto.

Sem o efeito viral, um canal geralmente leva mais de um ano (às vezes alguns anos) para se tornar conhecido. O grande segredo é fazer vídeos com boa qualidade (se pergunte: você assistiria e se inscreveria no seu canal?) e também a frequência é importante. Ah, e se você faz vários vídeos sobre um mesmo assunto, as possibilidades de seu canal ficar mais conhecido a médio prazo são grandes.

Esperamos que você tenha gostado desse artigo. Se gostou compartilhe nas redes sociais e comente se quiser.

E se quiser saber como podemos te ajudar com seu canal, clique aqui e saiba como se credenciar à Warp Media.

Um abraço!